Header Ads

Dumbo: comentando o primeiro trailer do live-action da Disney


Depois de muito prometer, na noite da última quarta (14) a Disney enfim soltou o primeiro trailer do live-action de Dumbo! E num raro momento da vida, a Pessoa que Vos Fala™ decidiu comentar um pouco sobre um trailer de filme da Casa do Rato. Então antes de começarmos a conversar, solte o play. Assim você não perde nada:




1) É visualmente lindo


É a primeira coisa que salta aos olhos: o visual é lindo. O trailer de Dumbo tem ótimas animações. Os figurinos realmente levam você para outra época, lembrando de outro filme que acertou na mosca: O Rei do Show. Não é como assistir um filme imitando tempos antigos. Na teoria é isso, mas na prática o trailer faz você sentir como se vivendo essa era.

A mesma sensação eu tenho tido com os trailers de O Retorno de Mary Poppins: quando você vê, é tão bem produzido e recriado, que você esquece - o filme é uma mentira. Isso vai pra segundo plano.

2) É uma visão romantizada do circo


Analisando Dumbo pela perspectiva realista, é uma visão romantizada do circo. A ideia vai mais para ser o lugar da magia, que encanta as crianças e derrete o coração dos adultos. Você não vai a fundo no problema de condições precárias e maus tratos de animais, por exemplo. O foco, a princípio, é ter um vilão que fará vilãozices e permitirá a história correr.

Isso não é um problema. Necessariamente O empresário vivido por Michael Keaton, levará a mãe de Dumbo embora, e pode ser que faça coisas na linha do que eu disse. Quem sabe. Em todo caso, esse não é o foco da história. Dumbo é uma história de amor, amizade, coragem, onde o mais esquisitão pode achar o seu lugar no mundo.

E isso não só é bonito, como é válido. Então é besteira cismar. Esse é o primeiro trailer, essa mania de odiar tudo logo de cara, precisa parar. Vamos dar tempo ao tempo, pelo menos uma vez.

3) É emocionante


Apesar do adendo acima, não dá pra negar: o trailer é emocionante. E eu nem sou fã da Disney. Essa é a pescada dos filmes da Casa do Rato: uma atmosfera única, clássica, que você dificilmente copia e tem o mesmo resultado. É a mesma coisa da Marvel Studios: filmes de heróis existem aos montes. O feeling do MCU? É único. Não por acaso é uma Empresa Disney™.

As interações de Milly (Nico Parker) e Joe (Finley Hobbins) com o Dumbo são fofas, ele maquiado de palhaço foi incrível, e o Holt Farrier (Colin Farrel) correndo de cavalo no meio do incêndio deu o senso de urgência que o momento pede. 

4) Será outro acerto da Disney?


Tirando O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos, os remakes de animações clássicas da Disney tem ido muito bem. Quando você mexe na nostalgia das crianças, as emoções, e tempera com a tecnologia de hoje em dia, fica difícil errar. Não é impossível, entretanto, e Uma Dobra no Tempo é prova. Mas eu insisto.

Além dos atores citados, o elenco ainda conta com Danny DeVito, que viverá o dono do circo onde Farrier e seus filhos trabalham, e Eva Green (aí sim, vantagens) como a acrobata Colette Merchant. 

O roteiro é de Ehren Kruger, e a produção é de Derek Frey e Katterlie Frauenfelder. O diretor é ele, Tim Burton. E quando o assunto é criar mundos mágicos, fantasias incríveis, pouca gente é tão entendida quanto ele.

Dumbo tem previsão de estreia em 29 de março de 2019. Os remakes live-action da Disney seguem com O Rei Leão e Aladdin, que estreiam nos cinemas. Já A Dama e o Vagabundo será exclusivo do Disney+. Mulan e Malévola 2 têm estreia prevista na grande tela para 2020.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.