Header Ads

As conquistas mais obscuras da Steam


A caça por conquista é algo sério para uma boa parte dos gamers, independente da plataforma. Para os jogadores de PC mesmo sem um sistema de pontuação similar ao Gamerscore do Xbox ou os troféus do Playstation, as conquistas na Steam tem sua importância mesmo sem uma vitrine similar aos consoles caseiros para facilitar a exibição.

Um ponto é que muitas conquistas do Steam são meio chatas com "desafios" do tipo Mate 10.000 inimigos, atinja o nível 99 em todas as classes, termine o jogo na dificuldade Ultra Nightmare Hardcore - a maioria dos objetivos parecem ter saído diretamente do log de missões de um MMO gratuito.

Mesmo as conquistas mais raras são pouco mais que "festivais entediantes de grind/farm", exigindo que você jogue 500 jogos online em um jogo multiplayer sem base ativa de jogadores, ou lute junto com o desenvolvedor de um jogo quando o desenvolvedor já se mudou para outro projeto.

Essas conquistas não são particularmente divertidas para ganhar, quanto mais ler sobre. Mas enterrados no enorme catálogo de jogos da Steam estão algumas conquistas realmente obscuras e brutalmente difíceis que menos de 0,1% dos jogadores conseguiram realizar. Estas são conquistas dignas do nome. A maioria de nós nunca vai ganhá-los, mas podemos sonhar.

E como no seu perfil Steam é possível deixar em exibição as conquistas mais difíceis em destaques, ter alguma dessas se torna um grande feito. Com o desafio que muitas conquistas proporcionam, muitos jogadores de PC amam correr atrás delas e principalmente, quando pipoca a notificação de conclusão do objetivo, o sentimento de satisfação é enorme. Vamos ver algumas conquistas mais diferentes, obscuras, pouco conhecidas e/ou obtidas na plataforma:

Devil Daggers


Devil Daggers: sobreviva por 500 segundos
Base de jogadores: 236.000
Total de jogadores com a conquista: 0,1%

Para algo que você poderia completar no tempo de inatividade entre as partidas de Dota, a única e frenética conquista do FPS Devil Dagger conseguiu desafiar 99,9% dos jogadores por mais de um ano. Isso pode parecer estranho, dado o quão simples é o seu requisito: tudo o que você precisa fazer é sobreviver por 500 segundos. Quer dizer, fazemos isso o tempo todo. Veja, esses últimos 500 segundos? Apenas sobrevivemos a isso.


Mas sim. Sobreviver no Devil Daggers é um pouquinho mais difícil do que correr o relógio na vida real. Apenas 0,1% dos jogadores conseguiram evitar o game over durante os 8 minutos e 20 segundos necessários para conseguir a conquista 'Devil Dagger'. Assistir a replays dessas execuções é igualmente hipnotizante e deprimente e pode acabar com nossa estima dependendo do quão bom, reversamente, somos para sobreviver no jogo.

Crusaders Kings 2


Not so Bad: Sobreviva ao fim dos tempos
Base de jogadores: 1,4 milhões
Total de jogadores com a conquista: 0,4%

Crusader Kings 2, campeão do gênero de grande estratégia, está cheio de conquistas intrincadas e em várias camadas que poucos jogadores conseguiram desbloquear. Desde a instalação de uma governante feminina nos cinco baronatos da Pentarquia Ortodoxa à atropelar o Papa com uma horda de elefantes, mais de uma dúzia de realizações ecléticas estão atualmente com uma taxa de conclusão de menos de 0,1%.

O que eu quero destacar, porém, é a conquista "Not so Bad" concedida por sobreviver ao Fim dos Tempos. Ostensivamente, você desbloqueia essa conquista sobrevivendo à ascensão do Profeta da Perdição e da Peste Negra que ele está convencido de que destruirá a humanidade.

