Header Ads

 

Hearthstone: veja o que muda no jogo após o balanceamento de fevereiro


O início de uma nova temporada de Hearthstone sempre é animador. Em 2019 começa em fevereiro, e será um pouco mais animadora. Motivo? Em 5 de fevereiro o jogo recebe um balanceamento, que chega uma semana antes da nova temporada competitiva. Pode ser a preparação para a nova rotação padrão, que entra em efeito em abril. Sendo o caso, grandes mudanças no meta estão por vir.

A grande parte das cartas no balanceamento são cartas básicas, ou do set clássico. Em post no fórum oficial, o time de desenvolvimento indicou que as futuras mudanças estão acontecendo pelo mesmo motivo.

Sendo assim, vamos a elas?


A aparente motivação para atualização parece ser que, a Blizzard vê Hearthstone como um jogo que é mais divertido quando as estratégias evoluem constantemente. Quando novas cartas são lançadas, decks antigos ganham algumas novidades. Tudo sem tirar a sua capacidade de experimentar com os novos arquétipos que surgem.

O time responsável pelo jogo disse que quando cartas básicas ou clássicas se tornam tão efetivas, eles determinam quais estilos de decks são considerados viáveis a cada expansão, tornando difícil atingir o objetivo de desenvolver estratégias consistentes

A Blizzard ainda reforçou a importância das cartas básicas e clássicas, e clarificou que entende a importância delas no jogo. Segundo os responsáveis, a intenção não é tornar essas cartas inúteis, mas dar ao jogadores mais flexibilidade na hora de criar decks, pois muitas dessas cartas são escolhas que você não pode ignorar.


Classes que vão mudar incluem Ladino, Bruxo, Paladino e finalmente, Caçador. Muitos jogadores acham o Caçador deveria ter sido nerfado desde o balanceamento lançado com a nova expansão, em dezembro. Enquanto ninguém sabe o quão bem sucedido o Caçador continuará sendo, a novidade vai sem dúvida deixar mais devagar a vida dos decks de Caçador.

As mudanças na Esmeralda Mágica Inferior darão tempo extra aos decks de Controle, que assim poderão se estabelecer no jogo e limpar a mesa quando jogando contra Feitiço/Caçador de Feitiços. Já a mudança na Marca do Caçador tornarão mais difícil a vida dos jogadores de Caçador no early game, dando aos decks Aggro um espaço para respirar contra a classe.


A mudança mais inusitada, entretanto, é a alteração no custo de mana do Totem de Labaredas. O único deck de Bruxo tendo sucesso real na escala nos últimos dois meses foi o "Even Shaman". Esse deck se apoia fortemente no Totem de Labaredas, vale explicar. Com o custo maior, agora ele não poderá utilizar a carta, e os jogadores vão suar a camisa para causar dano no começo do jogo.

Não se sabe como as mudanças realmente vão alterar o meta, mas o nerf no Caçador tende a ser bem-vindo pelos jogadores. Dos 76 jogadores competindo no HCT Winter Finals da Europa, 70 optaram por um deck de Caçador, sabia? Com a novidade, vejamos a movimentação que ela irá causar.

Sobre Bruna

Entusiasta dos jogos indie, mobile e de luta. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Publicitária. Em terra de plagiador, quem tem conteúdo original é rei ou otário?

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.