Header Ads

Jogadoras da Vivo Keyd representam Brasil nos campeonatos de CS:GO mais importantes do mundo


A Vivo Keyd, principal equipe feminina de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) do Brasil e consideradas as melhores jogadoras profissionais do cenário sul-americano, vai representar o Brasil nos campeonatos de CS:GO mais importantes do mundo.

O primeiro tem início em Katowice, Polônia, na próxima sexta-feira, dia 23. É o Intel Challenge Katowice 2018, competição paralela à Intel Extreme Masters Expo, renomada feira internacional de esportes eletrônicos. O torneio vai distribuir US$ 50 mil entre as equipes participantes.

Durante a fase de grupos, o campeonato será disputado no formato de eliminação dupla com séries melhores de 1 jogo (md1). Já nos playoffs, a confrontos passam a ser de eliminação simples em séries md3. No Grupo A, da Vivo Keyd, figuram: Team Dignitas, Team GoHome e Team Unknown. Já no Grupo B, as equipes são: RES Gaming, CLG Red, Sq.Prospect e ARES.

Após a curta temporada na Polônia, Pamella "pan" Shibuya, Juliana "showliana" Maransaldi, Camila "cAmyy" Natale,  Bruna "bizinha" Marvila e Gabriela"GaBi" Maldonado seguem para a China. É em Haikou, capital da província de Hainan, no extremo Sul do país, que as guerreiras disputam entre 12 e 18 de março, as finais mundiais do World Electronic Sports Games (WESG 2017), um dos maiores torneios de CS:GO do ano. Com a vitória, podem arrematar 100 mil dólares destinados à equipe campeã feminina do WESG 2017.

As disputas na Polônia e na China serão as chances perfeitas para as jogadoras da Vivo Keyd estenderem a própria influência a um nível global. Caso conquistem os campeonatos, as pró-players brasileiras, que atuam juntas há quase um ano e nunca perderam uma disputa, irão se consolidar no seleto time das maiores jogadoras de CS:GO do mundo.


Via Vivo

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos de luta, indie e mobile. Devota de deus MOV e Lorde Daigo e Senhor. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Eu só jogo um MMO, que é o Trove. Me xinga de tudo, menos de "jornalista."Aí dá briga.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.