Header Ads

Roteiro do episódio piloto de The Witcher está completo


Em 2017 o mundo nerd recebeu a interessante notícia de que mais uma adaptação de alguma coisa conhecida seria desenvolvida pela Netflix: Uma série de The Witcher, game da CD Projekt Red que por si só é a adaptação das histórias de Andrzej Sapkowski. Depois foi anunciado que a showrunner de Demolidor seria a roteirista, o que é bom, e meio ficamos por aí. Mas o projeto deu outro passo importante.

Lauren Schmidt Hissrich, a dita cuja do parágrafo anterior, recentemente postou nas redes sociais uma atualização que deixou no ar a boa notícia: O roteiro do episódio piloto está completo para série explorar as histórias de Geralt of Rivia, uma promessa ambiciosa de subir o nível quando o assunto é fantasia de qualidade (digo, ao estilo Game of Thrones, por exemplo, não fantasias de carnaval).


Os livros de The Witcher são bem populares na Polônia, terra natal de Sapkowski, e em muitos cantos do mundo graças a trilogia de jogos. The Witcher 3: Wild Hunt, em especial, tem sido um dos jogos mais vendidos mesmo ano após o lançamento (em 2015), seja para consoles ou PC.

Mas você sabia que essa não será a primeira vez de The Witcher na TV? Uma adaptação polonesa foi lançada no começo dos anos 2000, porém as críticas não foram lá grande coisa. Essa será sim, a primeira adaptação para o público global e indo além dos videogames.

Por isso vale explicar, caso você não conheça a história da história: Enquanto os livros de The Witcher são populares ao jeito deles, os jogos são basicamente a versão mais conhecida das aventuras de Geralt. Os dois primeiros títulos existem em tangente aos livros, e o terceiro quase funciona como um fim da história do personagem, antes da última aparição cânone de Geralt, mas também dando um fim condizente, antes dos eventos do livro.

Foi o primeiro game a incluir Yennifer, amante de Geralt, e Ciri, sua filha adotada.

Ainda continuamos no escuro sobre os aspectos exatos dessas histórias que Hissrich e Netflix irão adaptar para série, mas é um bom sinal que o projeto continue vivo. E é um sinal de que a onda das adaptações, onde uma coisa -seja jogo, filme, HQ- sempre que possível, será levada para outras mídias, a fim de gerar cada vez mais lucro, e conquistar mais pessoas. Nerdices são ótimas, mas é o business que decide quem vive ou morre.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.