Header Ads

Pixel Ripped 1989: primeiro VR game financiado e lançado pelo estúdio brasileiro ARVORE


Como sabem aqueles que acompanham a Ana Ribeiro e o seu time, Pixel Ripped 1989 é um projeto com uma longa história por trás. Ela começou em 2013 quando a Ana Ribeiro estava estudando na National Film and Television School de Londres. Só 3 meses depois da publicação do demo na loja da Oculus, ela conseguiu um enorme sucesso, somando mais de 5 milhões de visualizações no Youtube, o que foi bem impressionante, especialmente se tratando de um pequeno prototótipo.

Quem acompanha Ana Ribeiro e o seu time sabe que “Pixel Ripped 1989” é um projeto com uma longa história por trás. Tudo começou em 2013, quando a Ana estava estudando na National Film and Television School, de Londres, e desenvolveu um game em VR como projeto de conclusão de curso. Três meses depois da publicação do demo na loja da Oculus, o game somou mais de 5 milhões de visualizações no YouTube, o que foi bem impressionante, especialmente se tratando de um pequeno protótipo.

Depois de passar por uma campanha no Kickstarter, sem sucesso, conseguimos apoio da Oculus, fomos acelerados pela Boost VC e fechamos parceria com Sony Playstation para lançar o game no PSVR.

Apesar de tudo isso, tivemos que otimizar muito bem os nossos recursos para continuarmos vivos. Satisfazer as expectativas de todo mundo quando o projeto tem orçamento limitado é realmente complicado.


Assim foi até que um dia conhecemos a ARVORE, um estúdio brasileiro de experiências imersivas que acabou virando sócio do game. Eles nos complementam em todas as áreas, começando pelo suporte técnico: Q&A, marketing, polimento do jogo. E são uma família, em que todos cuidam um dos outros – algo realmente importante!

Essa parceria permite com que a gente tenha 100% de foco no desenvolvimento do jogo e não fique preocupado em como conseguir fazer nossas tarefas ou com todo o estresse da criação e programação profissional.

A Ana está trabalhando em São Paulo, no escritório da ARVORE. Teremos notícias sobre o lançamento do jogo em breve!


Queremos agradecer muito a ARVORE pelo enorme apoio e como eles têm respondido ao feedback da comunidade sobre o jogo.

Desculpem, mas é tão incrível poder escrever essa frase que eu quero escrever ela de novo:

Pixel Ripped 1989 vai ser o primeiro jogo financiado e lançado pela ARVORE!

Voltaremos em breves com mais notícias. Obrigado pelo apoio!

Abraços!
ARVORE e o time do Pixel Ripped 1989


Via Jesús Fabre

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

2 comentários:

  1. Fiquei na duvida, O "Pixel Ripped 1989" é o primeiro game VR brasileiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felizmente não, anônimo. Já tem uma galera que abriu esse caminho <3 Não sei ao certo quantos já existem, mas vão alguns exemplos:

      - Em 2017 saiu The Rabbit Hole pra PlayStation VR. Esse foi feito pela galera da VR Monkey, de SP: https://store.steampowered.com/app/529630/The_Rabbit_Hole_Remastered/

      - Em 2017 também saiu o Rock & Rails, dos amazonenses da Black River Studios: https://www.oculus.com/experiences/gear-vr/1239388509475291/

      - Tem o Monowheels VR dos gaúchos da Imgnation que ainda tá em desenvolvimento e você pode saber mais no site: http://www.imgnation.com.br

      - O Lila's Tale saiu esse ano. Esse é da Skullfish Studios, também de SP: https://www.oculus.com/experiences/go/622650137858942/

      É um segmento do mercado que ainda não bem explodiu por aqui, eu diria. Tem muito caminho pra andar e tem potencial, entretanto, então é bem legal ver o galerê brasileiro já se aventurando.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.