Header Ads

 

Review: Game of Thrones S8E06 - The Iron Throne (Finalle)

O grande dia chegou. Não como todos, ou a grande maioria, acreditava que seria esse dia. Um dia para não esquecermos de forma épica com o fim da maior série televisa que poderíamos ter. Ironicamente a série acabou se misturando a minha vida de forma que os desfechos de ambas se entrelaçaram. Vamos falar sobre o final de Game of Thrones e a temporada que dividiu o mundo.



Game of Thrones e eu

Antes do episódio de hoje começar passou uns flashbacks pela minha cabeça de como foram esses anos da série na minha vida. A primeira temporada fez com que eu começasse a ler um pouco mais de livros, mesmo que fosse mais As Crônicas de Gelo e Fogo do que qualquer outras coisas, apesar de outros temas terem passado pelas minhas mãos sim.

Foram duas temporadas vivendo tudo que a série fazia de wow enquanto notava as diferenças com o livro. Não sou chato de forçar as comparações e ficar naquelas do "hur o livro é sempre melhor" sendo que são mídias diferentes e a forma de narrar a história precisa se adaptar ao formato. Por isso só reclamo em casos que esteja realmente horrível e não era o caso de Game of Thrones.

Algumas frases, algumas cenas, talvez alguns elementos deem a sensação de que deveria estar na série, contudo, a narrativa seria desviada e a própria série se perderia. Nessa jornada que comecei sozinho, logo quem um dia foi especial na minha vida resolveu acompanhar após ver como aqueles livros me prendiam. Ironicamente quando a série começa a desandar na sexta temporada, essa pessoa também sai da minha vida e a roda volta ao ponto inicial: começar a ver sozinho e terminar vendo sozinho. Será que a reta final valeu a pena?

A oitava temporada é um caos pro lado ruim

Se ele tivesse vencido a guerra, nada desses roteiros toscos teriam acontecido.
Os dois primeiros episódios dessa temporada conseguiram deixar uma ilusão maior que a morena mandando "oi sumido" no whats. Tanto o primeiro quanto o segundo episódio até que souberam fazer bem o terreno pros confrontos que tantos esperamos nesses anos. Até que chegou o momento da Longa Noite, e olha, de longa foi é a minha paciência com as cagadas que tivemos a partir dali nessa temporada.

Durante esses anos todos nós ouvimos que "O Inverno está chegando" e além da estação propriamente dita, também seria com o confronto contra os Caminhantes Branco e o tão aguardado duelo contra o Rei da Noite. O que vimos foi um emburrecimento maior do que aquela cena de meia duzia de guerreiros indo para além da Muralha de Gelo para derrotá-lo, e óbvio que deu merda. Sem falar em como Daenerys perde um dragão de forma escrota nessa luta ridícula.

A sétima temporada ficou marcada para muitos como o arco das fanfics e ainda até que teve algumas coisas no estilo GOT que nos foi ensinado. Decidir que a última temporada seria de menos episódios mas com maior duração foi uma burrada boa também. Esse tempo extra é mal aproveitado na narrativa.

Voltando aos problemas, antes desse confronto eles tinham noção muito melhor sobre guerras e como combaterem nas guerras. Quando chega o confronto eles simplesmente lutam de noite contra o inimigo que tem visão noturna. Fazem uma mini trincheira de fogo e no episódio seguinte vemos que eles tinham madeira para fazer um cerco forte pra tacar fogo. Sem falar em como no mesmo episódio o dragão destrói muralhas mas não detona uma pedra quebrada que fazia cover pro Jon Snow !!

A Longa Noite acabou sendo uma ameaça extramente menor do que foi plantada nas temporadas anteriores e o Rei da Noite morre de um modo que podemos dizer que foi Deus Ex Machina na cara de pau.

No episódio seguinte os dragões voltam a ficar fracos e Dany cega pois aquela "encurralada" que levaram no mar foi infantil o roteiro. Ela tinha visão, os navios de Euron Greyjoy estavam a vista pra ela e não surgem do nada como tentam forçar e ai, um arpão ficou tão poderoso como a lança mágica e pronto, mais um dragão morrendo de forma muito escrota.  O ataque era mal planejado? Sim, mas o que aconteceu nessa cena abusou de nos chamar de idiotas viu.

Quando de fato vamos ter o confronto que tanto esperamos...

Um rainha, duas loucas e nenhuma feiticeira...

