Header Ads

Review: Pigeons Attack (PC) (2018)


Continuando a minha eterna jornada de redenção, hoje é dia de eliminar outra pendência. Vamos falar de um jogo indie brasileiro de PC, apresentado pelo Armadura Nerd em 2017. Proteja sua pipoca, pois é hora de Pigeons Attack.

A história


Desenvolvido pelo Nixtor Game Studio, a história fala sobre o primeiro contato do reino de Almerath com as criaturas do reino de Pruuzharia. No primeiro momento ele foi pacífico, mas quando apareceu um saco de pipoca, a coisa mudou totalmente. Os pombos invadiram e tomaram conta de tudo, e cabe a você encarar essa galera.

Para isso, é possível jogar com Jim, o Mensageiro, Liz, a Guerreira, ou Ron, o Mago. Após escolher o seu personagem, você terá que enfrentar pombos de diferentes habilidades, e é aí que a brincadeira começa

Por que é bom?


Pigeons Attack é bom porque é simples, nada rebuscado. Lembra as mecânicas de Left 4 Dead, onde você escolhe um personagem e encara hordas de inimigos, aumentando a dificuldade com o passar do tempo. É um elemento familiar, compreensível. Pelo mapa você vai encontrar tendas vendendo power ups diferentes, ou achar pontos em paredes vendendo extras tais como armas, granadas ou coração para recuperar o HP.

O jogo também é bom pelos gráficos. Eu consegui rodar no máximo e sem problemas no meu PC que nem é tão gamer. E mesmo esse estilo meio cartoonizado (dá pra chamar assim? não sei dizer), é um que eu acho bacana.

Outra ponto importante é a jogabilidade. Se você tiver um controle, pode jogar Pigeons Attack. Se você não tiver um controle, pode jogar com controle teclado, o que foi o meu caso e não minimizou a diversão da experiência. Os comandos são simples: clicar para atirar, as setas para andar, e o ponteiro para apontar onde você atira. Sem mistério.

Bruna, eu tenho que obrigatoriamente jogar com alguém? Não. Pigeons Attack permite jogar em co-op local e solo, como eu fiz. Notei que fica melhor jogando em dupla, mas o solo é bem divertido sim.

Tem alguma coisa ruim?


Não exatamente. Esse top-down shooter é de rápida adaptação, e pela curva de aprendizado não ser tão grande, pode ser que enjoe rápido e você não jogue tanto. É uma  coisa que acontece com vários jogos.

E não é um defeito, mas uma oportunidade não-explorada: desbloqueio de recursos. Você ganha uma quantidade X de moedas em cada partida, dependendo do resultado. Com elas dá para desbloquear recursos como mapas e personagens, mas é uma quantidade limitada.

Não sei a intenção do estúdio, mas é algo poderia virar DLCs. Personagens, roupas diferentes, tipo de datas comemorativas (natal, dia das bruxas, férias, etc), e mapas explorando outras partes do reino. Ou liberar a criação de conteúdo pelos jogadores? Ajudaria no engajamento. (vide o caso GTA 5)

Resumindo


Pigeons Attack é um jogo carismático e bem casual, o que não é um problema... Dependendo do "tipo de gamer" que você é. Quem gosta de um jogo para sentar, brincar um tempo, relaxar e depois seguir a vida, vai gostar. Quem quer mais desafios hardcore nessa vida, talvez ache raso. Mas eu ainda digo que vale uma espiadinha antes.

O jogo é barato: custa R$ 12, 39 na Steam. É um preço em conta, pois com menos de R$ 15, fora de um dia de promoção (e ainda assim, dependendo do lugar) você sequer assiste um filme no cinema.

Ou para levar as pombas com você no serviço, escola/faculdade, no sofá da sala, Pigeons Attack está disponível para Android. É uma versão não-lançada, entretanto, então bugs podem acontecer.

Nota de rodapé


Você pode usar suas moedas na lojinha do jogo para comprar runas. Cada runa dá um efeito, e tem uma durabilidade específica. Runas são vida, runas são amor. Não esqueça delas.

(PS: as imagens foram tiradas da página do jogo na Steam, mas ele está disponível em português)



Lançamento: 2018
Plataformas: PC (Steam) e Android
Desenvolvedor: Nixtor Game Studio
Publisher: Nixtor Game Studio

Mais em:
nixtor.com.br


Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.