Header Ads

 

Shazam: mesmo com a menor estreia do DCEU, filme é sucesso entre fãs


Shazam! chegou aos cinemas na última quinta-feira (4), mas a bilheteria não foi um estouro. O filme teve a menor estreia do DCEU, mas ainda assim se estabeleceu como um sucesso. A Warner Bros. segue o seu arco de redenção iniciado em Aquaman, que recebeu grandes elogios e superou a marca de US$ 1 bilhão de bilheteria, tornando-se o filme mais lucrativo do DCEU. Assim foi criado o bom momento para Shazam, que felizmente aproveitou a onda (heh) deixada pelo rei dos mares.

Com a propaganda boca-a-boca positiva, Shazam tinha status "fresco" no Rotten Tomatoes dias antes de chegar aos cinemas, o que ajudou a subir as projeções de bilheteria. Nos EUA, Shazam estreou com US$ 56.7 milhões, e no internacional com US$ 102 milhões. Assim, no global o filme ficou com US$ 158.7 milhões. Ah! No momento Shazam tem 92% de Tomatometer e 90% de nota do público, um sinal interessante. 

A estreia pode ter sido modesta, mas passa longe de ser motivo de preocupação. O orçamento de Shazam foi baixo se comparado a outros filmes do gênero US$ 100 milhões. Assim, não seria preciso quebrar a banca a fim de trazer lucro para a Warner. Sem falar que ajuda a afastar a ideia de que um filme "só é bom" se faturar US$ 1 bilhão ou mais. Cada caso é o seu caso.


Por hora não se sabe se Shazam terá sequência, afinal o filme sequer tem uma semana em cartaz. Só que é aquele caso de "chance quente", devido o sucesso de Shazam entre o público. Os fãs parecem ter gostado do tom leve, bem humorado, com aquele "miolo" emocional que faz a gente criar apego na medida certa. Então se Shazam! 2 virar uma realidade, não se espante.

Nas próximas semanas Shazam não terá muita concorrência direta. Capitã Marvel chegou a US$ 1 bilhão de bilheteria global, e segue em outro ritmo por estar com um mês em cartaz. A situação muda em 25 de abril com a estreia de Vingadores: Ultimato. A luta final contra Thanos promete fazer história no MCU, no Cinema Nerd™ e o cinema em si. Depois disso, qualquer outro lançamento da sétima arte será -inevitavelmente- uma simples memória.

No caso de Shazam, entretanto, será uma boa memória na mente dos executivos da Warner Bros. e dos fãs. E dará ao estúdio mais fôlego para continuar reconstruindo o seu futuro no cinema. E no fim do dia, é isso o que importa.

Sobre Bruna

Publicitária. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Se a Bahia fosse um anime, Ivete Sangalo seria a protagonista.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.