Header Ads

Vale a pena ler de novo: resumo da semana 23/10 - 29/10


E deu pra sobreviver a mais uma semana. Uma semana deveras caótica, se eu posso dizer, porque pelo menos comigo foram dias onde aconteceram coisas ridículas em espaços de tempo absurdos de curtos. Coisa de doido. Mas terminou outubro! E chegar ao Vale a pena ler de novo sempre dá aquela sensação extra de missão comprida, porém cumprida. Então vamos nerdiar sobre as coisas que aconteceram? Teve um bocado de assunto.

Logan e a X-23

Não que tenha sido aquela revelação mais surpreendente do mundo, mas é, foi legal terem finalmente admitido que a garota do trailer de Logan é mesmo a Laura Kinney. Mais representação feminina no cinema! Não posso reclamar, embora o fato da garota ser nova demais em comparação a X-23 dos quadrinhos tenha deixado o Waka e eu pensando sobre o que a Fox vai aprontar com o Hugh Jackman.. Eu não me surpreenderia se ele aparecesse por aí de novo, ainda mais porque a Laura precisaria muito de um mentor e não tem ninguém melhor que o Wolverine em pessoa.

O elenco gigante de Guerra Infinita

Uma coisa que vai me intrigar por mais três anos é que diabos a Marvel vai fazer com Guerra Infinita, porque o filme em teoria promete muito, mas na mesma proporção é deveras arriscado, tipo, de verdade. Se a condução de doze personagens em Guerra Civil deixou algumas pessoas decepcionadas, imagine reunir personagens de quase dez anos de filmes em um só? Vai ser uma prova de fogo no mínimo picante para os irmãos Russo e os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely.

Confesso, sim, eu seria herege e não iria assistir o filme, eu ainda não sou tão fanática pela Marvel, embora a Casa das Ideias tenha umas produções que de forma surpreendente me cativaram, como o quão interessada eu ando pela história do Doutor Estranho, mas voltando ao assunto... As dinâmicas que prometem muito por reunir gente como os Guardiões com Stephen Strange e ainda tem o Thor com aquele humor bobão que me irrita, olha. Ao mesmo tempo que eu muito me empolgo, eu muito fico preocupada.

Mas aqui é #TeamRussos, então confia nos brothers.

Metal Gear Solid completou 18 anos!

Não vou fingir que sou fanática por Metal Gear como jogadora porque eu não sou, mas eu acho a história fantástica porque eu sempre tive esse pezinho de interesse em tudo que envolva tiro, espionagem e bomba. Por isso deu um trabalho miserável fazer o especial dos 18 anos de lançamento do game... Mas valeu a pena cada parágrafo! Eu adoro fazer esse tipo de texto, porque sempre me faz pesquisar por horas, seja artigos, imagens, ver vídeos pra entender o que eu queri escrever, pode me chamar de Caçadora de Nerdices™.

Vamos falar da ESL Pro League Season 4

São Paulo recebeu um dos eventos mais gabaritados dos e-sports que foram as finais da quarta temporada da pro league de CS:GO, chique demais. E como esse é um efeito normal desse fenômeno, depender da internet para fazer o campeonato acontecer dá, mesmo a você, uma editora sofredora que mora no infernal de quente Rio de Janeiro, a sensação de fazer parte do processo, de ter acompanhado um brasileirão direto do estádio.

Uma pena a SK Gaming não ter levado o caneco, os meninos mereciam. Teve cada bala na final que Jesus! Mas ficaram brechas que a Cloud9, que não é boba, aproveitou bem, jogou melhor e apesar do dó absurdo que dá de ver um time brasileiro perder uma final no Brasil (menos quando é o time de futebol masculino, aí eu faço questão de torcer contra), fiquei feliz de ver o país entrando mesmo na rota dos e-sports ao sediar essas finais.

Só fiquei triste com uma coisa. Eu sei que são várias e várias mensagens recebidas ao mesmo tempo, mas o meu tweet mandado para o perfil da ESL Brasil, perguntando uma coisa importante (os horários dos jogos que vocês encontram num dos posts dessa retrô, ficou sem resposta. E eu odeio isso, ainda mais porque é um caso onde o feedback dado o mais rápido possível é tudo! Não dá pra contar de encontrar a programação da ESL na grade da NET ou no site da Sky.. Né. Então fica aqui a crítica, mas positiva.

Sai a música, entram os e-sports

Na retrospectiva da semana passada eu falei sobre como não me interessa mais falar sobre heavy metal. Nessa retrospectiva eu tenho a certeza que é uma página virada na minha vida esquisita de publicitária que é jornalista, então vamos deixar os mortos junto com os mortos, não falo mais do assunto. Por outro lado, meu interesse nos e-sports vem crescendo bastante (desde o meu TCC sobre videogames em 2010, na real), tanto que a nossa home tem um bloco dedicado as notícias desse meio.

Não garanto que vou trazer nada profissional e aprofundado, queria eu já entender um monte de coisa sobre esse mundo. Acho incrível a emoção da galera nas partidas de League of Legends, mas infelizmente meu cérebro não processa tanta informação e termos técnicos ao mesmo tempo, dá tela azul da morte. Mas se eu vi as finais do Mundial de LoL no SporTV? Um pedaço, mas eu vi sim. Então esperem pelo menos por doses homeopáticas de notícias de e-sports, com o Waka cobrindo os games de luta e eu de intrometida onde der para eu ir: CS:GO, Dota, LoL, Overwatch.. bring it on.

E assim fechamos o mês de outubro, e as outras três retrospectivas semanais você pode ler aqui, aqui e aqui. Chegou agora no site? Seja bem-vindo(a)! Pode abrir um espaço no sofá, abrir a garrafa de Dolly, a caixa de salgados.. E vem com a gente. Vamos clicar?

Colunas

Cinema

TV e Web

Colecionáveis

HQs, livros e mangás

Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.