Header Ads

Venom: em 10 dias, filme arrecada mais de US$ 300 milhões


Contra tudo e todos, Venom passou mais um fim de semana lucrativo nos cinemas.

Em seu segundo fim de semana o filme faturou, só nos EUA, mais US$ 37 milhões, deixando Nasce Uma Estrela e Primeiro Homem para trás. Some o valor aos US$ 80 milhões arrecadados na estreia recorde, e Venom chegou aos US$ 142 em bilheteria na Terra do Tio Sam.

Na bilheteria internacional, o simbionte tem ainda menos menos motivos para reclamar. Lançado em 21 países, o filme arrecadou US$ 253.3 milhões. Ao todo, a bilheteria global de Venom está em US$ 378.1 milhões. Nada mal para quem enfrentou meses de desconfiança, um pouco de tretas, e gastou US$ 100 milhões na produção, certo?


Tom Hardy estrela o filme como o jornalista Eddie Brock, que funde-se a um simbionte alienígena e se torna o vilão/anti-herói que nós conhecemos. Embora sua origem seja ligada ao Homem-Aranha, a Sony está usando Venom como pontapé inicial para um universo de spin-offs, com personagens tais como Morbius, Teia de Seda, Nightwatch, Gata Negra e Sabre de Prata.

Venom tem direção de Ruben Fleischer (Zombieland), e a recepção foi o inverso dos lucros. Sua nota de estreia foi "podre", e chegou a meros 32% de pontuação no Rotten Tomatoes. Os fãs, por sua vez, foram muito mais positivos, dando ao longa uma pontuação de 88%.

Sony ultrapassa arrecadação de US$ 1 bilhão em 2018


Com a força do simbionte, a Sony está com as contas rindo a toa. Graças a Venom o estúdio chegou ao faturamento anual de US$ 1 bilhão, num ano de lançamentos como Slenderman, Sicario: Dia do Soldado, O Protetor 2, Buscando...Alfa e Goosebumps 2: Halloween Assombrado, que chegou aos cinemas no dia 11 de outubro.

A Sony ainda tem por lançar A Garota na Teia de Aranha, Holmes & Watson e Homem-Aranha: No Aranhaverso, animação do teioso que a cada trailer empolga mais os fãs. E até os nem tão fãs, como a Pessoa que Vos Fala™. 

Com Venom entre os 12 filmes mais lucrativos do ano nos EUA, você poderia dizer que é o começo de boas coisas para Sony. E que esse futuro pode envolver outros indivíduos, como Carnificina

Entretanto, sendo o caso, não caia no mesmo drible duas vezes. O filme pode não ter classificação R tal como muitos acharam que Venom teria.

"Quer saber? Quando você ouve Venom... Esqueça Venom. Quando você ouve, Carnificina, a única coisa que você pensa é do [teor] R. Mas se você conhece a sua história, não existe nenhum R nela", disse o produtor Avi Arad em entrevista ao Collider. "Ele é uma alma torturada. Não é sobre o que ele faz, pois nós nunca temos que mostrar a faca, e o sangue espirrando, o que você tem que mostrar, é: qual a sua motivação? Ele nasceu assim, ou é alguém pela qual devemos sentir pena, porque se você se sai bem em criar um vilão pela qual você sente pena, bingo".

Seja lá quais forem os planos da Sony, sem dúvida eles envolvem simbiontes, muitos deles.

Enquanto isso, que tal dar uma espiadinha no nosso review de Venom? Assim, como quem não quer nada.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.