Chegando no penúltimo episódio que antigamente era sinal de ser O episódio da temporada, tivemos aquela treta entre a audiência. Tudo que Daenerys fez e que deu errado no ataque pelo mar, dessa vez deu tudo certo e ela fazendo da maneira que seria a correta no episódio anterior e Drogon destruindo tudo e todos. Cersei se rende e ai Dany resolve tacar fogo na cidade toda jogando pro alto toda construção que vimos. Sem falar que Cersei acaba morrendo de forma suave para tamanha filha da puta que ela foi.

E finalmente chegamos a mencionar o ultimo episódio de fato e veja só, pra quem tinha ficado louca, ela voltou a falar do seu discurso de libertação e afins. A partir desse momento começamos a ter os desfechos dos personagens e é ai que tudo volta a dar uma mistura de sentimentos.

O reinado da rainha

Posso dizer que esse momento o episódio conseguiu me surpreender novamente e olha, o que acontece com a Dany eu já estava esperando mas ser Jon Snow outro a decidir jogar pro alto tudo e agora querer ser rei, ou tirar ela do caminho para que ele não morresse.

Por um lado bate uma leve pena de que Daenerys Targaryen acabou nunca sentando no trono que tanto quis e ainda acaba tendo a última traição em sua vida. A cena do Drogon levando seu corpo para longe acaba sendo bonitinha mas por uns segundos pensei que o dragão poderia começar a responder aos comandos do último Targaryen vivo que estava na sua frente.

Unindo os seis reinos

Com a rainha morta é preciso decidir quem governará os sete reinos e após elegerem aquele que nunca quis ser rei, aquele que sempre deixou claro que o papel dele é apenas ser o registro das histórias de Westeros e Essos, vemos todo mundo concordando que Bran Stark seja o novo rei e comesse um sistema democrático sempre que o rei morrer com todos os reinos sempre trabalhando mutuamente para ajudar o continente.

Sansa se opõem, mas essa viveu até que demais e deveria ter morrido #pas. Ela decide que o Norte será livre novamente e se torna a Rainha do Norte nessa nova era. Jon que se tornou prisioneiro acaba sabendo seu destino após escapar da degola.

Jon não merecia esse final

Fechando o texto e a série vemos que após começar a série sendo apenas o bastardo de Ned Stark e que um segredo revelaria tudo sobre ele e poderia mudar drasticamente sua vida, esse fato também acaba não tendo relevância na história final.

Jon foi para a Patrulha da Noite para ter a única vida lhe concedida. Subiu bem na patrulha, foi traído, combateu os traidores e os ditos inimigos "dos corvos", morreu, ressuscitou e na reta final ele se torna o cara que aparentemente tá sempre com cara de choro. Ele salvou o reino e isso não ajudou em nada.

Ao saber quem ele é de fato, temos outra mudança em Jon, na verdade Aegon Targaryen, ele mais uma vez reforça que apenas que ter uma vida tranquila sendo Jon Stark ou mesmo que o chamem de Snow ainda. Ele sempre acreditou que Dany seria justa, mas, ao ver que o justo dela também era um lado um tanto quanto com tirania, acaba matando seu amor.

A única coisa que consola no final patético de Jon é que os produtores resolveram fazer a cena dele fazendo carinho no Fantasma. Vale lembrar que quando ele parte pra guerra e pede pro lobo ficar com o Povo Livre os produtores disseram que era trabalhoso demais fazer essa cena. Mas fazer dragão tava de boa...

No fim o reino tem um novo rumo, Arya sai por ai pelo mar seguir sua vida, Sansa vira rainha, Bran começa seu reinado com seus staffs começando a reerguer o trono, Jon volta para a patrulha e talvez, pelas imagens, o destino final foi se tornar mais um entre o povo livre. Triste ver que ele era um nada que escondia um tudo pra vida dela e acaba sendo ninguém. Assim morre a linhagem dos Targaryen e a série.

Honestamente eu esperava coisas muito piores nesse episódio. Os bons momentos narrativos talvez tenham sido obra do Martin no episódio. Provavelmente eu não acompanhe mais alguma série como essa fez parte da minha vida.

Sobre Renan

Gamer que joga, escreve para gravar e a vida lhe fez fazer tudo que nunca pensou em fazer. Perito na discórdia por ter opinião, Renan também disse que nunca se referir a si mesmo na terceira pessoa por fugir da fama. Renan vem fazendo bem isso ¯\_(ツ)_/¯

Siga no Twitter!

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.