Header Ads

Dragon Ball já teve outros jogos de luta.. Então por que a hype com FighterZ?


Dragon Ball vai ganhar um novo game de luta, mas nah, não é Xenoverse 3. É o FighterZ. Desenvolvido Arc System Works, casa de Guilty Gear e Blazblue, a notícia deixou a comuna de jogos de luta histérica, e isso foi curioso: temos N games de luta de Dragon Ball, então por que tanta hype? Parece que não faz sentido, mas faz. E a resposta é até bem simples.

Primeiro, o trailer:


Se a Pessoa que Vos Falar™ dizer que está louca pela E3 2017, seria uma mentira mais cabeluda que as madeixas de Akuma. Entretanto, FighterZ chamou a minha curiosidade pelo motivou que causou o furdúncio: é um game 2D produzido pela Arc System Works, que definiu o padrão desse tipo de jogo com os sucessos monstruosos de Guilty Gear e Blazblue. Então você sabe que o projeto é bom + caiu na mão de quem sabe o que fazer com ele.



Gráficos importam, mas eu considero isso por um motivo diferente da maioria: cada game precisa de bons gráficos de acordo com a sua proposta. E não necessariamente essa proposta vai pedir um 3D a 60fps, 1080p ou 4K, como todo mundo sempre sempre cisma de querer, o que é um pensamento muito limitador, pra não dizer pobre. É bom de vez em quando surgirem games de luta 2D ou 2.5D, e por isso receberam FighterZ com tanto entusiasmo: quebrou a tendência que existe há alguns anos.

Fora que mexeu nas nostalgias:

1- Esses modelos de personagem deixam muito mais a sensação de estar em casa, com relação ao visual do anime;
2- São gráficos que lembram uma das minhas eras favoritas nos jogos de luta: o final dos anos 90, começo dos 2000, com aquele estilo cartunesco (podemos dizer assim?) de X-Men vs Street Fighter, Marvel vs CapcomStreet Fighter III: 3rd Strike & cia. MvC, aliás, é um dos meus jogos de luta favoritos até hoje justamente por causa disso.

Ainda têm as lutas 3v3, onde você poderá trocar entre os personagens, usar as formas super saiyajins, e essa possibilidade de troca é uma super tirada de chapéu ao sistema que a série Marvel vs Capcom sempre utilizou tão bem. E faz muito sentido considerando tantas lutas de Dragon Ball onde fulano luta com sicrano, beltrano se intromete e todos lutam uns contra os outros. No fim, é como se nós ganhássemos dois jogos (1v1 e 3v3) em um.

Dragon Ball FighterZ será lançado para PC, Xbox One e PS4 no começo de 2018, porém teremos beta ainda em 2017. E o potencial competitivo soa bem promissor.


Atualização (12/06): Agora sim, temos em vídeos uma palhinha melhor de como funciona a parte do 3v3. De fato, é bem ao estilo Marvel vs Capcom tanto nos assists, quanto nas trocas de personagens dentro da luta, ao invés de ser fora dela, a la KOF. É, a empolgação ficou ainda maior, principalmente pelas influências que o cenário sofre, e todos os detalhes de estilo que remetem ao anime. Hype!


Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.