Header Ads

Tensão e paranoia se encontram no trailer do curta inspirado no game indie Papers, Please


Mesmo com tanto dinheiro em caixa, duas maldições o cinema ainda quenbrou: adaptações de animes (Ghost in the Shell chegou perto), e adaptações de videogames. Recentemente Assassin's Creed tentou, sem sucesso, e todas as esperanças passaram para Tomb Raider.

Mas e se você conhecesse o incrível trailer do curta de Papers, Please?

Um dos jogos indies mais interessantes que você poderá encontrar por aí, Papers foi lançado em 2013 e retrata uma história de paranoia e sobrevivência num país totalitário, onde o jogador é responsável por sustentar sua família trabalhando na fronteira de Artoszka, decidindo quem entra ou não. Para isso o jogo oferece um sistema de quebra-cabeça capaz de instigar o sentimento de urgência e medo reais que esse tipo de rotina provoca.

(Ironia, o Renan me deu esse jogo de presente na promoção de verão da Steam e ele é muito bom)

A notícia do curta foi recebida com bastante otimismo cauteloso pelos fãs do game da Lucas Pope, e é compreensível. Entretanto, com o lançamento do trailer final, ficou bem visível que o diretor russo Nikita Ordynskiy conseguiu de fato capturar a tensão silenciosa, aquela loucura que gradualmente invade a sua mente, e o drama de tantas e tantas vidas que passam na sua frente todos os dias.

O curta só tem uma grande resposta no ar: como irá traduzir o impacto do jogo, que varia segundo as decisões do jogador. Mas ainda assim continua é algo bem intrigante (positivamente) de se esperar para ver.

Caso o curta de Papers, Please seja bem sucedido, imagine se abrimos a porta para algo até então não cogitado: adaptações de games indies para o cinema. Com um público cada vez mais difícil de se agradar, filmes de orçamento reduzido tem se tornando uma tendência, onde nomes feito Dunkirk, Deadpool, Mulher Maravilha, Logan, A Chegada, e Moonlight encontram o sucesso em pontos que vão além da produção pomposa.

Solte o play, e não deixe de conferir a página do curta no Facebook.


Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.