Header Ads

Co-chefe da Treyarch fala sobre as mudanças em Call of Duty: Black Ops 4


Na semana passada tivemos o anúncio de Call of Duty: Black Ops 4, confirmando tal como diziam os rumores, que o jogo não teria uma "campanha convencional," mas sim um battle royale de grande escala, o Blackout. Em entrevista recente a Eurogamer, o co-chefe da Treyarch, Dan Bunting, falou sobre as mudanças trazidas para o jogo.

"Esqueça o que você sabe"


O slogan no evento de lançamento não foi mero marketing. Na entrevista, Bunting revela que o dito modo campanha nunca foi planejado para Black Ops 4, mas que a ideia desde o começo era fazer algo diferente.

"Nunca planejamos fazer uma campanha tradicional. Sempre começamos do ponto que iríamos fazer algo diferente com esse jogo, que seria inspirado em como a nossa comunidade estava interagindo com Black Ops 3 e os jogos ao longo dos anos," disse ele. "Nós vemos os jogadores passando mais e mais tempo nos modos multiplayer e zumbis, e fora do jogo, fazendo streamings e falando dele em fóruns. Isso gerou uma grande resposta."

Um jogo mais social?


"Sempre quisemos contar histórias de formas diferentes, e celebrar a nossa comunidade, em especial como você pode jogar com os amigos," Bunting continuou. "O coração e alma desse jogo são como você joga videogames com os amigos, e queremos fazer mais com isso do que já fizemos antes."

Seria Black Ops 4 um jogo mais social? Claro que sim, afinal a Treyarch não vai querer ficar atrás de PUBG e Fortnite, o atual nome a ser batido. E quem planeja boicotar o novo CoD devido a ausência do modo campanha? Bunting tem uma mensagem:

Acho que a mudança sempre será difícil para as pessoas. Eu diria aos nossos fãs, a Treyarch nunca desapontou vocês ao longo dos nos. Esse estúdio você conhece, e ele sempre vai entregar as melhores experiências que você conhece e ama, especialmente com a série Black Ops. Vamos entregar muito mais do que os jogadores passam a maioria do tempo fazendo em nossos jogos.

Entretanto, na entrevista Bunting explica que se uma pessoa quiser se aventurar sozinha, existirão missões solo que podem ser jogadas para entender os especialistas do multiplayer. Com elas teremos histórias de origem, motivações, os tipos de operação que eles executaram, tudo para dar um senso de conexão maior com o universo do jogo.

Parece que alguém andou se inspirando em Overwatch...

A mudança não é por acaso


Black Ops 4 trará um bocado de mudanças. O battle royale será completo com veículos, terra, mar, e rumores dizem que dará suporte a mais de 100 jogadores. O multiplayer será 5v5, e o recuo das armas poderá ser aprendido, tal como acontece em CS:GO. No famoso modo zumbis teremos níveis de dificuldade, e tutorial para quem não for familiarizado.

Mas a pergunta que não quer calar, é: As pessoas jogam o modo história de Call of Duty? Após uma reação bem dividida por parte dos fãs, você deve imaginar que sim...

... Só que a resposta é não. Pouca gente realmente joga o modo história de CoD.

O site True Achievements revela que em média, apenas 22% dos jogadores completaram o modo campanha. De todos os jogos. A campanha de Call of Duty: Black Ops 3 teve menos de 9% de jogadores que fizeram o mesmo. Veja o gráfico:

(Feche o banner na imagem para ler os nomes)


Se compararmos a outros jogos, a diferença (ou sera... abismo?) fica ainda maior:

(Feche o banner na imagem para ler os nomes)


Ainda assim, as pessoas reclamaram porque... Pessoas.

Call of Duty: Black Ops 4 será lançado em 12 de outubro para PS4, PC e Xbox One. Ficou a curiosidade de ler a entrevista completa? Siga o link.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos de luta, indie e mobile. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária cuja alma foi vendida aos antigos espíritos marketeiros do mal. Praticamente um Mumm-Ra.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.