Header Ads

 

Conheça Klaus, a "versão Thor" da história do Papai Noel


Não lembro se tivemos especial de natal desde o começo do site em 2016. Mas é aquilo: quando eu realmente lembro de alguma coisa? Então vamos mudar isso em 2018. Hoje vai ter especial natalino ao jeitinho Armadura Nerd, nas palavras da prosa da Pessoa que Vos Fala™. Então como o dia é dele, falemos do Papai Noel. Só que não é de qualquer um. Vamos falar do Klaus, o "Papai Noel Thor".

... Alguém precisa trabalhar no natal, né?


"Klaus" foi lançada em 2015 pelo Boom! Studios. Com texto de Grant Morrison ("Doom Patrol") e arte de Dan Mora ("Saban's Go Go Power Rangers" 2017), a minissérie de sete edições conta a história de origem do Papai Noel como super-herói. Klaus é um caçador viking de tempos medievais, que um dia volta a Grimsvig para trocar peles, e descobre que vida mudou radicalmente desde a última vez em que esteve na cidade.

Grimsvig é comandada pelo tirano Lorde Magnus, que colocou quase todos os homens da cidade nas minas de carvão. Não bastando, ele decidiu tirar do povo todo motivo de alegria: o Yule* anual, foi cancelado. Os instrumentos e brinquedos, foram confiscados e dados ao seu filho, Jonas. Magnus raramente deixa o castelo, onde vive com Jonas e sua esposa, Dagmar.

(*Yule, ou Yuletide, era o natal -traduzindo- comemorado no norte europeu pelos pagãos)

Além de todo visual alá Thor, com espada e machado, Klaus tem uma loba branca de estimação. Lilli foi adotada e criada por ele após ter sido rejeitada pelo seu bando, por ser muito pequena.

Começa a luta contra o Lorde Magnus


Klaus decide mudar as coisas em Grimsvig. Apesar dos muros e dos portões fechados, ele entra na cidade durante a noite e distribui presentes para as crianças das famílias mais pobres. Quando vê as crianças brincando nas ruas, Magnus fica indignado e manda os guardas confiscarem os brinquedos, dizendo que seu filho está muito doente e precisa dos brinquedos mais do que eles.

Ao exigir saber quem é o misterioso responsável por isso, uma criança diz ter sido o "Julemisse", o espírito do Yule.

Jonas fica furioso quando os brinquedos confiscados não lhe trazem nenhuma alegria, e quebra todos num acesso de raiva. Dagmar nota a semelhança de um dos brinquedos com um pássaro esculpido de sua infância, que ela manteve escondido, e percebe que sabe quem é o homem misterioso.

Quando a noite cai novamente, Klaus tenta alcançar os portões, nocauteando vários guardas, antes de ser encurralado por um bando de cães de caça. Os cães são afugentados por Lilli, permitindo Klaus escapar da cidade. Começa a correr a conversa entre os guardas que o intruso é um fantasma ou um metamorfo. As crianças então começam a escrever desejos em pedaços de papel.

Magnus ordena que os soldados vigiem cada casa da cidade, para que as crianças queimem os desejos em suas lareiras, esperando que eles alcancem "o Papai Noel" através das chaminés. Magnus pega um grimório de sua biblioteca e entra na parte mais profunda da mina de carvão, dizendo que seguiu as instruções da "voz" e logo estará livre.

A origem do herói


Um flashback então conta a origem do nosso herói natalino. Quando bebê ele foi achado na floresta, nos braços de sua mãe. Ela morreu congelando até a morte, mas o manteve vivo. Ele é adotado pelo comandante da guarda de Grimsvig, Karl, que o batiza de "Klaus" - que quer dizer "Vitória do Povo".

Na infância ele faz amizade com a filha do lorde, Dagmar, dando a ela um pássaro de madeira para substituir o pássaro de estimação dela, que havia morrido. Klaus e Dagmar crescem juntos e se tornam melhores amigos, enquanto Magnus, ainda jovem, cria ciúmes dos dois.

Mais tarde, quando jovem Klaus era capitão da guarda da cidade, Magnus envenena o lorde e coloca a culpa nele, levando-o para fora das muralhas para morrer. Entretanto ele é salvo por Lilli, cuja vida ele havia poupado quando ela ainda era uma filhote.

