Header Ads

 

Review: Sakura Santa (PC)

Chegou a época do ano que divide as opiniões conforme vamos crescendo, mas basicamente, dividimos entre: ainda gostamos de aproveitar o momento e não surtar em família ou meu Deus chegou a hora de surtar com essa família e minha tia enchendo de perguntas sobre relacionamentos. Mas se você enxerga uma terceira via também, vamos falar sobre um game natalino bem simples e muito família. Conheça Sakura Santa.



Sakura Santa é um visual novel desenvolvido e distribuído pela Winged Cloud disponível no Steam. O jogo foi lançado em Dezembro de 2015, uma época para jogos com temáticas natalina. O game é bem avaliado pela comunidade Steam e é uma boa pedida para se divertir. Vamos conhecer essa loucura natalina.

A desculpa, digo, sinopse

Koji está se sentindo um pouco pra baixo. Este ano é o primeiro Natal que ele está passando sozinho. Depois de se mudar de casa para frequentar a Universidade dos seus sonhos, ele achou a sua vida universitária bastante solitária. Sentindo-se perturbado, ele vagueia até seu santuário local para fazer uma oferenda. Seu desejo é simples:

"Eu quero ter alguém para passar o Natal comigo este ano."


Pouco depois de fazer esse desejo, ele conhece três garotas, todas com peculiaridades incomuns. Elas querem passar um tempo com ele nos dias que antecedem o Natal, deixando Koji com um grande dilema. Com quem ele deveria passar o Natal com este ano?

Um potencial hentão natalino

Diante da situação triste do nosso protagonista Koji começamos essa insana aventura natalina. A solidão dele como universitário pode ser vista de diversas maneiras, no entanto, vamos pelo lado mais puro e realista da sofrida vida universitária que todos sabemos: ele queria farra!

O que? Você pensou que a galera estuda seriamente como se fosse protagonista feminina em shonen que dá lição de moral no protagonista tapado? Errou, baka!

Farra foi eufemismo para putaria, pois, em determinado momento dessa vida moderna que temos hoje em dia, que talvez seja apenas um reflexo mais escancarado do que nossos familiares aprontavam em um juventude sem tecnologia para exporem as vergonhas tão abertamente, ou vocês vão negar que tem histórias de família que algum tio ou pai solta um "fala e a treta começa agora".

Voltando ao foco, desculpe, em Sakura Santa vivendo a história natalina de Koji as coisas ficam muito loucas após sua visita no templo, aliás, logo no próprio templo a doideira bate de peito na porta do protagonista quando conhecemos a primeira moça.

As Panteras da animesfera/deepweb

Akina e sua grande simpátia que salta aos olhos
A primeira que potencialmente conhecemos é a guardiã do Tempo Local o espirito raposa conhecido como Akina. Ela é a furry original que você pediu a Kami-sama ainda mais com ela sendo uma moça tão simpática, pervertida, brincalhona e insolente. Devido o pedido de Koji ela acaba sendo visível para ele e como ela procura por amizades, logo se tornam amigos mas o que ela quis dizer era "date certo".

Itsumi é boa, recatada e do lar.
Outra moça que aparece para Koji é uma armadilha da vida, afinal ela é uma caixinha de surpresas como diria o grande Joseph Climber, quando conhecemos Itsumi. Amiga de infância do jovem, ela sempre gostou de Koji e desejava poder estar com ele novamente. Por acaso, os dois acabam se encontrando no distrito de compras, e Koji não reconhece a garota agora muito mais madura. Ela é tipicamente muito contundente, e ainda mais desavergonhada quando se trata de seu trabalho no café.

Santa, o nome não diz tudo!
E fechando essa trinca muito louca temos a Mamãe Noel. Uma das muitas filhas do grande homem de terno vermelho, Santa é uma garota ingênua e desajeitada que gosta de fazer brinquedos para todas as meninas e meninos bons. Ela conhece Koji por acidente, e depois de ajudá-la a encontrar sua "varinha", ela se oferece para ser sua amiga. Empunhando a magia do Natal, Santa pode transformar algo chato em algo fantástico.

Tá fácil demais essa vida depois do pedido, só 10/10 querendo a amizade profunda do menino. Mas como diria o grande pensador contemporâneo Joseph...

Muita calma aê, seu pervertido natalino

Agora sabemos o plot e como o jogo provavelmente andará, Sakura Santa é um jogo interativo com a narração, típico dos visual novels. Caso o gênero não seja familiar para você, trata-se de um jogo onde vemos uma história desenrolar e em determinados momentos temos escolhas para fazer. De acordo com essas escolhas teremos rumos diferentes na história, e em geral, esse tipo de jogo dá mais de um final ou caminhos a serem percorridos para poder explorar tudo.

Com três moças bem simpáticas e de peito (e que peitos hein, pera) abertos para curtirem o Natal de modo a ajudar o jovem Koji. nossas escolhas determinarão como será esse Feliz Natal dele. O fato é: tudo tende para realmente seja Feliz com efeito do desejo certo? Certíssimo meu caro pervertido aprendiz de Mestre Kame.

Aquele crossover que queremos e nunca temos
Mas como dito com as três garotas que conhecemos, nossas escolhas levarão Koji a passar o dia, e por consequência o Natal, com uma delas. Ou será que ele consegue fazer o harém do sonho ai? As três pedirão pela ajuda ou companhia dele, a garota certa será feita a partir das suas escolhas.

Se você sempre quis uma furry, pode ver o que as interações com Akani lhe reservam. Se por outro lado uma paixão dos tempos de escolas é o roteiro que você busca na sua vida, digo, para Koji eis que temos Itsumi. Mas se a tua tara é ver a novinha vestida de Mamãe Noel Sexy, quer dizer, a frase ficou muito "Ei Polícia Federal, temos um maníaco aqui" e vamos mudar. Se você acredita que ajudar a Santa, e assim, ver a magia do Natal crescendo com a alegria da moça em ação nessa época, a loirinha é sua escolha.

Feliz Natal

No fim a aventura de Sakura Santa traz um bom humor para encararmos esse tipo de jogo, especialmente se você não é familiarizado. Para amantes do gênero, o jogo contém uma boa galeria de imagens das moças conforme avança na aventura além de diálogos bem curiosos.

Existe um fator real de imersão no jogo se você o encarar de peito mais aberto que a Itsumi no café, mas para isso, você realmente precisa querer curtir essa viagem ou gostar de algumas coisas que possam ser engraçadas, mesmo que dua cabeça diga "que coisa mais boba".

Vamos lá gente, o clichê dos animes ecchi/harém segue sendo bem engraçado do protagonista que tropeça no Brasil e cai de cara nos air bags da moça simpática que está distraída no Japão.

Sakura Santa é para todos vocês, e digo mais, Feliz Natal!

PS: Já que você chegou até aqui, provavelmente pode curtir o HunieCam Studio ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Sobre Renan

Gamer que joga, escreve para gravar e a vida lhe fez fazer tudo que nunca pensou em fazer. Perito na discórdia por ter opinião, Renan também disse que nunca se referir a si mesmo na terceira pessoa por fugir da fama. Renan vem fazendo bem isso ¯\_(ツ)_/¯

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.