Header Ads

Diretores de Guerra Infinita falam sobre os paralelos entre Gamora e a Morte


Em relação às HQs que contam a história, Vingadores: Guerra Infinita não teve o maior motivador das ações de Thanos: A Morte. Ao invés disso, Gamora, a "filha favorita" do vilão, foi a responsável por colocar Thanos na busca pelas Joias do Infinito, criando paralelos entre as duas que não são mero acaso.

Sendo assim, vai o aviso: TEREMOS SPOILERS A SEGUIR.

Gamora não encoraja o Titã Louco a matar, tal como a Morte faz nas HQs Manopla do Infinito, mas é nela que Thanos vê a motivação de trazer o equilíbrio ao universo. O diretor Anhony Russo admite que Gamora é uma representação da Morte -de certa forma- embora ela nunca tenha sido projetada para abraçar esse papel nos cinemas.

"Não acho que nós iríamos relacionar Gamora [e a jovem Gamora] diretamente com a Morte, exceto pelo fato de Thanos se importar com elas," disse o diretor. "Nós sempre queremos abordar as relações que estão crescendo e se desenvolvendo no MCU, e o fato de Gamora e Nebulosa serem filhas de Thanos, e possuírem essa relação tão opressora com ele, foi muito empolgante. Era uma área muito rica para explorar."

Ok, eu sei. A declaração pode soar bizarra, mas o diretor tem uma explicação bem condizente.

"É o tipo de relação perversa entre pai e filha. Foi... Nós tivemos que abordar isso como contadores de histórias. É uma motivação muito mais poderosa para Thanos, e um relacionamento muito mais poderoso para Thanos."

Enquanto Gamora foi jogada do precipício para Thanos conseguir a Joia da Alma, nas HQs ele nunca traiu a morte de forma parecida. Entretanto, isso não impediu dos fãs conspirarem sobre a visão que o vilão tem da jovem Gamora após estalar os dedos, quando na verdade, era o indicador da sua forma (distorcida) de fazer algo bom por ela, por todos que passaram pela sua vida.

O resultado? Renan & cia mais choquitos que chocolate

Desviar das HQs é algo que os irmãos Russo sabem bem. Em Capitão América: O Soldado Invernal foi uma forma de mostrar a história do Nômade, enquanto Guerra Civil não teve as mortes da HQ, ao invés disso mantendo a ideia do conflito entre os heróis.

A dupla se orgulha da abordagem... E ela pode ser a razão pela qual Adam Warlock não apareça em Vingadores 4.

"Nosso trabalho é contar a história do Universo Cinematográfico Marvel, não de fazer adaptações diretas dos quadrinhos, porque nós somos fãs deles," disse Joe Russo. "Como diretor, eu não tenho interesse em contar uma história que já foi contada, ou de ver uma que já foi dita. Se eu sei todos os eventos que vão acontecer, qual é o ponto de assistir ao filme? Queremos manter nosso público surpreso, e continuar a história que começou com Homem de Ferro há dez anos atrás."

E tem como não amar os irmãos Russo depois disso?

Vingadores: Guerra Infinita segue em cartaz e quebrando recordes, o mais recente, ter passado U$ 1 bilhão na bilheteria global. A Fase 3 do MCU continua com Homem-Formiga e a Vespa no dia 5 de julho, e você pode ver/rever o trailer mais recente aqui. De que forma Guerra Infinita abre caminho para o filme? Nós temos um palpite.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos de luta, indie e mobile. Devota de deus MOV e Lorde Daigo e Senhor. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Eu só jogo um MMO, que é o Trove. Me xinga de tudo, menos de "jornalista."Aí dá briga.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.