Header Ads

Solta o Play: Halestorm - Black Vultures


Mesmo com tanta coisa que mudou nessa vida vivida, uma continua igual: tem muita banda que hoje eu conheço, mas se você me perguntar como eu conheci... A resposta fica pra outro episódio. E temos um caso típico desses pra abrir a semana! Vamos musicar com Black Vultures, do Halestorm. Só que a prosa até chegarmos nele... Vamos dar uma volta antes.

Eu sei que quando conheci a banda era 2012, e faltava pouco para eles lançarem o The Strange Case Of..., um álbum ótimo. Foi um momento bacana, pois eu vinha tão fissurada em heavy metal europeu que tinha preconceito em explorar bandas americanas, mas topei com uma fazendo hard n' heavy do bom. E convenhamos: até cego vê que Lzzy Hale, que mulher. Não basta tocar guitarra e muito bem, tem que ter vocal equivalente a um soco do Sylvester Stallone nos dias de Rocky. 

No mesmo ano veio a indicação para o Grammy! Em 2013 eles concorreram na categoria de Melhor Performance Hard Rock/Heavy Metal, e os outros indicados não eram pouca bosta. Enquanto isso eu aprendi a gostar bagaraio do Halestorm. Ó a galera que veio na mesma categoria:

  • Anthrax, com "I'm Alive"
  • Iron Maiden, com "Blood Brothers" (live)
  • Lamb of God, com "Ghost Walking" (me dividiu, pois eu adoro essa música)
  • Marilyn Manson, com "No Reflection"
  • E o Megadeth, com "Whose Life (Is It Anyways?)"

O Halestorm concorreu "Love Bites (So Do I)" e ganhou. O chororô de metaleiro dizendo que as outras bandas eram muito melhores, e que o Grammy não prestava? Foi real. Eu também odeio essas premiações, mas a cada 100 anos elas dão uma alegria, que foi essa. A primeira indicação e vitória de uma banda liderada por uma mulher nessa categoria.

Junto com o Trivium e o Within Temptation, o Halestorm é um raro caso de banda que melhora a cada lançamento. Passei um tempão sem ouvir o povo, mas esse mês fiz as pazes! Alegria. Lembrei que o The Strange Case Of ainda é muito bom, vi que eu injustiçava o Into the Wild Life, e que o Vicious, de onde saiu Black Vultures, é intenso.

A banda mudou: você escuta bits de grunge, rock alá Joan Jett, tem peso, melodia, é um pacote bem completo. É bem diferente do que eles faziam no começo da carreira, mas sempre com um traço em comum: qualidade.

Então eu declaro a semana oficialmente aberta! Black Vultures é dessas músicas que deixam vibrando sem motivo algum, só pelo motivo dela transbordar energia. Vou deixar um tipo de clipe, e um ao vivo que gravaram num show e.. Vai por mim, solte o play nos dois:





Letra

Feels like the end of the world
But it's only the beginning of it all
Forget the things that you've heard
I been a survivor since I began to crawl

I've fallen down but I'm not out
The devil's at my door

I don't give in I don't give up
I won't ever let it break me
I'm on fire I'm a fighter
I'll forever be the last one standing
Black vultures circling the sky
Pick at the pieces
Scavengers wait for me to die
But I'm not defeated

I'm on the edge of the war
I'm holding on and hanging by a thread
I am the eye of the storm
And you haven't seen the last of me just yet

I've fallen down but I'm not out
I'm coming back for more

I don't give in I don't give up
I won't ever let it break me
I'm on fire I'm a fighter
I'll forever be the last one standing
Black vultures circling the sky
Pick at the pieces
Scavengers wait for me to die
But I'm not defeated

I am still alive
I'm still alive

I don't give in I don't give up
I won't ever let it break me
I'm on fire I'm a fighter
I'll forever be the last one
Black vultures circling the sky
Pick at the pieces
Scavengers wait for me to die
But I'm not defeated

Black vultures circling the sky
You all can wait for me to die
Black vultures circling the
Black vultures circling the
Black vultures circling the

Black vultures circling the sky

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.