Um jogador do Crusader Kings que usava o nome de usuário Xolotl123 no Reddit, no entanto, inadvertidamente ganhou a conquista devido ao seu investimento em cuidados hospitalares de alta qualidade e sua prisão do Profeta por perturbar a paz. O Profeta, em seguida, enforcou-se, mas não antes de enviar ao jogador uma carta que dizia: "Se você está lendo esta carta, eu estou com Deus, ou com Lúcifer ..., se assim for, então você estava certo. Se não, então eu estava certo."

Particularmente nunca joguei Crusader Kings 2, mas depois de ler esta história, acho que vou ter que arranjar um tempo para ele. Qualquer jogo em que você possa evitar o Fim dos Tempos através da higiene merece uma atenção especial.

Rising Storm / Red Orchestra 2


Bringing a sword to a sword fight: Como um soldado americano vença um soldado Axis com uma katana, utilizando uma katana.
Stick it to Tojo: Como um soldado aliado, mate 100 soldados Axis com uma baioneta.
Base de jogadores: 2,7 milhões (já teve free weekend)
Total de jogadores com a conquista: 0,2% e 0,1%

O foco de Rising Storm está no combate durante a Segunda Guerra Mundial, historicamente autêntico e assimétrico, significa que, naturalmente, os soldados americanos não aparecem no campo de batalha com katanas. Para conseguir uma, você precisa derrotar um soldado japonês que esteja carregando uma. E para obter a conquista "Bringing a sword ...", você deve pegar sua katana, encontrar outro soldado japonês com uma katana e depois derrotá-los com a arma de seus ancestrais. É um cenário difícil de inventar em um FPS, onde rifles e granadas são a maneira preferida de lutar. E isso torna a conquista interessante.

Bit.Trip Beat


MEAT.BOY SMELLS: Consiga um perfect na fase 1-1 usando somente o gamepad.
Base de jogadores: 311.000
Total de jogadores com a conquista: 1,7%

"Heresia! Uma conquista que exige o uso do sagrado mouse e teclado para um gamepad imundo?" Talvez esse seja o pensamento de muitos jogadores hardcore de PC, mas de forma menos polida que a citada. O que o BIT.TRIP BEAT faz com a gente nisso, jogadores de console? Todo mundo sabe que uma boa combinação M + K (mouse e teclado) é a única maneira de jogar. Claro, isso torna os jogos do gênero um pouco complicado, e a execução de combos em jogos de ação em terceira pessoa pode ser complicada sem os analógicos, e os jogos de luta nem sempre funcionam tão bem, e as sequências furtivas tendem a ser um pouco complicadas com WASD…

Sendo assim talvez os gamepads não sejam tão ruins assim. Ainda assim, bloquear uma conquista para uma peça específica de hardware é uma maneira infalível de atingir os caçadores de conquista. Os desenvolvedores de BIT.TRIP descobriram isso da maneira mais difícil com a conquista "SIXTH.SENSE" do jogo, que exigia que os jogadores vencessem um nível usando controler de movimento Sixense da Razer. A reação a 'SIXTH.SENSE' levou os desenvolvedores a apagar completamente a conquista da Steam, o que tecnicamente, faz dela uma das conquistas mais raras do mercado. Não é tão raro quanto um jogo com controles de movimento que não pareçam lixo total, mas ainda assim…

The Stanley Parable


Go outside: não jogue The Stanley Parable por cinco anos!
Base de jogadores: 2,1 milhões.
Jogadores com a conquista: 2

Os jogos são feitos para serem jogados - nós geralmente tomamos isso como garantido. É um pouco estranho, então, quando um jogo te encoraja ativamente a não jogá-lo. Estranho, no entanto, é o que The Stanley Parable é. Quer dizer, um dos finais do jogo envolve ir e voltar entre dois botões por quatro horas. E isso sem mencionar o comentário aguçado sobre a natureza do livre-arbítrio e a tendência humana para a obediência. Como eu disse, estranho.

Os elementos mais estranhos de The Stanley Parable, no entanto, são definitivamente suas conquistas. Além de uma conquista simplesmente intitulada "Unachievable" ("Inecessível", paradoxalmente conquistada por 3,9% dos jogadores), há a conquista "Go outside" (Saia/Vá viver/Pare de jogar isso/etc) que faz com que os jogadores não joguem o jogo por cinco anos seguidos.

