Header Ads

 

Team Liquid vence Black Dragons e retoma a liderança do Brasileirão Rainbow Six 2019

A nona rodada do Brasileirão Rainbow Six 2019 se encerrou neste domingo (31), com partidas que mexeram com as duas pontas da tabela de classificação. A paiN Gaming conseguiu uma importante vitória por 2 a 0 contra a ReD DevilS e saiu da lanterna, enquanto a Team Liquid bateu a Black Dragons pelo mesmo placar e se isolou na primeira posição do torneio.


Com os três pontos somados neste compromisso, a Liquid chega aos 18, dois a mais que a FaZe Clan, vice-líder da competição. A BD permanece na quarta colocação, com 10, e a paiN, com seis, deixa o último lugar para a ReD DevilS, rival desta rodada, que tem três pontos ganhos e nenhuma vitória na competição até aqui.

No início da décima rodada do BR6 2019, que acontecerá no próximo domingo (7), INTZ e FaZe Clan se enfrentam às 18h, em partida de grande expectativa, já que as duas fazem boas campanhas no torneio até o momento. Depois será a vez da ReD DevilS correr atrás do prejuízo para fugir do rebaixamento contra a Ninjas in Pyjamas, que também precisa de pontos para voltar à zona de classificação para a próxima fase do campeonato.

Os jogos serão transmitidos ao vivo pelo sportv.com e nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.

paiN Gaming reage e vence confronto direto – paiN Gaming 2x0 ReD DevilS
A partida começou equilibrada no mapa Fronteira, mas a paiN, escalada com gCR, fk1LL, Revo1tz, SpwNs e nordenn, cresceu nos momentos decisivos e venceu os três rounds finais para aplicar um 7 a 3 e abrir 1 a 0 no jogo contra a ReD DevilS, formada por Abreu, mity, VelveT, Hit e Vnx.
No mapa de sua escolha, Consulado, a ReD até saiu na frente, porém o que os fãs puderam ver depois foi um verdadeiro show da paiN, que levou seis rounds em sequência e manteve a tranquilidade para fechar a partida em 2 a 0 - depois de mais um 7 a 3 – que garantiu mais três pontos na classificação.

Destaque da paiN na partida, o jogador Guilherme “Revo1Tz” Constancio analisou o confronto e afirmou que o time continua com ambições maiores: “Conseguimos fazer uma boa leitura das táticas de defesa da ReD. Estávamos com problemas de comunicação, e agora vamos corrigindo esse aspecto aos poucos. Isso com certeza faz a diferença para um time que não pensa apenas em fugir do rebaixamento, e sim em subir posições e conseguir bons resultados, como aconteceu em outras edições do Brasileirão”.

Gabriel “VelveT” Stedile, da ReD, ressaltou que o momento é de buscar uma reação: “Tínhamos tudo planejado, só que algumas coisas não encaixaram. Estudamos bastante a paiN, mas eles mudaram suas táticas e nos surpreenderam em algumas oportunidades. Agora temos que treinar com o dobro de intensidade e manter o foco para sairmos desta situação incômoda”.

Novamente isolada na liderança – Team Liquid 2x0 Black Dragons
O encontro que colocou frente a frente uma das line-ups mais reconhecidas e consolidadas do cenário contra outra em franca ascensão gerou grande expectativa entre os fãs. No fim, a Liquid, formada por ziG, psk1, S3xyCake, NESKWGA e Paluh anotou mais três pontos no torneio ao bater a Black Dragons, escalada com HSnamuringa, hugzord, Panico, GdNN1 e pzdd, por 2 a 0.

A equipe liderada por ziG passou a impressão de que venceria com tranquilidade ao se impor no mapa de escolha da adversária, Fronteira, e marcar 7 a 3 sem grandes dificuldades.
O segundo palco de disputas, entretanto, mostrou que a Black Dragons tinha condições de fazer frente à adversária. No mapa Casa de Campo, a Liquid encontrou mais dificuldades para fechar o duelo, mas levou os dois rounds finais e fechou a partida em 7 a 5.

Em mais uma grande atuação individual, Luccas “Paluh” Molina, da Liquid, falou sobre esse triunfo: “Nossos coachs analisaram muito bem as estratégias da Black Dragons e nos deixaram preparados antes do jogo. Conseguimos prever o que eles fariam e elaboramos métodos para contra-atacar”.

