Header Ads

 

Arrow: as referências e easter eggs de "Emerald Archer", episódio 150 da série


OBS: SPOILERS DO EPISÓDIO 150 DE ARROW, "EMERALD ARCHER"

A segunda-feira (4) foi bastante especial para os fãs de Arrow, pois foi transmitido o episódio 150 da série. É uma marca e tanto, e para celebrar esse momento de destaque, "Emerald Archer" contou com uma série de referências para fazer jus a produção tão especial.

O episódio girou em torno do documentário sobre Oliver Queen (Stephen Amell) e o Team Arrow,  e como o trabalho de vigilantismo do grupo impactou Star City. A medida que as filmagens avançaram, os heróis encontraram com um homem chamado Quimera, que vinha dedicando seu tempo em matar ou atacar vários outros vigilantes. Além de roubar as suas máscaras.

Quer matar a curiosidade sobre quais referências tivemos no episódio? Vem comigo.



1) WARNER BROS. PICTURES


"Emerald Archer" começou mostrando que não seria mais um padrão de Arrow. O fato foi reforçado por um detalhe simples, porém muito interessante: a abertura. Ao invés do habitual "Meu nome é Oliver Queen", o episódio começou ao som da fanfarra e logo da Warner Bros. Pictures. 

É um gancho muito bem sacado, que utiliza a conexão entre a DC Comics/CW/Warner, sem precisar criar um estúdio fictício para produzir o documentário.

2) KELSEY GRAMMER


Para narrar "Emerald Archer", o CW contou com nada menos que Kelsey Grammer.

Grammer tem um currículo diverso, com dublagens em animações feito Toy Story 2Anastacia e Trollhunters. A passagem por Arrow, entretanto, é apenas mais um trabalho no mundo das nerdices. O ator esteve em filmes como Os Mercenários 3, Transformers: A Era da Extinção e X-Men 3: O Confronto Final, onde viveu Hank McCoy/Fera.

O ator chegou a ser cogitado para viver O Chefe na série Doom Patrol, que acabou terminando com Timothy Dalton. Em Arrow, seu papel teve menos destaque com o desenrolar do episódio, mas foi um uso bem feito da ideia. Anteriormente, iZombie fez o mesmo para um episódio de documentário e contou com Paul Rudd, o Homem-Formiga, como narrador.

3) PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS


Um episódio especiais, pede participações bem especiais, o que "Emerald Archer" acertou em cheio. Com ele tivemos os retornos de Thea Queen (Willa Holland), Quentin Lance (Paul Blackthrone) e Sara Lance (Caity Lotz), que apareceram no episódio. Além de outros rostos que surpreenderam os fãs.

4) O VERDADEIRO NOME DA PECADO


Um dos retornos mais inesperados foi da Pecado (Bex Taylor-Klaus), uma protegida de Sara Lance e amiga de Thea e Roy, que apareceu na segunda e terceira temporadas. Em "Emerald Archer" ela é citada por um nome verdadeiro que não existe nos quadrinhos - Cindy Simone.

Arrow já havia estabelecido que o seu nome real era Cindy, mas não o sobrenome, que é um easter egg muito legal. O sobrenome vem de Gail Simone, autora da série Aves de Rapina que co-escreveu a Pecado e 2006.

5) NUTTER E WINTER


Outra referência de bastidores bem sacada foi "Nutter e Winter", cruzamento de ruas onde a polícia de Star City encontrou Rene Ramirez (Rick Gonzalez) ferido. 

Nutter é referência a David Nutter, diretor de TV que comandou o episódio piloto de Arrow. Nutter também dirigiu alguns episódios de The Flash e o piloto de Batwoman

Winter é referência a Glen Winter, diretor de fotografia da primeira e segunda temporadas de Arrow, e um dos produtores da quarta temporada. Ele ainda atuou como produtor em The Flash, Legends of Tomorrow e Supergirl.

6) QUIMERA


O vilão da semana foi bastante interessante, pois permitiu recordar alguns dos vigilantes de Star City. E mais do que isso, foi uma referência de mão dupla.

Uma vez apresentado, Curtis o apelidou de "Quimera", e o nome pegou durante o episódio. Vários personagens estabilizados no universo da DC Comics já carregaram o nome de Quimera, embora não tenham nenhuma semelhança com o personagem de Arrow. Mas aí entra a outra referência! 

A Quimera é um monstro da mitologia grega famoso por ser feito de partes de dois ou mais animais. Considerando que o Quimera de Arrow pegava partes (as máscaras) dos vigilantes que ele matava ou atacava, faz todo sentido.

7) DOUTORA SCHWARTZ


As referências de bastidores em "Emerald Archer" foram de uma criatividade alto nível. Outra delas foi a "Dra. Schwartz", que cuidava de Emiko Queen (Shea Shimooka) após Oliver deixá-la no hospital.

O sobrenome é referência a atual showrunner de Arrow, Beth Schwartz, que tem trabalhado na série desde a primeira temporada. Antes uma das roteiristas, Schwartz tornou-se co-produtora na quarta temporada, e depois assumiu a liderança com as saídas de Mark Guggenheim e Wendy Mericle.

8) KEVIN MELTZER


"Emerald Archer" foi uma páscoa adiantada, tamanha a quantidade de referências. Talvez a melhor delas (se você conseguir escolher uma) é o nome real do Quimera, revelado após ser pego pelo Team Arrow e a polícia de Star City. Esse foi um baita easter egg.

O nome do Quimera era Kevin Meltzer, uma fusão entre os nomes de Kevin Smith e Brad Meltzer, ex-autores de quadrinhos do Arqueiro Verde.

Smith é uma personalidade querida no universo da DC, famoso pelo trabalho de diretor e podcaster. Sua passagem pela série Green Arrow em 2001 e 2002 é memorável, e o arco criado por ele se tornou em Green Arrow: Quiver e Green Arrow: Sounds of Violence. Já Meltzer assumiu logo em seguida, e escreveu a série de 2002 Green Arrow: The Archer Quest.

9) MIA


Nem mesmo a cena final do episódio 150 de Arrow escapou de ter um easter egg. E obviamente ele foi um dos grandes, pois citou um importante nome da DC Comics.

No Arrowverse do futuro, Maya/Blackstar (Katherine McNamara) assiste o documentário "Emerald Archer", embora Connor Hawke (James Arnold Taylor) comente ser proibido na Star City pós-apocalíptica. Tecnicamente. No que faz isso, Connor parece chamar Maya de "Mia".

Se você é fã do Arqueiro Verde, já deve ter feito a conexão. Se não faz ideia, eu conto. Mia Dearden é uma das personagens que assumiu o manto da Ricardita (Speedy) nas HQs. Enquanto a versão original serviu de inspiração para Thea, uma personagem no futuro de Arrow talvez ter esse nome é... Curioso. Ainda mais porque "Maya" pode ser muito bem um disfarce para "Mia". A pronúncia até que é parecida.

Arrow é transmitida pelo CW toda segunda nos EUA. No Brasil, o Canal Warner exibe a série todo domingo, às 00h30.

Lista traduzida e adaptada do ComicBook.com

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.