Header Ads

Review: Tooth & Tail (PC)


Antes de falar toda e qualquer coisa nesse review, quero agradecer ao GOG.com pela chance de ter testado o jogo antes do lançamento, e pela paciência que o assessor deles, o Vinicius Junqueira, teve comigo por uns problemas bizarros no cliente do jogo, que se resolveram sozinhos. Vai entender. Mas vamos lá falar dessa brincadeira bem interessante que é o Tooth & Tail.

Se você quiser achar o caminho do meu coração, me dê de presente um jogo indie. Não tenho nada contra os títulos AAA, mas os indies têm um charme todo especial que geralmente toma quase 100% da minha atenção como jogadora (como jornalista é outra coisa). Então foi demais o meu primeiro review de jogo com key ganha ser um indie. Mas teve um detalhezinho chave, e eu falo disso mais a frente.

O trailer
Porque não dá para começar um review, se nós não vermos o trailer juntos:


A história
Tooth & Tail foi desenvolvido pela Pocketwatch Games, autora do elogiado e premiado Monaco: What's Yours Is Mine. Na história temos uma sociedade de animais antropomórficos, onde todos foram para a cidades e alguns ficaram trabalhando nos campos. A carne tornou-se a forma primária de comida. O problema, entretanto, é que apenas os ricos podiam bancar os preços dos açougueiros. e os pobres não tinham como pagar para evitar de virar comida.

Assim, a facção dos Civilizados -liderada por Arquimedes- criaram um sistema para decidir quem seria escolhido como carne. Com o tempo os Civilizados se corromperam, e nenhum dos seus eram escolhidos, até que que o filho do capitalista Arroyo Bellafide é escolhido e ele se enche de tudo isso, juntando-se as Pessoas Comuns na revolta contra os Civilizados.

Você começa jogando com o comandante Bellafide, cujo design foi inspirado em Theodore Roosevelt. Já as Pessoas Comuns são lideradas pela corajosa Hooper, no seu visual cigano, mas cujo traço marcante é a falta do braço direito. É ela que estampa o nosso review e boa parte do material promocional do jogo.

Mas Bruna, você só apresentou três facções. Eu sei. A quarta facção é a KSR, a polícia secreta que liderada pelo Quartermaster junta-se aos Civilizados para dar fim a rebelião, e toda essa guerra... Civil? Animalzil? Ah! Vale registrar: a KSR e os Civilizados também são jogáveis.

Os armamentos e a arte são bem similares aos da Revolução Industrial e do Iluminismo, o que dá um ar antigo sem ser medieval, e ao mesmo tempo bem charmoso. E que animais eles são, Bruna?

Tem de tudo um pouco.

Os protagonistas, são esquilos. Mas o jogo apresenta esquilos, pombos, lagartos, falcões, cobras, e por aí agora. Cada um desses animais representa uma unidade, indo dos Tiers 1 (mais fraca) ao Tier 3 (mais forte).

Se liga no trailer:


Os comandos
Se você joga ou já jogou games de estratégia em tempo real tais como Civilization ou o atemporal Age of Empires, vai se sentir em casa, pois Tooth & Tail guarda muito das mesmas mecânicas, com outro porém: são diluídas. Com um botão do mouse você caminha com todas as unidades juntas, com o outro, apenas com a unidade selecionada. E como selecionar uma unidade, Bruna? Você pode usar os números do teclado, ou a roda do mouse.

Para interações você usa a barra de espaço, tais como falar ou construir fazendas no começo do jogo, que geram a comida para você usar na construção do seu exército. E nas setas você se movimenta pelo mapa, com aquele detalhe Age of Empires-esco clássico: revelar a área só a medida que você anda, caso contrário ela fica oculta.

Não tem nada muito elaborado nos comandos, mas não se engane pensando que é um jogo simples.

Na prática funciona assim:


Tooth & Tail é muito difícil de jogar?
Depende. Se você já tem costume com mecânicas de jogos RTS, pegar as manhas não será difícil. Mas se você é uma negação nesse tipo de jogo, até se situar em como ele funciona, vai levar um tempo, e umas doses extras de paciência, pois como é esperado, esse tipo de jogo induz fácil ao stress. E isso porque já ajuda o fato de todas as ações serem tomadas a partir do comandante, ao invés de separadamente em cada unidade.

Mantenha sempre a atenção nos moinhos. Se você perder o(s) seu(s), você perde o jogo, pois eles são a única forma de construir as fazendas e gerar a comida que vai dar recursos para criar suas tropas.

Apesar de eu ter me enrolado bastante, foi divertido entender essas mecânicas

Singleplayer, Co-op e Multiplayer
Tooth & Tail tem ambos. Esse review é focado 100% no singleplayer, pois eu não jogo online, contra outros jogadores. Não gosto. Aqui a Pocketwatch promete uma campanha grande, com proporções de StarCraft, onde você joga as missões escolhidas em certas áreas de uma taberna, que funciona como lobby/hub (digamos assim). E eu adorei isso, pois com a tara sexual de tanto focar os jogos no online, o offline geralmente perde muito em conteúdo.

No multiplayer, tem outro detalhe que vale destacar: a necessidade reforçada da estratégia. Você Não se limita a decora que personagem faz o quê e quando, os mapas são gerados aleatoriamente, ou seja - nada nunca é igual. Isso vai tira você da zona de conforto, ou te confunde mais ainda.

Ah! E tem co-op com telas divididas:


Conclusão
Tooth & Tail é um esforço muito válido, e indicado para fãs de RTS. É como um Age of Empires com personagens de Fievel, aquela animação super antiga, lembra?

RTS não é o meu gênero de jogo favorito, mas eu dei a chance. Passei bastante raiva, não vou negar. Mesmo com os prós, o jogo precisa de acertarem os balanços, pois ele até é divertido, mas como eu disse, induz fácil ao stress, e te pune com relativa facilidade se você não começar a jogar de forma agressiva o mais rápido possível. E isso pesou muito contra, pois eu tenho eu tenho certa dificuldade de concentração.

Ainda assim, foi uma experiência interessante. Quero levar fé que a Pocketwatch vai rebalancear o jogo. O clima de Primeira Guerra Mundial foi muito bem reproduzido, os gráficos e a trilha sonora são bastante agradáveis.

A única coisa que eu senti falta, e deixo como segunda crítica, são as legendas. O jogo é 100% em inglês, mesmo a narração, e nessa parte também não tem legenda... Ou tem e eu não soube ativar? Por ser autodidata em inglês eu não me perdi nos textos, mas na parte do áudio foi complicado. Senti falta nem que fosse de umas legendas em inglês mesmo.

Se você gostou, Tooth & Tail está a venda na GOG.com por R$ 36.99, livre de DRM. E se você quiser acompanhar mais do jogo, seguem os links:

www.toothandtailgame.com
discord.gg/Pocketwatch
twitch.tv/Pocketwatch
twitter.com/PocketwatchG
www.facebook.com/PocketwatchGames

Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.