Header Ads

Dê um parry nas obrigações e vem ver os melhores momentos da Cooperation Cup 2018


Começamos outro ano, e a rodada de torneios já está aberta. Com mais uma edição da Cooperation Cup registrada, obviamente temos um bocado de melhores momentos para deixar até quem nunca jogou Street Fighter III: 3rd Strike (o favorito da Pessoa que Vos Fala™) na pontinha da cadeira.

O game sempre traz um nível único de empolgação que nem sempre se estende aos outros jogos de luta, muito disso graças ao parry, movimento que permite rápida recuperação em relação aos ataques do adversário, virando a maré onde quem era atacado, passa a atacar. Você também pode chamar o parry de responsável pelo lendário Evo moment #37.

Se você é fã dos jogos de luta, você sabe que gosta do 3rd Strike. Se você está chegando agora, não vai se arrepender!

A Cooperation Cup 16 contou com mais de 100 times de 5 jogadores, um total de 540 pessoas, entre elas nomes feito Kuroda, Haitani, Nuki, e Deus MOV. Vamos abrir os trabalhos:

1) Tudo começa com Hayao e D5, onde Hayao e seu Hugo fazem um serviço limpo ao neutralizar os normais do oponente por tempo suficiente até criar proximidade, e sacar os agarrões mortais (um dos motivos pelos quais o Hugo é tão ingrato nesse jogo);


2) Seguindo, Sakurada acerta uma sequência inteligente de socos e agarrões, com um mergulho sagaz para garantir o round;


3) Captain Cat Father e seu Dudley encaravam Taihei e seu Urien, e num momento de 0 surpresa entraram numa situação tão escorregadia quanto macarrão cozido (Urien, afinal):


4) Atualmente quase não se vê um Remy em torneio, mas Lucifer mudou a lógica de forma diabólica;


5) Punir um normal whiffado com um Super pode ser prazeroso, mas o que o menino Red viveu para fazer... Vale 100% do play;


6) Seja no rushdown da loucura, ou no jogo neutro da insanidade, Match provou que a regra é clara: Akuma é sempre um pre-ri-go;



7) Quatro throws trocados entre Hirahata e Killer Machine deixaram a série intensa, com direito a um ligeiríssimo fechamento na base do Super Art;


8) Super confirm, uma ótima sensação;


9) Shie tem o seu próprio canto, e é onde ele permanece;


10) Não mexa com Mr. Mikami. O cara tem altas habilidades de juggling;


11) E falando no diabo (heh), confira como foi esse round entre Lucifer e Mr. Mikami;


12) Parry é sinônimo de hype. Se for no ar, hype extra;


13) E por que não mais um pouco de Supers e hype?


14) Quem tem Chun-Li não precisar ter medo de nada. E tenho dito;


15) Uma boa jogatina em torneio não ficaria completa sem pelo menos um perfect;


16) Ou um rushdown (cortesia do Dudley do Jima);


17) Por fim, o fim do torneio;


Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos de luta, indie e mobile. Devota de deus MOV e Lorde Daigo e Senhor. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Eu só jogo um MMO, que é o Trove. Me xinga de tudo, menos de "jornalista."Aí dá briga.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.