Header Ads

Capitã Marvel: 6 destaques do segundo trailer


Já dizia o filósofo Clóvis: promessa feita é promessa cumprida. Depois de anunciar que o novo trailer de Capitã Marvel viria durante a segunda de futebol americano nos EUA, ele realmente chegou. E ele está aqui! Se ajeite, suba o som e solte o play para receber Carol Danvers em sua tela e coração.


1- Um trailer limpo


Sempre que sai o trailer de um grande filme, a maior -e justa- reclamação do público é de ter spoilers demais. O segundo trailer de Capitã Marvel, entretanto, tem um bom equilíbrio de informação nova e repetida, atualizando o que a gente já sabe, mas sem entregar o ouro. Você sabe o que vai acontecer, mas você não sabe o que vai acontecer. E depois da pegadinha de cenas falsas nos trailers de Guerra Infinita, vai saber se aqui não é o caso. (Embora eu acredite que não)

2- A personagem de Annette Benning


Um dos momentos mais bonitos do trailer é a personagem de Annette Benning falando com Carol Danvers sobre a sua origem. O visual enche os olhos, e isso numa tela de cinema vai ficar bonito por demais. O que ela diz sobre como a personagem foi achada e tornada em quem ela é, deixou o ponto de interrogação: quem é essa mulher? Pouco se sabe sobre isso, mas existe um palpite promissor.

E se ela for a Inteligência Superior (Supreme Intelligence)? Nos quadrinhos ela é uma grande cabeça formada pelas maiores mentes que fizeram parte da raça Kree, na forma de um ser orgânico de nome Hala. A líder dos Kree pode ser um caso ao estilo Ego, o Planeta Vivo - em Guardiões da Galáxia Vol. 2 ele apareceu por meio de um avatar, vivido por Kurt Russell. Seria a personagem digna de uma atriz indicada ao Oscar.

3- Mais um pouco dos Skrulls


Foi curioso o Fury abrir o trailer falando que os "Skrulls são os vilões", pois ele foi enfático. E a Carol corrige que os Kree são nobres guerreiros e heróis. É para não deixar dúvidas de quem está de qual lado da guerra? De novo, os Skrulls aparecem o bastante pra dar um gostinho, mas sem saturar. Eles vão tentar virar a cabeça da Carol e levá-la para o lado deles, tentando uma vantagem na guerra? Falaremos disso mais abaixo. Em todo caso, pensa no trauma do povo com a velhinha Skrull. Credo.

4- O traje clássico e o traje verde em ação


Uma polêmica até justa (e ao mesmo tempo besta) foi a cisma com o traje verde da Capitã Marvel, que tem motivo de ser e existir. Contexto. No novo trailer ele aparece em ação de um jeito diferente do primeiro! E foi de dar gosto. Ver a heroína em ação com o traje verde e o moicano é a definição de amor. A máscara saindo e mostrando uma Carol Danvers com cicatriz no rosto, idem.

Já o traje clássico é lindo e não se discute. Ver o dito cujo em live-action pela primeira vez é motivo de feels para qualquer pessoa, que leia os quadrinhos ou não. Ele é muito imponente e reforça a força da personagem. A Marvel Studios tem o talento de criar visuais os quais você só imagina a atriz/ator que usa/ou ele, e nunca (ou raramente) outra pessoa.

Vale registrar: as cenas de luta no espaço ficaram sensacionais.

5- "Eu não vou lutar a sua guerra, eu vou acabar com ela"


Aqui a gente faz o link com o ponto 4. Para quem a Carol diz isso? O trailer faz mistério. Mas dado o contexto de guerra, a promessa (manipuladora) de querer revelar para ela o seu passado, faz parecer que é direcionado a um Skrull. O líder deles, se bobear. É para dizer que apesar de toda vida que ela viveu, Carol Danvers não é peoa no jogo de ninguém. E que ela é poderosa o suficiente pra fazer o que bem entender.

E aqui eu repito algo que falei na análise do primeiro trailer. Se você chama uma atriz dona de Oscar para o papel principal que vai carregar o futuro de uma franquia, não dá pra ter qualquer roteiro. Tem que ser um put* de um roteiro ao cubo. Um filme equilibrado entre o jeito Marvel, e o Q dramático dos filmes da Brie Larson

Capitã Marvel na forma binária: eita!

6- Goose!


Que a dinâmica Carol Danvers/Nick Fury já está incrível nos trailers, isso ninguém questiona. Que o Fury é o Fury mesmo mais jovem, idem. Mas pra dar um tempero extra nisso... Apareceu o Goose!  Por hora ninguém sabe se o gato terá os poderes que a Chewie tem nos quadrinhos. Lá ela é parte de uma espécie chamada Flerken, que acontece de assumir a forma de gatos.

Se ameaçados, os Flerken podem criar tentáculos e um minúsculo universo de bolso. Apesar disso, a bichana é uma favorita dos fãs, e ver o filme não esquecer dela é bastante legal, mesmo se os aspectos cósmicos ficarem de fora. É um jeito de ter o fator humor do MCU, com contexto. E contexto é tudo.

Mas o grande mistério, é: descobrimos como Nicky Fury perde o olho?

Com Brie Larson (Carol Danvers/Capitã Marvel) puxando a fila do elenco, Capitã Marvel conta com Samuel L. Jackson (Nick Fury), Ben Mendelsohn, Djimon Hounsou (Korath), Lee Pace (Ronan), Lashana Lynch, Gemma Chan (Minn-Erva), Algenis Perez Soto, Rune Temte, McKenna Grace, Kenneth Mitchell (Joseph Danvers), Clark Gregg (Phil Coulson) e Jude Law (Marv-Vell).

O filme tem estreia marcada para 7 de março de 2019. Guenta coração. Ainda tem poster novo pra gente tietar:


Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.