Header Ads

Happy Hour: Temple Hideout (Street Fighter V)


Quando anunciaram o cenário de Tailândia para Street Fighter V, foi praticamente impossível acreditar. Fizeram isso no dia 1 de abril! Cara, a Capcom parece que nem se esforça mais, risos. Mas acabou que a coisa era real, virou DLC, e empolgou muita gente com a possibilidade de recordar os tempos encarando o icônico Bison em Street Fighter II.

Entretanto, mal o DLC veio, já se foi. A Capcom anunciou a retirada temporária do cenário a fim de acertar a música, que segundo a empresa conteve "referências religiosas não intencionais," mais exatamente partes de orações muçulmanas em um templo budista. Tá certo que a Capcom poderia ter visto isso antes de lançar, mas o fato de ter reconsiderado já foi válido.

E por que você trouxe essa música pro Happy Hour, Bruna?

Porque apesar da polêmica, se você esquecer que é tema de um templo budista, é uma ótima música. E porque me fez lembrar da famosíssima história de Ocarina of Time, onde o Templo de Fogo teve o tema editado porque segundo a lenda encontraram uma oração islâmica dita nos cânticos da música, que são bem difíceis de você entender. Também digo suposta, pois eu fui saber disso muito depois de 1998. Nosso podcast sobre o game é prova.

É uma música climática, que quase assusta se você considera que muita gente ouviu pela primeira vez na infância. Confira:


Assim chegamos ao motivo filosófico-nerd de outro Happy Hour especial com a trilha sonora de Street Fighter V, depois de abrir o mês com o tema do Ryu, seguir com a Juri, e não dispensar o tema do Guile, claro. Solte o play:

Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.