Header Ads

Doctor Who: 7 curiosidades e referências do episódio 11x08, "The Witchfinders"


Em mais um episódio de Doctor Who, a Doutora e seus amigos se viram pegos em outra aventura histórica tradicional da série, que os levou a um período infame: a era do julgamento das bruxas. Seus esforços em impedir um massacre em Lancashire foram interrompidos pela aparição inesperada do Rei James I, num episódio clássico de "Monstro da semana" que nos rendeu bastante curiosidades  e referências.

Confira o listão dessa semana.

7- Está ficando mais difícil de controlar a TARDIS?


Novos equipamentos, e a gente nem sempre sabe mexer. Não tem sido diferente com a Doutora e sua nova TARDIS. No episódio 11x07, "Kerblam!". ela reclamou que não conseguia pegar o jeito dos novos sistemas, mas desta vez os problemas conseguiram ficar maiores. Com a TARDIS sendo "um pouco teimosa com leituras exatas", a Doutora sequer sabia em qual século ela e os amigos estavam. O que vem em seguida? É um #descubra.

6- O que realmente aconteceu em Pendle Hill?


Aconteceu uma série de julgamentos de bruxas por toda a Europa nos anos 1600, mas o julgamento de Pendle Hill é de longe o mais infame de todos. Doze pessoas foram acusadas de praticar bruxaria; uma morreu na prisão e dez foram executadas. Os julgamentos de bruxas estavam entre os mais bem documentados na história, e também são incomuns pelo grande número de pessoas que eram mortas de uma só vez.

Muito disso foi fruto das acusações feitas por membros das famílias Demlike e Chattox uns contra os outros. O motivo, uma possível rivalidade, onde as famílias competiam para ganhar a vida de formas nem tão honestas, como extorsão. Entre as testemunhas do julgamento esteve uma garota de nove anos, que testemunhou contra mãe. Normalmente ela seria incapaz de fornecer evidências, porém as regras normais foram suspensas durante os julgamentos de bruxas.

5- O quão precisa foi a representação do Rei James I?


O Rei James I, ou Jaime VI da Escócia e I da Inglaterra, raramente é explorado como personagem central, seja na pequena ou grande tela. Geralmente ele é retratado como personagem secundário de produções focadas em sua mãe, Maria da Escócia, ou em Guy Fawkes. Assim, Doctor Who pisa num terreno meio desconhecido, com Alan Cumming numa versão bastante fiel ao monarca.

Ele é uma figura trágica, e numa das cenas do episódio, conta a Ryan sua história. "Meu pai foi assassinado pela minha mãe, que foi presa e decapitada". O principal evento do reinado do Rei James foi a publicação de uma tradução inglesa da Bíblia, que em sua homenagem é conhecida King James Bible (ou Bíblia do Rei Jaime) até hoje. James era extremamente supersticioso, tendo até mesmo publicado um livro em que explicava como identificar e matar bruxas.

4- O Rei James I era homossexual?


Em Witchfinders fica claro que James tem atração por Ryan. "Qual o seu campo de experiência, meu príncipe núbio", ele pergunta de forma sugestiva ao amigo da Doutora. "Tortura?" Nesse comentário fica um claro tom de fetichismo, e a sua atração é reforçada no final do episódio, quando James pede a Ryan para voltar a Londres com ele como um cortesão. Aqui a série fez outro acerto histórico, pois rumores sugerem que o rei teve várias relações com seus cortesãos homens. 

O Rei James era tão aberto sobre esses casos que era comum ouvi-lo ser chamado de "Rainha James". Em 1617, o Rei James dirigiu-se ao Conselho Privado com uma afirmação oficial do seu direito de amar os homens. "Você pode ter certeza que eu amo o Conde de Buckingham mais do que ninguém", disse ele. "Eu gostaria de falar por mim mesmo, e de não ter isso visto como um defeito, pois Jesus Cristo fez o mesmo e, portanto, eu não posso ser culpado. Cristo teve João e eu tenho Jorge."

3- O que era a "marca das bruxas"?


O século 16 viu o começo de uma nova superstição, a ideia de uma "marca das bruxas". Ela sugeria que um homem ou mulher com qualquer marca de nascimento, tinha sido tocado pelo diabo. Assim, a tal marca era vista como uma prova inquestionável de bruxaria.

No episódio de Doctor Who, os inquisidores carregavam agulhas para furar marcas de nascença e ver se elas sangravam. Os localizadores de bruxas "profissionais", sempre sendo bem pagos ao descobrir uma bruxa numa aldeia, muitas vezes fingiam isso. Eles carregavam série de ferramentas, incluindo pinos com alças de madeira oca e pontos retráteis. A ideia da marca das bruxas foi predominante no século 17, e depois morreu rapidamente.

2- Aventuras históricas serão mais perigosas, agora que o Doutor é uma mulher?


Jodie Whittaker fez história ao tornar-se a primeira encarnação feminina do Doutor, mas em geral, Doctor Who evitou encarar o assunto de frente. O Showrunner Chris Chibnall tem sido cuidadoso em tratar Whittaker como outra encarnação do Senhor do Tempo, mesmo deixando no ar que outras encarnações do Doutor foram mulheres. Por sua vez, a atuação de Jodie Whittaker remete um tanto a Patrick Troughton (o segundo Doutor), sendo um plus de continuidade.

Mas "The Witchfinder" teve uma das raras referências abertas ao fato do Doutor agora ser a Doutora. "Sinceramente, se eu ainda fosse um cara, podia continuar com o trabalho e não ter que perder tempo me defendendo", disse ela. É uma fala interessante. Sendo mulher, navegar por aventuras históricas trará mais desafios ao personagem, afinal... A história humana é repleta de sexismo.

1- Quem são os Morax?


Os vilões de "Witchfinders" são revelados próximo ao fim do episódio: eles são os Morax, uma raça de alienígenas de monarquia feroz que cometeu crimes de guerra há milênios atrás. Possivelmente derrotados em batalha,  eles foram presos debaixo de Pendle Hill. Não está claro se os Morax eram uma "raça de lama", pois a Doutora faz uma referência à essência dos aliens estar "concentrada" em alguma forma.

Seja qual for a verdade, essas criaturas são monstros poderosos que podem possuir corpos, vivos ou não. A solução foi prender os Morax com uma "tranca" de natureza semelhante a deles, tendo sido ela disfarçada de árvore. Infelizmente o mecanismo foi danificado, e eles começaram a escapar - até a Doutora reparar a tranca, que atraiu toda essência dos Morax de volta de onde tinha escapado.

Lista traduzida e adaptada do Screen Rant

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.