O desfecho da nova trilogia Star Wars chegou para terminar 2019 com Ascensão Skywalker e provavelmente iniciar uma nova pegada para a marca nos próximos anos após termos um filme todo ano com o lançamento do Episódio VII, O Despertar da Força, em 2015. O fim dessa nova história consegue dar um final melhor do que foi o desenvolvimento da trilogia? Vamos conversar sobre isso.



Sinopse

Com o retorno do Imperador Palpatine, todos voltam a temer seu poder e, com isso, a Resistência toma a frente da batalha que ditará os rumos da galáxia. Treinando para ser uma completa Jedi, Rey (Daisy Ridley) ainda se encontra em conflito com seu passado e futuro, mas teme pelas respostas que pode conseguir a partir de sua complexa ligação com Kylo Ren (Adam Driver), que também se encontra em conflito pela Força. Classificação indicativa 12 anos, contém violência.


Uma história do presente ainda presa ao passado

A nova trilogia nasceu por diversos motivos, mas indo além do óbvio que empresas precisam faturar e a marca Star Wars é uma das mais fortes do entretenimento, trazer de volta esse universo com tantas possibilidades e expansões que existem, era uma ideia promissora. Trazer os fãs antigos (Episódios 4 à 6), os mais novos (episódios 1 à 3) e gerar uma nova leva de fãs na geração atual.


Talvez a execução da ideia não foi a melhor possível apesar de ser muito clara a ideia: unir todos com os personagens clássicos para dar o pontapé em algo novo. O resultado divide as pessoas e eu cai no lado que viu a Disney exagerar demais com o filme se prender aos personagens mais velhos e demorar para fazer os novos serem atraentes ou mostrarem seu impacto.

Quando logo no inicio de Ascensão Skywalker mostra que o Imperador Palpatine (eu fujo das notícias spoilers, como a da confirmação dele por exemplo) estava vivo, temi pelo que poderia vir mas estava de verdade esperando boas surpresas nesse filme.

Uma aventura Star Wars

Babu Frik é daora

Obviamente algumas não podem mudar em Star Wars pois faz parte dos elementos que fazem a série ser o que é, especialmente as missões pelos diversos planetas. São esses momentos que vemos alguns aliens exóticos e sempre tem algum simpático para chamar a atenção, e sim, temos um belo rival do Baby Yoda. Não na fofura, mas em ser divertido.

O desfecho da história de Rey e Kylo Ren, bem, foca exatamente e os personagens que estavam dando muito apoio nos filmes anteriores ficam de um modo um pouco deslocado. Ainda estão com suas importâncias e cenas boas, mas no geral, Ascensão Skywalker resolve seguir apenas o conflito dos Jedis.

O desfecho da nova trilogia


De modo geral acaba sendo um filme normal, ok, entretêm, no entanto, a gente espera mais de Star Wars. Ascensão Skywalker tem boas cenas mas a maioria delas vem para gerar um impacto, que no momento seguinte, deixa de existir pela continuação dela. Existe um momento que surpreende e mantém a decisão, enquanto em outros dois que seriam ousados e dariam um efeito interessante na história, eles recuam.

Esse jogo de fazer e dar o "Ctrl+Z" provavelmente causará reações divididas. A jornada de Rey se mantêm como a de melhor evolução já que ela foi a personagem apresentada justamente para crescer na trilogia, enquanto Kylo Ren... O dia estava bonito hoje.

Kylo Ren é o simbolo da nova trilogia pois quem ama a trilogia o defende mais do que defenderia a mãe, enquanto quem esperava um resultado melhor, o tem como um dos principais alvos (com razão?) da história não atingir o que se projetou inicialmente. O que nos leva ao ponto anterior: Kylo é um dos que mais se prendem aos personagens do passado quando nos é apresentado, quando começamos a ver seus passos no Episódio 8 e como sua trajetória termina, até que surpreendente o final mas talvez não o caminho.

Ascensão Skywalker tem uma pegada forte em "O Retorno de Jedi" mas faltou o "tompero" do clássico para nos impactar e dar um final digno para o retorno de Star Wars aos cinemas. Para os fãs e para quem acompanhou os dois filmes anteriores, recomendo assistir para ter o sentimento de paz e de jornada cumprida ao terminar de acompanhar a saga do retorno dos Jedi.

F

PS: como o tempo voa e já se foram três anos da morte da Carrie Fisher (Princesa Leia) e tem uma homenagem para a atriz no filme :')