Header Ads

Entenda o final da terceira temporada de Supergirl


Na última segunda-feira (18) foi ao ar o season finale da terceira temporada de Supergirl, e digamos que ele... Terminou num grande cliffhanger. Então já sabe:

Daqui em diante o texto terá spoilers.

Dito isso, vamos falar sobre "Battles Lost and Won".

O episódio mostrou Kara Danvers/Supergirl (Melissa Benoist) & cia na tentativa de impedir Selena (Anjali Jay), Reign (Odette Annable) & cia de dominar a Terra. No primeiro momento o plano não sai como esperado: Samantha (Odette Annable) apunhala sua contraparte maligna e joga ela no poço de lava kryptoniano. A medida que ela afunda para morte, Reign aparece para matar Sam, Alura (Erica Durance) e Mon-El (Chris Wood) com os olhos de laser. 

Kara então  entra em pânico, e usa o anel de Mon-El da Legião dos Super-Heróis e viajar no tempo, para antes de Sam apunhalar Reign. Ela então usa o Harunel, uma rocha de Krypton de propriedades parecidas com a kryptonita, e separa Sam e Reign uma da outra, levando Reign à morte, mas de um jeito diferente.

Mas o momento final do episódio mostrou uma coisa curiosa. A viajem no tempo feita por Kara teve consequências. Se ela tivesse lembrado de um certo episódio crossover musical...

Quando Sam, Reign e Kara tocam o Harunel, a rocha carregou um pouco de energia sombria consigo. Ela então foi levada para uma base militar na Sibéria, onde um grupo de soldados parou uma figura misteriosa que se aproximava através da neve. Acontece que a figura era Kara, numa versão mais séria e que usava um tipo de capa.

Ela:


Pois é.

Para os fãs da DC Comics não é um sinal estranho, pois algo bastante parecido acontece no reboot de Supergirl durante os Novos 52. Na HQ, a capsula de Kara é enviada para Smallville, mas acidentalmente se choca através do centro da Terra e é enviada para Sibéria. Kara sai da capsula, tendo esquecido que Krypton foi destruída, e é enviada numa jornada para entender a sua situação.

É uma escolha bem inesperada para terminar a temporada, em especial quando esse mesmo arco - "The Last Daughter of Krypton" - a aparição de maior destaque da Reign e dos Worldkillers. 

Mas a pergunta fica, claro: Seria essa nova versão da Kara uma combinação entre Reign e Supergirl? Ou apenas uma anomalia temporal? Seja qual for o objetivo dela, e quanto tempo demorar até as duas cruzarem os caminhos, é uma dúvida de potencial bem interessante para os produtores responderem, pois a série tem feeling para fazer boas adaptações de elementos dos quadrinhos.

Ou quem sabe acontece sem compromisso, aquela passadinha do pessoal de Legends of Tomorrow?

Ah, perguntas. As respostas nós só teremos a partir do dia 7 de agosto, quando Supergirl volta para quarta temporada no CW. Lembrando que circula um rumor da quarta temporada escalar a primeira heroína transgênero do CW, e que Supergirl é uma das séries com nova temporada garantida pelo CW.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos de luta, indie e mobile. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária cuja alma foi vendida aos antigos espíritos marketeiros do mal. Praticamente um Mumm-Ra.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.