Header Ads

Vale a pena ler de novo: Resumo da semana 04/03 a 10/03

Um som pra gente curtir: Allen Lande - Judgement Day

Eae você, pessoa quase pensante que chegou pra mais uma retrô semanal. Cê tá bom/boa? Bonito(a)? Então beleza, porque hoje novamente tem um listão de supermercado de coisas pra gente falar. Sem enrolar ainda mais porque eu adoro enrolar, simbora:


Sobre o review de Dandara e games indies em geral
Muita coisa ainda não consegui tempo ou força de fazer, nenhuma novidade... Então só agora eu tô parando para agradecer ao Gustavo Constantino da Indie Roll o contato feito com a key e as infos que ajudaram a tornar o review de Dandara real, pois foi uma alegria muito grande poder conhecer um jogo indie, coisa que eu amo, que é brasileiro e tão bom quanto esse é.

Fico orgulhosa de ver a nossa indústria não vivendo de casos isolados, a galera é super competente! Por isso se você quiser me apresentar o seu jogo, é só enviar email para armaduranerd@gmail.com. Tenho as minhas preferências (jogos de plataforma, jogos singleplayer, até encaro uns RPGs), mas nada me impede de ficar curiosa com o seu jogo caso ele seja bom, vide Tooth & Tail, um RTS -meu gênero menos favorito- que a galera do GOG mandou key e teve review ano passado. 

Enquanto isso, fique em paz: O jogo indie de março já está separado, e vamos ter o mesmo esquema de review escrito + prévia no canal.


Dois filmes de diretores negros, fazendo história (juntos)
Se o sucesso de Pantera Negra já tava bonito de se ver, teve reforço chegando: Na última sexta-feira estreou nos EUA Uma Dobra No Tempo, o aguardado/falado filme da diretora Ava DuVernay com a Disney, o que não é coisa pouca. E os dois lideraram as bilheterias!

Pantera Negra já passou 1 bilhão em Trumps arrecadados na bilheteria global, e nos EUA o filme é o sétimo filme no geral de maior bilheteria na história, com U$ 562 milhões na conta, superando os U$ 534.8 milhões de Batman: O Cavaleiro das Trevas e fungando no cangote dos U$ 619.2 milhões de Star Wars: Os Últimos Jedi. Dentro do MCU é o segundo filme mais lucrativo, perdendo só para Vingadores com U$ 623.4 milhões. Mas o filme tem uma vantagem: Está em cartaz há menos de um mês, cheio de chance de 'mitar' ainda mais.

Uma Dobra No Tempo está com o saldo modesto (na casa dos R$ 39 milhões), mas o filme não estreou em muitos países, inclusive no Brasil (só no dia 29 de março). Então tempo para melhorar a situação, sobra. Mas apesar de tudo, nos EUA os dois filmes lideraram as bilheterias, o que é ótimo, considerando o quão cheio de mimimi o público americano é.

Ver a Ava recebendo tanto elogio no Twitter tem sido lindo, isso vale mais do que 50 críticas escritas pela Imprensa Especializada (pff). Alcançar o público, que é quem realmente importa.


A reta final de Dragon Ball Super
Não tivemos Dragon Ball Super na semana passada, adiado pro dia 18 de março. O Torneio do Poder tá terminando! E aí, palpites? Surgiu uma conversa muito interessante do Freeza, porque ele andou esse tempo todo, e eu vou deixar o link aqui, se você quiser ler. Mas já aviso: É SPOILER.

O torneio em si foi concebido de uma forma muito besta mesmo. Mas Bruna, sua pseudo jornalista amargurada, Dragon Ball nunca foi feito pra ser cult. Quer cult procura um filme alternativo, você vai dizer. Eu gosto de filmes alternativos, O Quarto de Jack é um muito foda, dica. O problema é: 

Não ser cult não é desculpa para apresentar histórias que zombam da inteligência de quem assiste. Eu sei deixar o meu lado pensante de lado, de curtir um filme/anime/série mais pipocão, eu gosto. Amo muito toda franquia Missão: Impossível, onde tem cada absurdo que pelo amor. WWE é bacaninha, é besta em teoria, os caras fazem um teatro que só, até Velozes e Furiosos, que é basicamente explosão e coisas impossíveis com carros, consegue me cativar mais.

Não tá gostando, pra quê tá assistindo?

1- Eu parei de assistir na saga do Goku Black, que foi realmente boa e mesmo tendo a farofa normal de Dragon Ball, não me apresentou um conteúdo retardado. E foi mal pelo 'retardado', mas só isso define como eu me sinto. Além do torneio Universo 6 x 7 foi a única coisa que eu gostei;

2- Pra gente criticar, tem que ver uma série/filme/anime e entender do que se trata. Criticar com base em achismo e opinião de outra pessoa é molecagem, e isso eu não faço.

Mas a resposta versão longa disso, vocês devem ver essa semana no nosso canal...


Expectativas para Tomb Raider - A Origem
E falando de cinema, mulheres e expectativas, 15 de março é o Dia Nacional da Tietagem, pois Tomb Raider - A Origem estreia nos cinemas do Brasil. Como tamos na animação? Eu fiquei super animada com a Alicia Vikander de Lara Croft, achei a escolha ainda mais acertada depois de ver a moça em A Garota Dinamarquesa e eu tô só alegria com esse filme.

