Header Ads

A invasão dos esportistas no e-sports

Semana passada tivemos grandes surpresas na cena internacional dos jogos de luta. A tradicional equipe de e-sports Evil Geniuses anunciou mudanças no seu elenco para as competições. Ao mesmo tempo em que manteve a vice-campeã da Capcom Cup, Rick Ortiz, o consistente K-Brad e a chegada de Chris G (Marvel e SFV) e PPMD para Smash Bros Melee.

Chegaram os reforços, porém, o time perdeu PR Balrog por término de contrato tornando-se um free agent, ou seja, livre para assinar com qualquer equipe ou seguir sozinho. Apesar de Eduardo Perez ser conhecido, os nomes que mais abalaram ao serem anunciados fora do time foram Justin "Free" Wong, Yusuke "The Genius" Momochi e sua esposa Yuko "ChocoBlanka" Momochi.


Echo Fox

Menos de 24 horas foram o suficiente para estes voltarem a serem empregados, e ai sim, fomos surpreendidos novamente. O trí campeão da NBA jogando pelo Los Angeles Lakers, Rick Fox, resolveu investir nos jogos de luta e no famoso "Day One" ele anunciou a existência do time e seus atlétas. Segure-se: Justin Wong. Momochoco, Tokido, SonicFox, Scar.

Justin disse que seu motivo era ter novos desafios, contudo, se pensarmos que ele possui uma grande carreira e longínqua, disputou os principais torneios do mundo, os únicos novos desafios seria encarar os principais torneios da América do Sul. Sua mudança eu acredito que foi mais pela proposta financeira, e isso acaba ganhando força quando ele diz que um dos desafios é ser um cyber atleta em tempo integral e ajudar no crescimento do time.


Por outro lado, os japoneses acabam demonstrando ter algo a mais além dos rendimentos mensais, afinal, vamos lembrar que Tokido ficou o ano inteiro jogando sem patrocínio ligado ao seu nome após a MadCatz encerrar suporte devido seus problemas financeiros. Já o casal Momochoco, além de manterem um patrocínio para sua principal atividade, ganharam apoio para seu projeto social japonês.

Quando não estão competindo, o casal está treinando uma nova geração de jogadores japoneses através do programa batizado de Shinobism (Shinobismo, literalmente novos ninjas porque não basta nascer japonês) e Rick anunciou que dará suporte á estrutura do projeto.

Com SonicFox e Scar, o time acaba tendo o rei do Mortal Kombat até o momento e o seu maior vice. A Echo Fox pretende ver a cena do competitivo dos jogos de luta crescer de uma forma nunca vista, contudo, devemos lembrar que por mais que Street Fighter seja extremamente popular, o gênero e seu lado competitivo não o são.

FGC vs Populismo

Se olharmos os grandes portais nacionais eles apenas começaram a soltar algumas notas e puxar entrevistas, para aproveitarem o hype e trazer os fãs para aumentar as visitias em seus sites. Da dita imprensa especializada, notei apenas um "colega de profissão" realmente estudar/se esforçar e levar um conteúdo bom para sua audiência.

Existem diversos sites dedicados, além de você contar com nossas notícias e artigos, temos por exemplo nossos parceiros do Counter Hit combando novidades todos os dias. Óbvio que foi muito bom ver a ESPN apoiar e exibir ao vivo as finais do EVO e da Capcom Cup (apenas não gostei da censura besta na Mika), mas, os jogos de luta ainda perdem e feio para as outras competições.

Os principais rivais hoje são os jogos de tiro como Counter Strike: GO e Rainbow Six, os MOBAs com League of Legends e DOTA 2. Estes possuem uma facilidade maior para quem ver, entender. Curiosamente, ao assistir uma partida de Street, também é fácil de ter ideia do que se passa, afinal, é uma briga, mas, nossa herança dos arcades e vícios dos que não entendem bem do jogo, gera uma barreira.

Provavelmente você viu sobre esse tiro épico, mito/monstro do brasileiro Fallen, não?

A estratégia no jogo de luta é fundamental e todo o jogo mental e procura pelas falhas do oponente, acabam tirando alguns da audiência. É como você assistir as lutas de mix martial arts e apenas no último round, minutos finais, os lutadores resolvem tentar a vitória. Isso acontece no mundo virtual.

Impossível não é, porém, Rick Fox deve ter em mente que o retorno que ele espera desse investimento na FGC, pode demorar mais do que o planejado se comparar com seus times ECHO de FPS e MOBA. Junto dele, ainda teremos a Lionsgate injetando um grande valor no time Immortals e também temos o Miami Heat aderindo ao movimento inicializado por Besiktas e Santos, afiliando uma equipe para ter a divisão de e-sports com a Misfits.

Sobre Wakashimazu

Gamer de nascimento, guitarrista por insistência, se divide em três para dar conta de dominar o mundo da música, dos jogos e dos otakus, enquanto lida com a caixinha de surpresas chamada de vida. Pode ser encontrado no Last FM, na Live ou no fórum!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.