Header Ads

Thor: Ragnarok teve em Flash Gordon sua inspiração maior


Thor: Ragnarok fechou seus primeiros dias em cartaz no estrangeiro com boa bilheteria, e entre os maiores motivos do sucesso estão as inspirações do filme. Mas o diretor Taika Waititi revelou Flash Gordon, o clássico cult dos anos 80, como a grande inspiração para o terceiro giro da franquia sobre Odinson.

"Acho que Flash Gordon foi a maior influência.," disse o diretor ao Screen Rant. "Sabe, tom e cores.. Definitivamente as cores no sentido do quão brilhante o filme é aos seus olhos. A trilha sonora também ganhou uma sensação similar. Entre outros filmes nos quais eu tive como inspiração no começo estiveram Os Aventureiros do Bairro Proibido."

Ragnarok não se aproxima do exagero de Flash Gordon, menos ainda dos filmes do Batman na era Joel Schumacher, mas é impossível não reconhecer uma paleta de cores diferente, menos sombria, mais retrô, vide o próprio logo do filme, que foi redesenhado e ganhou um visual neon-esco de fato anos 80. Waititi obviamente teve verba maior para tornar visualmente real a sua visão, porém os dois filmes possuem semelhanças até de narrativa.

Seja o technicolor planeta de Sakaar, o "lar" do Grão-Mestre, as cenas da arena com Hulk, nenhuma delas está tão distante de Mingo City, do Príncipe Vultan, ou o embate de Flash em Sky City. Mesmo Cate Blanchett encarnando Hela, a deusa da morte, e o Imperador Ming interpretado por Max von Sydow, preenchem a lacuna de "vilões loucos e superpoderosos com ideais apocalípticos."

Waititi declarou que se estivesse vivo, Freddy Mercury seria a primeira escolha para trilha sonora de Ragnarok. Teria sido sensacional, claro. Ainda assim o filme ganhou uma trilha sonora inspirada no rock e música eletrônica anos 80, com o toque épico esperado da Marvel, e se você aceitar o spoiler do bem, ficam essa essa músicas como dicas para ouvir. Ambas entrariam fácil em qualquer álbum do Eurythmics.

Afinal, Guardiões da Galáxia deixou registrado que a música não é só um apêndice, e pode ser o 12º jogador.

Desde o momento zero, Waititi visualizou Ragnarok como um filme à parte ao invés da conclusão de uma trilogia, e novamente o chefão Kevin Feige fez uma boa aposta. Com tom 100% diferente dos primeiros filmes do Thor, Ragnarok traz o humor característico de Waititi, uma vilã pela qual não é difícil você torcer a favor, e um Hulk bem mais esperto.

E já que você ficou por aqui até agora, que tal conferir o nosso vídeo? É rapidinho e vai valer a pena:


Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.