Vale dizer: Não existe 'filme de videogame'. Isso não é gênero como ação, terror, romance, comédia. O que tem é você pegar a história de um game e ver em qual gênero ela se encaixa melhor, mas o problema é que sempre ou quase, as adaptações de games são voltadas pra ação e aventura. Eu não consigo lembrar de alguma que fuja disso. Daí cria a falsa impressão que filme de videogame é um gênero.

Ainda assim, minhas expectativas são boas. A Alicia é ridícula de carismática, se dedicou total a esse filme, é um amor de pessoa, e eu quero muito ver o resultado que deu. Não o que poderia ter sido.


Momento merchan: Já se inscreveu no nosso canal?
Falando no diabo, aquele merchan maneiríssimo: Os vídeos mais novos do nosso canal pra você dar uma espiadinha, dar like, se inscrever, marcar o sininho, porque conforme eu falei, tem coisinha boa provavelmente nessa semana.






Um papo breve, mas sério, sobre depressão
Essa semana teve uma série de fatos de merd* que me fizeram concluir que aparentemente eu nunca me livrei totalmente da depressão, só dei um jeito questionável de aprender a conviver com ela. E como é um tema que muita gente não entende ou não leva a sério, quero falar ligeiro sobre a minha experiência com isso, de como você pode ajudar uma pessoa com depressão:

1) Nunca, diga pra ela "se ajudar," que "é frescura" ou "draminha"
A pessoa deprimida tem 100% de noção que ela pode se ajudar, tem os planos pra isso, mas a cabeça dela é um curto circuito de insegurança, baixa autoestima, confusão, raiva de si mesmo, não é como a cabeça de uma pessoa com saúde mental/emocional em dia. Se não souber o que dizer, por favor, não diga isso.

2) Não banque o médico com a cobaia
A pessoa deprimida não é sua cobaia. Não tente entender ela só pra satisfazer o teu próprio ego, pois tem dia que nem a própria pessoa se entende. Fique por perto fisicamente, pelo celular, internet, e dê a essa pessoa a sensação de que ela pode contar contigo, converse se ela quiser, veja um filme junto se ela quiser, liga pro telefone, chama no Skype... Não precisa demonstração gigante de carinho, são os simples atos que contam muito.

3) Tenha paciência
A pessoa deprimida pode ter ansiedade extrema, como eu tenho. Então ela pode se estressar do nada, ou ter uma crise de choro que parece aleatória, mas não é. Essa pessoa esconde muito o que pensa e sente, então parece que tá tudo bem, mas na real a pessoa tá um caco por dentro. Deixa a pessoa falar do jeito que for, confuso, resumido, não apresse, porque é tipo a tartaruga - Se você não souber tratar com paciência, ela vai se esconder no casco de novo e não sai mais.

4) Gente com depressão também tem vida
Só porque a pessoa deprimida estuda, trabalha, paga conta, vai ao mercado, não quer dizer que ela não tem depressão. Na real, ela ter depressão e ter uma rotina fora de casa, mesmo dentro, é muito corajoso. Então a pessoa sair, cumprimentar, pegar condução, até falar bem, ser inteligente, nada disso apaga que ela pode ter, ou tenha depressão. É frustrante ouvir isso das pessoas.

Então é isso
Vamos clicar?

Do site
Conheça 12 curiosidades sobre a Viúva Negra no Dia Internacional da Mulher
Coisas que aconteceram entre o anúncio e lançamento de Final Fantasy 15 (Parte 1)
Semana da Mulher na Amazon
O mundo precisa de mais mulheres fantásticas, na vida real e na ficção

Cinema
Disney continua investindo na diversidade racial com Uma Dobra no Tempo

Jogos
Veja todas as skins da Brigitte, nova heroína de Overwatch
Empoderamento feminino: games são plataformas para o engajamento social
Comunicado vaza, e confirma que The Divison 2 está em desenvolvimento
H1Z1 agora é um jogo free-to-play
Confira os jogos anunciados para 3DS e Switch no Nintendo Direct de 8 de março

Jogos de Luta
Desenvolvedora do game Brawhalla anuncia parceria com a Ubisoft
Novo personagem de Dissidia Final Fantasy NT será anunciado no dia 13 de março
Street Fighter 5: Captain Commando será o próximo traje do modo Extra Battle

eSports
Vivo Keyd estreia segundo uniforme em vitória contra KaBuM
Street Fighter V Arcade Edition: Punk se torna Free Agent
Anunciada a Tekken World Tour 2018

Mobile
Baldur’s Gate: Siege of Dragonspear é anunciado para Android e iOS

Séries
Krysten Ritter fala dos desafios que Jessica Jones e seus amigos terão na segunda temporada

Animes


Dragon Ball Super tá deixando os fãs confusos sobre (esquecimento do) Freeza no Torneio do Poder



Streaming


Mês da Mulher traz 50% de desconto no Looke
Pai em Dose Dupla 2 chega ao Looke

HQ e Mangá
Marvel Comics anuncia nova HQ do Sentinela

Eventos
Daniel Pesina, intérprete de Scorpion e Sub-Zero, estará na Brasil Game Show 2018

Colecionáveis
Lançamentos de março chegam à Piticas

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos de luta, indie e mobile. Devota de deus MOV e Lorde Daigo e Senhor. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Eu só jogo um MMO, que é o Trove. Me xinga de tudo, menos de "jornalista."Aí dá briga.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.