Header Ads

 

Testamos: Ghost Recon Breakpoint - Beta Fechado

Nesse final de semana a Ubisoft liberou o beta fechado de Ghost Recon Breakpoint para alguns jogadores, e sim, tivemos acesso a essa fase do jogo onde surpreendeu o tanto que pode ser jogado e explorado nesse beta, quase uma demo praticamente. Vamos falar um pouco da experiência.


As novidades de Breakpoint

De modo geral pouca coisa muda na jogabilidade da série Tom Clancys tendo a variação da pegada do jogo e estilo de ação em cada série. Em Rainbow Six temos o cão e gato de defesa e ataque das forças policiais contra os bandidos; em Splinter Cell tínhamos uma ação mais parecida com os filmes de ação e em Ghost Recon temos mais o lado tático dos esquadrões especiais.

Em Breakpoint enfrentaremos nossos antigos irmãos de armas, os Wolfes que são agora ex-Ghosts, que traíram seu país. Por motivos desconhecidos eles tomam o controle de Auroa liderados pelo carismático Coronel Cole D. Walker. Com acesso a toda a tecnologia local, eles usarão seus novos recursos para nos caçar por toda a ilha.

Gameplay do beta fechado

Comparado a outros betas lançados pela Ubisoft, a liberdade e opções que tivemos em Ghost Recon Breakpoint surpreendeu. Começamos personalizando nosso personagem com muitas opções visuais e detalhes, para enfim, começarmos o jogo após o acidente no helicóptero.


A partir desse ponto podemos escolher entre jogar a parte da campanha que está liberada ou ir para os modos onlines que também estão conectados a campanha. Infelizmente não conseguir testar as opções onlines mas explorei bem a ilha.

Temos muita liberdade no mapa e isso assusta, pois, de forma alguma o jogo tentou forçar a seguirmos a missão principal permitindo até ataques suicidas nos postos das unidades de defesa. Nessas horas que podemos experimentar e ver no que dá, o nosso jeito de jogar os games de tiro.

Sniper americano

Com umas investidas mais estilo Rambo não dando muito bom, mesmo procurando covers e não expor muito, o rifle de precisão virou meu melhor amigo e fez eu ir muito além do que esperava no jogo. Não há nada melhor do que acertar longos headshots e ver a experiência subindo horrores para subir de nível.

Além da exploração andando, e tomando muito cuidado com a barra de stamina do personagem pois ele pode se machucar ao abusar dela, também podíamos usar os veículos encontrados no caminho como os carros e motos, e em certo ponto um helicóptero.

Uma boa base mas que precisa de reparos


Dificilmente um jogo da Ubisoft deixa escapar um bug e outro, as vezes parece que eles não querem que os memes morram. Em meio a toda a jogatina tive alguns problemas como ao matar alguém em stealth, o corpo se fundir a parede; em camuflagem e cover terem visão minha sabe-se lá como e alguns headshots precisos aparecendo como erro.

São pequenos detalhes que diante dos pontos positivos podemos esperar uma bom game quando Ghost Recon Breakpoint for lançado no dia 4 de outubro para Xbox One, PlayStation 4 e PC. De modo geral espere a mesma base da série e aproveite as novas armas, tecnologias e coletas de itens arvores de habilidades para deixar seu personagem cada vez melhor.

Agradecimento a Rosa Arrais e Ubisoft pela oportunidade de jogar o beta fechado no Xbox One.

Sobre Renan

Gamer que joga, escreve para gravar e a vida lhe fez fazer tudo que nunca pensou em fazer. Perito na discórdia por ter opinião, Renan também disse que nunca se referir a si mesmo na terceira pessoa por fugir da fama. Renan vem fazendo bem isso ¯\_(ツ)_/¯

Siga no Twitter!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.