No presente, Klaus entra na janela de Dagmar e a confronta, questionando como ela poderia pensar que ele era culpado de envenenar seu pai, ou como ela podia ter escolhido Magnus a ele. Ela não tem resposta, mas dá um brinquedo para Jonas. No começo, Jonas quer esmagá-lo, mas ela se senta e o encoraja a contar uma história com ele, e logo os dois estão brincando alegremente, antes de Magnus interrompê-los.

Ele tem um plano para prender "o Papai Noel", usando Jonas para escrever uma carta de desejos.

O plot twist carpado


Jonas confessa para Dagmar que Magnus o obrigou a escrever a carta. Antes que ela possa encontrá-lo, Magnus a encontra. Ele está meio enlouquecido, acredita que está cercado por inimigos, apesar de tudo que fez para se tornar poderoso e, assim, tornar a vida melhor para ela e Jonas.

A carta de Jonas atrai Klaus para uma armadilha feita pelos homens de Magnus, onde ele é ferido por uma flecha envenenada. Ele escapa por pouco, graças a ajuda de Lilli e um garoto da cidade, que o arrasta para sua cabana na floresta. O garoto trata da ferida, mas Magnus e seus guardas o seguem até lá, queimando a cabana. Klaus é deixado empalado na superfície de um lago congelado, esperando a morte.

Em preparação para uma visita do rei, Magnus reúne as crianças da cidade numa sala no castelo, onde elas comem doces até cansar. Na mesma noite, um mineiro de carvão finalmente quebra a cela, liberando um grande demônio. O demônio entra no salão principal do castelo, exigindo seu "baquete" prometido - as crianças presas na sala.

Do lado de fora de Grimsvig, Klaus é visitado novamente pelos espíritos da floresta e "mudado", ganhando uma nova força e a missão de "melhorar as coisas". O garoto que ajudou Klaus liberta as outras crianças. No corredor principal do castelo, Magnus fica feliz ao ver a chegada do demônio, mas se aterroriza quando o espírito ataca Jonas. Ele abre o grimório e acha o feitiço para controlar o demônio, que ri e explica a inutilidade do feitiço.

O confronto final se aproxima


Dagmar distrai o demônio com uma flecha e diz a Jonas para correr. Ele encontra as outras crianças antes delas serem cercadas pelo demônio. Antes que ele possa as devorar, Klaus aparece num trenó voador puxado por oito lobos brancos, empunhando uma grande espada.

Klaus subjuga o demônio, porém Magnus o esfaqueia por trás, e exige que o demônio cumpra sua parte da barganha: dar-lhe a realeza, o amor de sua família e do povo. Dagmar, finalmente admitindo para si mesma que Magnus assassinou seu pai, diz a ele que todo o mal e miséria em Grimsvig são culpa apenas dele, e se afasta com Jonas.

Desequilibrado, Magnus grita com o demônio para dar a ele o que ele merece. Resultado? O demônio cospe fogo e incinera Magnus. Ele então apanha Jonas e converte o trenó de Klaus numa carruagem sombria puxada por cães do inferno, e voa para o céu dizendo que "todas as crianças más pertencem a ele". (Se você não entendeu, é, ele é o Krampus)

Klaus surge e diz a Dagmar que os espíritos da floresta o tornaram imortal. Ele pula para um telhado e então na carruagem, dizendo que "não existem crianças ruins". A carruagem voa para a o alto, o demônio tenta queimar Klaus, mas sua respiração ardente tem poder no ar rarefeito e. Com o clássico "Ho Ho Ho", Klaus ri e decapita o demônio, cujo corpo cai de volta à terra.

Ele também retorna, agora em seu trenó no estado normal, com Jonas resgatado. Dagmar promete ao rei que, com Klaus como seu conselheiro, ela atuará como regente da cidade e irá desfazer a maldade de seu marido.

O fim da batalha, e o começo da lenda


Após a batalha, o festival de Yule volta a ser realizado todos os anos, e a cidade recupera sua alegria. Mesmo Jonas aprende a brincar com as outras crianças, deixando de ser egoísta.

Os anos passam e Dagmar envelhece, mas Klaus continua o mesmo. Depois do seu funeral, Jonas, agora de meia-idade e novo senhor da cidade, vê Klaus se preparando para partir em seu trenó. A nova missão? Levar alegria ao resto do mundo. Mas ele promete voltar uma vez por ano, quando as coisas estiverem mais sombrias.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.