Header Ads

Kemonomichi 2: O verdadeiro Torneio do Poder teve um final surpreendente para a comunidade

O final de semana teve uma excelente prévia e aquecimento para a Capcom Pro Tour 2018 de Street Fighter V Arcade Edition quando vimos o confronto das lendas, melhor, Deuses japoneses em um confronto Primeiro que Chegar a 10 (FT10, First to 10) entre o Sr. Recordes Daigo "The Beast" Umehara contra Hajime "Tokido" Taniguchi.

Na semana do confronto eu disse a Bruna que acreditava na vitória do Daigo por 10-6 e ela considerou muito ousado esse palpite devido a diferença das vitórias. Eu levei em conta como Tokido foi doutrinado por Daigo desde o Thaiger Uppercut, e lembrem-se que não existia VT2 naquela época.


Parando de enrolar afinal a maioria já sabe o resultado, mas para você que estava fazendo cosplay de Steven Roger, Daigo venceu por sonoros 10-5 e vendo o embate foi relativamente fácil. Obvio que não existe facilidade no nível de jogo deles, mas, aqui vemos como experiência e domínio de fundamentos podem e fazer uma diferença em um jogo de luta

Mas afinal, por que isso repercutiu tanto assim?

Além do placar chamar a atenção, e olhando pelo ano de 2017 onde Tokido voo alto desde o EVO 2017 e acabou sendo vice da Capcom Cup, víamos Daigo oscilando e aos poucos encontrando um jogo para seu Guile após decidir abandonar Ryu de vez.

Isso fez com que muitos colocassem The Beast como "tá morto", aposentado e por ai vai. Muitos talvez não soubessem que é comum os jogadores, especialmente no Japão, terem, digamos, a noção real de seus níveis desafiando outros em FT10.

Só para título de curiosidade Daigo já fez 10-2 no Infiltration em 2012 (ano que o Korean dominava a porra toda); e também tem no curriculo 10-0 contra Xian em 2013 (a luta foi um prêmio por Xian vencer o EVO, hue).

"Mas qual é diferença pro Tokido?" Você se pergunta, e eu te digo. Daigo é o pioneiro no Japão a ter se profissionalizado e, talvez sem ter a noção, abriu caminho para todos os jogadores de nome que conhecemos hoje. Isso foi a inspiração para Tokido largar um futuro que ia para um caminho mais seguro, jogar tudo pro ar e arriscar ganhar a vida jogando pois ele viu no Daigo que isso era possível.

Aqui você entende melhor a admiração

Bonus Stage

"Ok, mas porra Waka, para de enrolar tá mais sensacionalista que a Sonia Abraão mano!!" Ergh, chegando ao que interessa e que parou a FGC nas interwebs. Após a derrota Tokido mostrou que é um ser humano e não conteve as lagrimas. Devil May Cry 5 confirmado!

O choro gerou diversas reações, sendo a maioria de chacota até finalmente chegarem as entrevistas pós jogo, o único terceiro tempo possível hoje em dia. E ai amigo, tivemos mais uma vez duas perspectivas distintas para o fato.


Tokido: "Eu queria ao menos vencê-lo no jogo. Mas terei de treinar mais e tentar novamente"

Daigo: "Eu acho que você ganhou sobre mim em tudo, exceto no jogo, haha​​", começou Daigo."Mas além disso ... No ano passado, e mesmo no ano anterior também, Tokido teve alguns resultados surpreendentes e a perspectiva dele mudou um pouco, em comparação, senti que não estava realmente fazendo muito."

"Então, depois da Copa Capcom, eu assisti e aprendi, e retomei a vontade de querer jogar o jogo corretamente ... A primeira parte disso foi ver Tokido, e eu senti que queria levá-lo (o jogo) a sério também ... Bem, na verdade, isso não quer dizer que não estava levando o jogo a sério, mas queria aumentar o esforço que eu coloquei ainda mais alto."


"Então, eu me esforcei muito na preparação para esta partida. Praticamente toda vez que eu faço algo assim, eu começo a sentir 'Oh, man, isso será tão difícil' quando o evento atual se aproximou e eu senti isso mais uma vez."

"O que eu senti foi que, se eu perdesse aqui ... isso seria tão incrível por ele, porque este é o tipo de jogo que eu gosto e onde eu estou mais confortável ... No final, eu ganhei , mas foi assim que eu estava me sentindo, e, se Tokido não tivesse vindo a mim com esse desafio, não acho que pudéssemos ter algo assim, por isso estou muito agradecido por isso."

E assim, foi o o verdadeiro Torneio do Poder que além de manter a sobrevivência do Universo FGC, deixou mais ensinamentos e reflexões para nós, e até mesmo, motivação para continuar treinando mesmo que nosso jogo seja para pura diversão/hobby.

Sobre Renan

Gamer que joga, escreve para gravar e a vida lhe fez fazer tudo que nunca pensou em fazer. Perito na discórdia por ter opinião, Renan também disse que nunca se referir a si mesmo na terceira pessoa por fugir da fama. Renan vem fazendo bem isso ¯\_(ツ)_/¯

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.