Header Ads

Divulgadas as primeiras imagens e informações sobre a trama de X-Men: Fênix Negra


Fãs de X-Men, uni-vos! Foram divulgados as primeiras informações oficiais de X-Men: Fênix Negra, filme que verá o retorno de Jean Grey (Sophie Turner) para assumir sua famosa forma após uma viagem nada bem sucedida dos famosos mutantes ao espaço. No roteiro e produção teremos Simon Kinberg (X-Men: Dias de um Futuro Esquecido), que adaptou alguns elementos da saga Fênix Negra para X-Men 3: O Confronto final.

O filme terá quatro estrelas da trilogia Primeira Classe: James McAvoy (Charles Xavier), Jennifer Lawrence (Mística), Michael Fassbender (Magneto), e Nicholas Hoult (Fera). Também teremos o retorno dos novatos, apresentados em Apocalipse: Alexandra Shipp (Tempestade), Kodi Smit-McPhee (Noturno), Evan Peters (Mercúrio), Tye Sheridan (Ciclope), além de Sophie Turner.

E uma estreia maravilhosamente tiete para Pessoa que Vos Fala™: Jessica Chastain. A atriz será uma metamorfa (Skrull?) que pode manipular o poder da Fênix como bem desejar. É uma vilã quieta, mas brutal.

Segundo o EW, Fênix Negra se passa em 1992, época na qual os X-Men se encontram numa posição inusitada de heróis nacionais. Professor Xavier está levando os mutantes para missões cada vez mais perigosas e imprudentes, pois o "orgulho está começando a subir sua cabeça," diz Kinberg. A tragédia vem quando os X-Men aceitam uma missão de resgate no espaço, na qual o X-Ject é atingido por uma explosão solar, o gatilho para Jean despertar a força oculta da Fênix.

(Clique para ampliar)

McAvoy disse ao EW que Fênix Negra é ao mesmo tempo o filme mais emocional e melancólico já feito dos X-Men, pois força os personagens a confrontarem seus demônios pessoais e falhas ao longo do caminho. Turner acrescenta que o filme é muito focado na relação entre Xavier e Jean, onde ele tenta salvar a alma de sua estudante da ameaça da Fênix.

É sobre o efeito borboleta dessa coisa acontecendo. O que acontece quando a pessoa que você ama mais cai na escuridão?

Kinberg, por sua vez, considera Fênix Negra uma história pessoal por motivos totalmente diferentes. O roteirista-tornado-diretor foi forçado a reduzir a saga da Fênix a uma mera subtrama em Confronto Final, a fim de abrir espaço na história central para a "cura" do gene mutante. Quando o tempo da Fênix Negra chegou, Kinberg percebeu que ele queria (ou melhor, precisava) ser o diretor desse filme.

O filme estava tão claro na minha cabeça, emocionalmente e visualmente, que iria me matar se eu desse ele para outra pessoa dirigir.

X-Men: Apocalipse não rendeu o melhor dos feedbacks, mas o elenco já expressou a confiança de que o filme da Fênix Negra será um avanço. Alexandra Shipp elogiou o conhecimento que Kinberg possui da mitologia dos X-Men, dizendo que isso permitirá a franquia se desenvolver de um jeito que não foi possível com Bryan Singer. Singer, vale dizer, teve os holofotes na sua direção recentemente por acusações de assédio sexual, e brigas no set de Bohemian Rhapsody, cinebiografia de Freddy Mercury

Jennifer Lawrence inclusive descreveu a experiência de produzir Fênix Negra com Kinberg como alto completamente diferente da sua experiência anterior com os filmes dos X-Men.

Foi irreconhecível. Tudo estava certo e organizado. Esses filmes sempre são divertidos em meio ao caos, e agora eles são divertidos sem caos.

X-Men: Fênix Negra tem previsão de estreia em 2 de novembro de 2018, e após o trabalho da Fox com Logan + a abordagem muito interessante com Novos Mutantes, a esperança é real. Mas não podemos fechar a notícia sem imagens! Talvez a mais interessante delas seja a de um funeral, quem sabe indicando a morte de um dos mutantes? #Descubra


Sobre Bruna

A loca de todas as coisas. Devota de Céline Dion. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts.™ Eu gosto de romances como eu gosto do meu café.

(Eu não tomo café)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.