Desde seu lançamento em outubro de 2013, ninguém pode ganhar legitimamente essa conquista até outubro agora de 2018. É claro que isso não impediu que alguns usuários inescrupulosos do Steam deixassem seus relógios do computador à frente para desbloquear a conquista antecipadamente.

Cheat para não jogar? Certamente muitos caçadores farão qualquer coisa para conseguir uma conquista.

Garry's Mod


Addict: você perdeu um ano jogando GMpd!
Base de jogadores: 13,2 milhões.
Jogadores com a conquista: 72

Você pode fazer muitas coisas nas 8760 horas que compõem um único ano. Você poderia jogar 105.120 partidas do Rocket League. Você poderia maratonar todas as temporadas de Os Simpsons - todos os mais de 617 episódios - umas 38 vezes. Você poderia pegar uma carona em um foguete e voar para Marte, com tempo suficiente para plantar as sementes de uma rebelião interplanetária.

Você também pode gastar cada uma dessas 8760 horas jogando Garry's Mod para destravar a conquista 'Addict'. E quando digo jogar, não me refiro apenas a iniciar o jogo e deixá-lo ocioso no menu. Você precisa estar conectado a um servidor ativo para que seu tempo conte. Sem surpresa, o investimento pesado envolvido manteve o percentual de conclusão da conquista em apenas 1,8%, mesmo com os caçadores de talentos da AStats planejando estratégias para minimizar os recursos usados ​​pelo Garry's Mod para que você possa deixá-lo rodando em segundo plano enquanto você realiza outras tarefas.

Eu tenho que me perguntar, no entanto, quantas pessoas deixaram seus computadores ligados enquanto estavam trabalhando ou dormindo apenas para desbloquear essa conquista? Em uma estimativa modesta, 8760 horas de eletricidade custariam cerca de US $ 210, e que se converter pra Reais com certeza desistimos de tentar a conquista, o que é muito dinheiro para uma única conquista.

Train Simulator


DLC Scenarios
Base de jogadores: 95.000
Total de jogadores com a conquista: 0%

Falando em dinheiro Train Simulator possui algumas das conquistas mais raras no Steam, mas não é porque elas são brutalmente difíceis ou muito obscuras. Heck, as descrições dqw conquistas tornam bem óbvio o que você tem que fazer: o 'It Works For Dogs!' diz 'Concedida por completar o cenário [RailfanMode] Barking. Não é impopular no jogo isso, que aliás, com quase um milhão de proprietários no Steam e um playtime mediano de respeitáveis ​​7,5 horas. Tem gente jogando para poder fazer sim.

Mas o que torna as conquistas do Train Simulator tão raras é aquele amigo diabólico: DLC. Train Simulator é notório por ter os DLCs mais caro no Steam, com seu valor total atualmente em $ 6254,43 USD (e tem gente que reclamava os valores totais de comprar roupas no Dead or alive 5 Last Round). Pior ainda, o Train Simulator vincula muitas de suas conquistas ao DLC, levando a uma riqueza de taxas de conclusão de 0% e 0,1% em todos os níveis.

Mas isso $ 6254,43? Eu iria querer um trem de verdade se eu estivesse pagando tanto dinheiro. No entanto, se fosse algo como o Train Simulator, provavelmente bloquearia o apito do trem como DLC premium. Apito de vapor: apenas US $ 0,99!

ARK: Survival Evolved


Artifact Archaeologist: consiga todos os oito Artefatos.
Base de jogadores: 4,7 milhões
Total de jogadores com a conquista: 0,2%

Um monte de pessoas jogam ARK: Survival Evolved e mesmo as mais comuns de suas sete conquistas foram conquistadas por menos de 5% dos jogadores. Mas enquanto 95% dos jogadores do ARK não derrotaram o primeiro Ultimate Life, 99,8% continuam incomodados com a mais difícil conquista: "Artifact Archaeologist", adquirida por recuperar cada Artefato no jogo. Parece bastante simples, mas é aí que a natureza de ARK como um jogo de Acesso Antecipado volta a atacar.

