Header Ads

Supergirl: controle de armas voltará a ser tema na quarta temporada


Não é novidade para Supergirl abordar temas políticos e polêmicos. E na quarta temporada a série irá revisitar um debate em particular: o controle de armas.

Em entrevista ao BamSmackPow durante a San Diego Comic-Con deste ano, a atriz Chyler Leigh foi questionada se a nova política do DEO para armas letais será um fator na quarta temporada. Com Alex Danvers, sua personagem, no comando do DEO, ela deixou no ar que o debate pode sim voltar.

"É uma boa pergunta. Ainda não chegamos nessa parte [do debate] pela perspectiva do DEO," disse a atriz. Ela em seguida comentou como se trata de um tema presente no mundo externo ao DEO, cada vez mais proeminente.

O episódio que levantou o tema pela primeira vez, dentro da série foi o 3x21, "Not Kansas". Uma das subtramas envolveu o roubo de rifles de assalto do DEO, que foram usados para cometer um crime. Ao fim do episódio, J'onn J'onnz (David Harewood) decidiu proibir o porte de armas letais para os agentes do DEO, e embora a ideia tenha tido a melhor das intenções, a resposta do público não foi tão positiva.

Entretanto, Leigh mantém a esperança de trazer a ideia de volta, bem como vários outros elementos não-resolvidos da terceira temporada.

"Nós não lançamos [tramas] na série para usar apenas uma vez, às vezes dar essa impressão até descobrimos como fazer um ciclo completo. Então, muitas das histórias que foram criadas na última temporada nos revelam muito mais na próxima temporada. E eu acredito que [o controle de armas] será parte disso. Acho que descobrir isso, e como isso funciona quando você está lutando contra um alienígena de três metros que está fugindo. Será interessante ver como eles fazem isso."

Supergirl tornou-se um dos destaques da TV atual por, apesar de contar histórias do mundo nerd, não temer falar sobre temas delicados da vida fora da tela. A função da mulher na sociedade, o problema da imigração, relações homoafetivas, são alguns dos exemplos que apareceram em vários episódios.

Na quarta temporada também teremos Nicole Maines, a primeira heroína trans na história da TV.

No contexto da série, temos o aumento das ameaças alienígenas, e a chegada do Agente Liberty (Sam Witwer). Liberty é descrito como líder do "primeiro grupo" político de ódio, então é um ponto extra que o controle de armas seja algo pertinente também no universo de Supergirl

O resultado? Saberemos com a estreia da quarta temporada de Supergirl, que nos EUA acontece em 14 de outubro. No Brasil, quem exibe a série é o Canal Warner.

Via CB

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.