Header Ads

 

Rainbow Six: veja as cinco novidades da ESL Pro League Season 10


A décima temporada da região latino-americana da Pro League começou na última semana recheada de novidades para os fãs de Rainbow Six: Siege. Mudanças no cronograma e no calendário, além de novos operadores e mapas disponíveis são algumas das atrações que o público poderá acompanhar durante os próximos meses.



Clássicos e muita rivalidade marcaram os confrontos das primeiras rodadas. Na quarta-feira (19), já na partida de estreia uma surpresa: os jovens jogadores da Team oNe mostraram a que vieram e aplicaram 7 a 0 sobre a INTZ. A FaZe Clan venceu a Team Liquid por 7 a 5 em partida de alto nível. A Ninjas in Pyjamas bateu a ReD DevilS por 7 a 3, enquanto Immortals e Black Dragons empataram em 6 a 6 no último jogo do dia.

Na sexta-feira (21), a Liquid abriu a noite vencendo a T1 por 7 a 5 e o INTZ se recuperou da derrota na primeira rodada com a vitória por 7 a 0 sobre a Immortals. A FaZe venceu a segunda no c ampeonato, desta vez contra a ReD por 7 a 2, assim como a NiP, que derrotou a BD pelo placar de 7 a 3.

Os jogos do torneio são transmitidos ao vivo nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube. Quem quiser acompanhar tudo que acontece no cenário profissional de R6 pode seguir os perfis oficiais no Facebook, Instagram e Twitter.

Confira todas as mudanças da décima temporada da Pro League:

Rodada dupla

Nesta edição, a Pro League será disputada nas quartas-feiras, a partir das 14h, e sextas-feiras, com início às 19h, com quatro jogos em cada dia.

Nesta quarta-feira (26), quatro jogos dão continuidade ao torneio:

14h – Team oNe eSports x Immortals
15h15 – Ninjas in Pyjamas x FaZe Clan
16h30 – Black Dragons x ReD DevilS e-Sports
17h45 – Team Liquid x INTZ

Já na sexta-feira (28), o campeonato segue com a quarta rodada:

19h – Team oNe eSports x Ninjas in Pyjamas
20h15 – Immortals x Team Liquid
21h30 – ReD DevilS e-Sports x INTZ
22h45 – Black Dragons x FaZe Clan

Fim do rebaixamento automático

Além disso, uma das principais diferenças é o fim do rebaixamento automático. Se antes o último colocado ia diretamente para a Challenger League, agora o oitavo lugar da fase de grupos e o primeiro colocado da liga de acesso disputam uma partida no formato MD3 (melhor de três), assim como o sétimo da PL e o segundo da CL. O vencedor de cada confronto é promovido.

O retorno de Lion

Outra novidade é o retorno do operador de ataque Lion para as partidas do cenário. O personagem ficou em quarentena para reformulação e voltou ao competitivo. Além dele, os operadores australianos Mozzie e Gridlock também estarão disponíveis para uso.

Para Guilherme “Guille” Scalfi, analista do Brasileirão Rainbow Six e produtor de conteúdo da Ubisoft Brasil, o Lion poderá ser um agente muito útil para as equipes: “Existiu essa polêmica do Lion estar muito forte por mostrar todo o contorno da pessoa, mas para mim ele é um operador tático. Para o competitivo, em algum mapa específico ou até para a questão estratégica da equipe, ele pode ser crucial para o plant ou afterplant. Sem contar que agora ele consegue usar o drone três vezes, isso indica que haverá um timing certo para usá-lo”.

Ele afirma que o uso dele precisará ser bem analisado: “Treinadores, analistas e todas as equipes que querem usar o Lion vão ter que estudar muito e prepará-lo, pois acredito que ainda estará no meta da nova temporada.”

Sai Oregon, entra Kafe

Nos cenários, outra alteração. Oregon está fora da lista de mapas pré-definidos do competitivo de Rainbow Six, sendo substituído pelo Kafe Dostoyevsky, que passou por uma remodelação nesta temporada.

“Oregon é um mapa forte do Brasil, mas também do mundo. Já foram estudados todos os pixels, táticas, posicionamentos de gadgets e rotação. Foi o momento certo, pois times estavam repetindo as mesmas estratégias pelo fato de não haver mais o que ‘inventar’. A entrada do Kafe dará uma refrescada no competitivo. O mapa ficou muito mais equilibrado e vai somar muito”, explica Guille.

Jovens promessas

A décima temporada também trará uma nova equipe para a elite do R6. A Team oNe eSports, atual campeã da Challenger League e sensação do cenário na atualidade, voltará à PL com uma line-up renovada e cheia de jovens promessas.

Na opinião do analista da Ubisoft, os “Golden Boys” darão trabalho aos seus adversários: “É um ótimo time, mas não podemos esquecer que a Pro League é frequentada por jogadores muito rodados, ou seja, a experiência estará batendo de frente com essa equipe. Um dos pontos fortes é que os players estão juntos desde o console. Se conhecem bastante, então isso é algo muito positivo”.

Sobre Bruna

Publicitária. Mini Wikipedia de Scarlett Johansson Facts™. Se a Bahia fosse um anime, Ivete Sangalo seria a protagonista.

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.