Header Ads

 

Vale a pena ler de novo: resumo da semana 09/12 a 15/12


Um som pra gente curtir: In Flames - I Am Above

Eae você. Eu sei que tá estranho, mas até 2018 terminar, a retrô vai ficar nessa sinuca de sair ou terça ou segunda, porém mais pra terça, heh. Não tente entender, apenas abra o coração para loucura.

Andei pensando sobre umas coisas, porque todo mundo que me conhece sabe que eu penso muito. Há quem diga que até demais. E como a vida quis ser vida nos últimos dias, e por mais que não pareça (!), eu sou um ser humano, andei ficando chateada por umas coisas, vacilando em outras. Mas aquele sentimento de tentar ser um ser humano melhor continua, e eu enfim encontrei uma resposta?



Todo mundo sabe, e mesmo se você chegou aqui hoje (seja bem-vinda/o, por sinal), sabe: sou uma fã chata da Viúva Negra. A história começou por um motivo bobo, e óbvio. Afinal, eu posso ser zarolha, mas não sou cega, risos. Mas o que começou por acaso, me levou por um caminho mais sério do que até eu mesma esperava.

Por causa "da única mulher nos Vingadores" eu mantive um pouco de contato com as nerdices. Isso começou a virar em 2013, quando estreou Agents of Shield. Aí sim eu entrei em rota de colisão com um mundo de histórias, notícias, clássicos, novidades e etc. Não vejo mais a série, mas foi uma fase muito importante pra mim. Como Caetano, a brincadeira foi crescendo e foi crescendo, e as nerdices viraram meu meio de trabalho. 

Então é: a ruiva mudou a minha vida.

A medida que eu me encantei pela Viúva Negra do MCU, decidi conhecer a das HQs. As duas têm diferenças, mas também muitas semelhanças. No geral a história é essa: uma mulher que foi f*dida pela vida, e se pôs na linha de frente por motivos que no fim, não valeram a pena. Só que a marca do trauma, ficou. Tire o contexto de espionagem, e é uma sinopse bem vida real.

Então... Por que você gosta tanto dela?

A razão é mega simples, mas eu só descobri agora: culpa. A Viúva é movida pela culpa que sente pelo seu passado, o que gerou memórias e a vontade de ser um ser humano melhor. Ela não é movida por uma utopia patriótica de "jeito do pais tal", ou o "propósito divino" de ser a guardiã do planeta.

Por isso que eu tinha horror ao Capitão América das HQs, acho legal, mas não curto tanto o Thor do cinema, ou mesmo das HQs. A mitologia de Asgard é riquíssima, mas eu não me identifico com ela como ser humano. O Hulk é legal, mas nah. E o Homem de Ferro... Passo.


A Viúva sabe de onde veio e não quer voltar para lá. Isso é crescimento de personagem que falta a muita gente na ficção, e na vida real. Isso faz ela se esforçar mais que os outros Vingadores, de um jeito anda mais real e sincero. Ela vive as consequências doas atos, sem usar dinheiro ou política pra escapar da responsa.

Tem que faça isso na vida real? Ô se tem. Mas pra gente, que não nasceu com superpoder, milhões da companhia de invenções do pai, imortal e com pai rei, a vida é igual a da ruiva: vai te bater pra porr*, até ver se ou você cansa, ou você reage. Agora como você vai reagir, muda todo rumo da sua vida.

Mas simbora lá clicar:

➤ Do site

➤ Lançamentos 

➤ Cinema

➤ Jogos

➤ Jogos de Luta

➤ Esports

➤ Capcom Cup 2018

➤ Mobile

➤ TV e Web

➤ Eventos

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.