De acordo com a descrição da conquista, existem apenas oito artefatos no ARK: Survival Evolved. Isso não é verdade. Existem 14 artefatos no total, 10 dos quais podem ser obtidos através de reprodução normal, 3 que são bloqueados para o DLC Scorched Earth e um que só pode ser gerado através de um comando do console. Para um jogo que compartilha tantas controvérsias, ARK deixou alguns caçadores de conquistas muito desapontados. Ainda assim, pelo menos eles podem se consolar com as abelhas gigantes que acabaram de ser adicionadas ao jogo. Isso é algo, certo? Ou não?

The Elders Scrolls V: Skyrim


Dragonrider: dome e monte 5 dragões.
Base de jogadores: 11 milhões (contando free weekend).
Total de jogadores com a conquista: 1,3%.

Vamos lá, não tem como não conhecer Skyrim. Seja porque você joga ou algum amigo joga e praticamente te vende o jogo ao melhor estilo dos marketing multinível, quando surge aquele amigo que você não vê há anos e tem a solução do seu lado financeiro, sabe? Então você tem uma ideia de como o jogo funciona e a questão do Dragonborn. Você é o draconato, você precisa salvar o mundo de um dragão do mal, yada yada yada. Em suma, o jogo basicamente gira em torno de dragões.

Então como uma conquista de montar dragões é tão rara? Apenas 1,3% (há um ano era em torno de 0,8%) dos milhões de jogadores de Skyrim dominaram cinco ou mais criaturas míticas e foram levados para os céus, o que não faz sentido para mim. Quer dizer, no início até entendo... mas depois...

Quem não gostaria de um dragão como seu motorista pessoal? Não é como se você tivesse que se preocupar com alguém tentanto trollar sua montaria e amigo escamoso; qualquer ladrão suficientemente tolo para tentar seria queimado antes que eles pudessem gritar Fus Ro Dah. Eu acho que os jogadores de Skyrim estão ocupados demais lutando contra o Macho Man Randy Savage para passar seu tempo se tornando pilotos de dragão com certificado.

Black Mesa


Rare Specimen: envie a Hidden Hat para Xen.
Base de jogadores: 500.000
Total de jogadores com a conquista: 2,6%

Chapéus não são tão legais hoje como antigamente, dando espaço mais os bonés e pose de quebrada. O último homem que vi usar cartola foi o tiozinho do banco imobiliário, e olhe lá. Não contar também a clássica (e que talvez nos dias de hoje fosse execrada) versão de Hélio De La Peña em Chocolate Cumprimenta.


Mas nos games, no entanto, estão dispostos a lucrar com a mania dos chapéus. Black Mesa, a recriação feita por fã do Half-Life original, acrescenta a conquista "Rare Specimen", que faz com que o bom e velho Gordon Freeman localize uma cartola roxa escondida e carregue-a até o Black Mesa Research Facility na Terra para a dimensão alienígena de Xen. Pode não parecer tão complicado, mas aparentemente Gordon está mais interessado em coisas triviais como salvar o mundo em vez de garantir seu futuro na economia de chapéus - apenas 2,6% dos jogadores carregaram a cartola até o novo mercado interdimensional.

Espere, isso me dá uma ideia. E se eu começar a vender chapéus digitais em vez de físicos? Ooh, eu acho que tenho em algo aqui. É melhor eu parar de digitar antes que alguém me bata...

E você, possuí alguma dessas conquistas? Boa parte delas já teve menos pessoas ainda com o feito, e, a tendência que essa lista comece a perder o tom obscuro/raro após esse artigo, não acha?

Traduzido e adaptado do PC Gamer

Sobre Renan

Gamer que joga, escreve para gravar e a vida lhe fez fazer tudo que nunca pensou em fazer. Perito na discórdia por ter opinião, Renan também disse que nunca se referir a si mesmo na terceira pessoa por fugir da fama. Renan vem fazendo bem isso ¯\_(ツ)_/¯

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.