Header Ads

 

Baú do Armadura: Branca de Neve e o Caçador (2012)

Aproveitando que o filme ganha destaque na TV durante a semana que esse resgate da resenha vai ao ar, vamos lembrar de um filme que prometia, até entrega uma experiência decente, mas no final, se vermos como um filme do Thor sem poderes fica ainda melhor... Quer dizer, a Poker Face não permite isso. Vamos recordar de A Branca de Neve e o Caçador.
Na época do lançamento, lá por 2012, eram previstos 3 filmes com o tema da Branca de Neve, dois live actions e uma animação. O primeiro live action desconsidere, um filme mais colorido que a fase Poneis Malditos de Diablo III e o principal: sem foco! Então sobrou para a Poker Face e Thor tentarem salvar o live action do tema, será que deu?

No filme, Kristen Stewart interpreta a Branca de Neve, a mulher mais bela do reino, e a Rainha Má fará de tudo para matá-la. A jovem que ameaça seu reinado, no entanto, andou treinando a arte da guerra com o caçador que foi enviado inicialmente para acabar com ela.

Assim como toda história, temos o começo e logo de cara sabemos sobre o pai da princesa, seus dias de glória, seus dias de tristeza por perder a esposa e até que chegamos ao dia em que ele defende o Reino e "acha" uma nova esposa para o cargo de Rainha.

Um raro um momento dela indo além da cara de falta de ar eterno
A nova Rainha (Charlize Theron) se mostro muito dócil e gentil, e tenta se aproximar da pequena filha do Rei, Branca de Neve, a garota que carrega o "fardo" de ser a mais bela do reino conforme vai crescendo. No dia do casamento, o Rei é morto na noite de núpscias pela Rainha que aos poucos vai revelando suas intenções.

Com a morte do Rei, somos apresentados ao espelho e ao famoso "mirror mirror on the wall", convertido em "espelho espelho meu". O objeto refletor nada mais do que é um item mágico que a auxilia na sua ambição de ser imortal e eternamente bela, sendo assim, nos apresenta a história da Rainha Ravena.

Por ser considerada a mais bela do reino, Branca de Neve vive nos calabouços do castelo como prisioneira da Rainha, por motivos descobertos mais para a frente na trama. A Rainha precisa de jovens virgens para serem sacrificadas por suas belezas, e assim, Ravena continuar bela.

Tá liberado falar bem dele sem deixar de ser hétero
Um dia Branca consegue escapar e acaba parando na Floresta Negra, no original Dark Florest. O irmão bocó opa, filme errado da Rainha falha ao tentar matar a jovem e cabe agora a ele encontrar alguém para poder entrar na Floresta e voltar com a cabeça da Branca.

Um vagabundo, bêbado, que sabe lá Odin como ele não pega fogo quando chega perto das chamas devido ao enorme teor alcoólico que fica nítido em suas ações. Tendo muitas opções, o jovem deprimido e viúvo, é recrutado para o serviço por livre e espontânea pressão da Rainha.

Surpreendendo um total de zero pessoas, o Caçador (Chris "Thor" Hensworth) acaba falhando na sua missão e passa de certa forma agir  "protegendo" Branca para poderem sobreviver a Floresta. Daqui pra frente o filme mostra muitas coisas interessantes, além do fato da princesa ser mais humana e todas suas emoções serem em poker face.

Dá para notar como eu adoro ver a Kristen Stewart em cena, não?
O filme nos mostra um belo reino medieval que nos lembra desde a visão de George R. R. Martin ao colorido de Tolkien na floresta "encatanda" e a trupe da gangue dos anões. Em meio a tantas coisas, eles descobrem uma vila aonde as mulheres se protegem da Rainha criando cicatriz para serem vista como feias.

O grupo dos anões, que são oito e depois vemos o porque ornam-se sete anões. Em dado momento do filme, a coisa se desenvolve tanto sem eles, que fica a impressão de que não os teremos no filme, até que, eles nos surpreendem, e surpreendem a dupla, e surgem em tela para justificar e mudar um pouco essas coisas em Branca de Neve.

Na época o filme foi bem aceito por esse que vos escreve e a falecida companheira de cinema, no entanto, após esses anos todos a única recordação é que "tem o Thor" no filme e é isso. Branca de Neve e o Caçador buscou mudar um pouco a história, e até consegue, mas por motivos de Kristen Stewart, pela primeira vez Charlize Theron e Chris Hensworth não puderam deixar um filme mais atrativo.


Elenco: Kristen Stewart, Charlize Theron, Chris Hemsworth, Felicity Jones, Riley Keough
Direção: Rupert Sanders
Gênero: Aventura
Duração: 125 min.
Distribuidora: Paramount
Classificação: 12 Anos

Texto originalmente publicado no falecido Blog do Waka

Sobre Renan

Gamer que joga, escreve para gravar e a vida lhe fez fazer tudo que nunca pensou em fazer. Perito na discórdia por ter opinião, Renan também disse que nunca se referir a si mesmo na terceira pessoa por fugir da fama. Renan vem fazendo bem isso ¯\_(ツ)_/¯

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.