Header Ads

Microsoft confirma que desenvolvedora de Crackdown 3 não está mais trabalhando no jogo


Na E3 foi anunciado que mais uma vez Crackdown 3 seria adiado, essa vez para 2019. E a vida do jogo não está muito fácil, pois a Reagent Games não faz mais parte do projeto.

Após o criador da franquia Crackdown, Dave Jones, deixar o projeto, o estúdio saiu do radar. Segundo o Polygon, tentativas de contatar a Reagent Games não tiveram resposta, aumentando ainda mais a suspeita do impasse. O Twitter da Reagent não é atualizado desde 2017, e o site oficial não pode mais ser acessado.

Dave Jones, fundador da Reagent Games, deixou o estúdio no começo de 2018 e juntou-se à Epic Games após sua outra companhia -a Cloudgine- ter sido comprada. Com a Epic ele será o diretor de estratégias em nuvem, uma tendência atual/futura dos jogos, por ser algo que possibilita o crossplay, por exemplo.

O chefe da Microsoft Studios, Matt Booty, confirmou ao Polygon que a parceria com Jones e a Reagent Games foi encerrada, e disse que o único estúdio atualmente trabalhando em Crackdown 3 é o Sumo Digital.

Booty não confirmou nem negou o envolvimento da Cloudgine, já que a tecnologia da empresa foi um atrativo para os recursos multiplayer. Entretanto, ele confirmou que o multiplayer online continua em desenvolvimento. Por sua vez, a Cloudgine declarou que ainda trabalha no jogo, e ainda lista o mesmo em seu site.

Sendo assim, vai demorar mais uma vez para vermos Terry Crews em toda sua glória bem humorada. Mas dá pra matar a vontade até fevereiro de 2019 com o trailer (que é ótimo, por sinal) divulgado na E3:


Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.