Um dos reforços da Black Dragons para o restante da temporada, Pedro “pzdd” Dutra apontou os pontos que decretaram o revés deste domingo: “O principal fator na nossa derrota de hoje foi a falta de um pouco mais de teamplay. Não conseguimos um bom desempenho coletivo, e isso pesou bastante, porque em vários momentos eles conseguiram eliminações rápidas que nos faziam ficar em desvantagem logo no início de cada round”.

Sem sentir a pressão
O fator psicológico tem forte influência nos desempenhos dos atletas de esportes eletrônicos, como é o caso do Rainbow Six Siege. Neste domingo, algumas atuações individuais chamaram a atenção neste aspecto.

Na derrota para a FaZe Clan, em partida válida pela Pro League, Paluh descreveu sua atuação como “uma das piores de sua carreira”. Dias depois, o atleta dá a volta por cima e comanda mais um triunfo de sua equipe no Brasileirão: “Com uma atuação individual melhor na quarta-feira, acredito que chegaríamos à vitória, mas realmente não consegui entrar no jogo. Isso não me afetou tanto no aspecto psicológico, só me fez querer melhorar ainda mais para os compromissos seguintes”.

Sem vencer uma partida desde o fim do ano passado, a paiN decidiu apostar em uma mudança em sua formação e colocou Aílton “nordenn” Neto como titular. A novidade na escalação mudou a postura da equipe, como destaca seu companheiro de time, Guilherme “Revo1tz” Constâncio: “Com a entrada do nordenn, melhoramos nossa leitura de jogo das adversárias e também estamos conseguindo mais informação em cada round, com uma comunicação melhor, algo que sempre foi um dos maiores problemas em nossa line-up. Demos chances a outros players, mas o nordenn foi quem se encaixou melhor”.

Mesmo com a derrota sofrida neste domingo, Pedro “pzdd” Dutra mais uma vez demonstrou estar adaptado à sua “nova” equipe. O jogador fez história na BD em anos anteriores e parece não sentir nenhum peso desde que retornou, com desempenhos de alto nível tanto no BR6 quanto na Pro League: “Sempre gostei muito da Black Dragons, a torcida do clube é surreal e a estrutura que a Cherry e o Pings proporcionam para nós é ótima. Sou grato a tudo isso e estou muito feliz de ter voltado”.

Equipes em situações opostas se enfrentam na próxima rodada da Pro League
A etapa latino-americana da Rainbow Six Pro League chega em sua reta final e, nesta quarta-feira (3), a partir das 18h, quatro partidas colocam as primeiras colocadas contra as últimas, que lutam para evitar o rebaixamento.

O confronto que abre a noite será entre a líder Immortals contra a lanterna, paiN Gaming. Com adversários próximos na pontuação, os Imortais precisam aproveitar a chance e chegar a mais um triunfo contra a paiN, que tenta sair da lanterna. Na sequência, a FaZe Clan, que está na quarta posição, busca prolongar sua campanha de recuperação no torneio contra a ReD DevilS, sexta colocada, para encostar nos líderes.

Depois, é a vez do INTZ, penúltimo colocado do campeonato, enfrentar a Team Liquid, vice-líder que luta para chegar à etapa mundial da Pro League. O confronto que encerra a noite será a oportunidade derradeira para a Black Dragons continuar sonhando com uma vaga nas finais mundiais. A equipe está em quarto lugar, e uma derrota para a Ninjas in Pyjamas deixaria o time muito longe das duas primeiras posições. Para os Ninjas, será a chance de eliminar um concorrente e continuar forte na briga pelo topo da tabela.

Quarta-feira (03/04), a partir das 18h
Immortals x paiN Gaming
FaZe Clan x ReD DevilS
INTZ x Team Liquid
Black Dragons x Ninjas in Pyjamas

Confira a classificação atualizada do Brasileirão Rainbow Six 2019:

Sobre Renan

Gamer que joga, escreve para gravar e a vida lhe fez fazer tudo que nunca pensou em fazer. Perito na discórdia por ter opinião, Renan também disse que nunca se referir a si mesmo na terceira pessoa por fugir da fama. Renan vem fazendo bem isso ¯\_(ツ)_/¯

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.