Header Ads

 

Dojo Nerd: conhecendo mais do Kage, o Evil Ryu que não é o Evil Ryu



ATUALIZADO: 20/12

O domingo (16) terminou não apenas com título do Gachikun na Capcom Cup 2018. Fomos ainda apresentados ao novo personagem do elenco: Kage. Ele foi a forma da Capcom trazer o Evil Ryu sem trazer, misturando elementos que a galera do #TeamShoto tende a gostar.

Então depois de você conhecer as Habilidades do Kage, vamos a um Dojo Nerd especial, falando mais coisas do Kage feito a sua origem, como foi o seu primeiro dia solto por aí, e mais.

Modo história


Desviando de todo jeito para não repetir o Evil Ryu, a Capcom manteve a ideia e deu toques originais ao personagem. Em resumo: Kage quer dizer "sombra" em japonês, sendo a manifestação física do Satsui no Hado - aquele que tem negócios com o Ryu desde nem sei mais quando. Por ser uma coisa extremamente mortal, o Guerreiro Errante™ tenta reprimir a todo custo.

No modo história, Kage enfrenta Sagat, Akuma e Ryu. Escolha bem simbólica no caso do Akuma, que viveu algo parecido quando se tornou o Oni. E não é que ele virou um mestre Splinter dark com seus conselhos? Já dizem os gringos: been there, done that. Akuma já viveu tudo isso da busca por poder, matou gente, só pensava em vencer, derrotar os oponentes. Agora já deu.

Mas não foi isso que chamou a minha atenção? Para explicar o que foi, precisamos voltar ao trailer de anúncio:


Dhalsim adverte o Ryu para não continuar reprimindo o Satsui no Hado, pois isso vai consumir ele cedo ou tarde. E como é que o Kage é derrotado? Do jeito que o Sim explicou. Ryu aceita que a parte sombria dele existe, mas não abaixa a cabeça. Ele dá ao Kage o direito de ser e existir, ficar se quiser, ir embora se quiser, porque esse é o Ryu. Típico "do whatever I want".

Tema


Ryu foi esquecido na rua da amargura de Street Fighter 5, mas numa coisa ele se manteve superior aos outros: seu tema musical é o melhor de todo jogo. É um som incrível que enche os ouvidos e faz jus ao legado do personagem. Arrisco ser uma das músicas de jogo mais bonitas que saiu nos últimos cinco ou 10 anos. Então... Como fazer o Kage não ficar para trás nesse sentido?

Fácil: deram ao bichaão uma trilha sonora brabíssima, um djent muito estiloso, pesado, que combina e você imagina facilmente uma banda feito Periphery, Born of Osiris ou Animal As Leaders tocar. Aliás, o tema do Kage vai bem ao encontro de "CAFO", um clássico do Animals As Leaders. Fica a dica para ouvir, claro.

Por que jogar com Kage?


Como dizia o Castelo Rá-Tim-Bum, "porque sim não é resposta". Ou é a resposta simples, risos. A resposta longa é por conta do gerente de comunidade e esports da Capcom: seguindo a série de perfis dos lutadores, Matt Edwards respondeu a pergunta do momento. Por que jogar com Kage?

A primeira é o kit de ferramentas dos personagens shotokan. O detalhe é o Kage ter as dita cujas e um plus de selvageria que transforma ele num canhão descontrolado de dano, com juggles brutais, e etc, pois a intenção dele é só uma - criar treta. Você percebe essa característica principalmente na Critical Art.

O infame Shun Goku Satsu é o especial mais desmoralizador na história de Street Fighter. Sempre que o Tokido "apaga a luz", é claramente para desestabilizar o emocional. (Ou me fazer infartar) E o apaga luz do Kage? Ele não é bem desmoralizador, mas sim brutal. Tem a risada sádica ao fundo, o colorido vermelho e preto... Foi bem bolado.


A diferença entre os Raging Demon do Akuma e Kage fica bem clara nesse vídeo

Vídeos com dicas interessantes



Eu infelizmente não conheço os jogos de luta pela prática diária de quem estuda e leva a coisa a sério pra valer. Gosto muito, mas sou mesmo uma entusiasta que joga quando pode, e sofre sempre que um favorito compete num evento da Pro Tour. Então as dicas não são minhas, mas share is care, então o garimpo que resultou na lista abaixo é por conta da casa:









Testando Kage



A seguir você confere algumas compilações de quem já testou Kage. A medida que surgirem outras, o texto vai sendo atualizado, mas o que temos até o momento é coisa de qualidade top Rogerinho, E sim, ele finalmente testou o boneco, como você pode ver no vídeo acima. Simbora:















Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.