Header Ads

Como o filme de Splinter Cell será diferente de Assassin's Creed


Não é segredo para ninguém que apesar dos Oscars continuarem a ignorar o cinema nerd, os estúdios estão cada vez mais investindo em adaptações de mangás, HQs e games para grande tela. Em 2016 tivemos Warcraft e Assassin's Creed, que foram alvos de duras críticas e resultaram em bilheterias pequenas em comparação com o que era esperado. Ainda assim a esperança por alguém que quebre a maldição continua, pois adaptações como Tomb Raider estão no forno, enquanto outra foi anunciada, mas ainda não avançou muito: Splinter Cell.

O filme foi anunciado em 2012, escalou Tom Hardy como protagonista, mas no momento não tem diretor.

A Ubisoft novamente espera que essa seja a sua entrada triunfal no mundo de filmes de games, visto que a companhia ainda pensa no que fazer para seguir em frente com Assassin's Creed. Mas apesar das lutas, a Ubi não vai voltar no filme, e ao invés disso, um dos produtores deu alguns updates sobre a possível agenda de produção e falou sobre como isso pode fazer evitar comparações com outras produções.

Basil Iwanyk falou ao Collider sobre o status do filme de Splinter Cell, e confirmou que ele ainda tem planos de continuar com o projeto. Na verdade, o produtor diz ter o melhor rascunho do roteiro já feito até então, e em breve Tom Hardy poderá dar uma olhada, na esperança de juntar-se a produção em algum momento de 2017. Mesmo com esses planos é claro que as comparações entre ambos os filmes da Ubisoft será inevitável, mas Iwanyk não acha que eles serão a mesma coisa:

Eles são tipos de coisas separadas. A história de sucesso financeiro de Assassin's Creed ainda está para ser dita porque nós vivemos em um mundo internacional. Assassin's Creed teve um mundo bem específico para criar e narrativa, personagens, todas as coisas bem específicas. Então o desafio de tornar Splinter Cell interessante foi que nós não tínhamos uma história específica. Isso nos permitiu criar o nosso próprio mundo. Não acho que um se aplica ao outro porque eu não acredito que o nosso filme dará a sensação de ter vindo de um jogo. Um filme de ação com Tom Hardy era o que nós queríamos.

Como acontece com todo filme envolvendo grandes quantidades de armas e violência, o tom desejado é uma questão. Iwanyk disse que a Ubisoft não planeja fazer um Splinter Cell classificação R nos moldes de John Wick, mas ao invés disso a procura é diferenciar o tom de Splinter Cell para fugir de relacionados como James Bond e Jason Bourne:

Obviamente, os filmes de Bond tiveram uma popularidade, e os filmes de Jason Bourne são os filmes de Jason Bourne, então estamos tentando ficar longe deles em termos de tom, bandidos, e ambientação. O que é um mundo que ainda não vimos? O que é uma área do mundo e um conflito que não temos realmente tocado nos filmes em um longo tempo?

Tom Hardy é um nome de peso, mas da mesma forma Michael Fassbender também é, e ainda assim não impediu a recepção dividida de Assassin's Creed. Entretanto, as diferenças em ambos os casos são reais, e os já citados Bond e Bourne provam que a ideia de Iwanyk & cia é boa. Seria o Missão Impossível da Ubisoft vindo por aí?

Mas não é só Splinter Cell que está na mira, a empresa também está preparando uma adaptação para The Division com direção de Stephen Gaghan.

Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.