A notícia da colaboração surpresa foi divulgada hoje (segunda-feira, 6 de janeiro) pela esposa e gerente de Ozzy, Sharon, em seu programa diurno de TV "The Talk".



Perguntado pela co-apresentadora Carrie Ann Inaba o que 2020 tem para Ozzy, Sharon disse (veja o vídeo abaixo): "Muitas coisas boas. Bem-estar. E para voltar com seus fãs, para fazer o que ele ama, o que é excursionando e estando por aí com seus fãs. E sim, há músicas novas, e é ótimo. Ele tem todos os seus amigos tocando. Ele está fazendo uma música com Elton. Há tantas coisas boas. Coisas boas."

Atualmente não está claro se a colaboração de Ozzy com Elton será incluída no próximo álbum do vocalista do BLACK SABBATH, "Ordinary Man", que será lançado ainda este ano pela Epic Records.

Em 2003, a filha de Ozzy, Kelly, revelou que foi Elton John quem determinou o debate entre ela e Ozzy sobre o uso de um coral para a versão de "Changes", que apareceu originalmente no álbum de 1972 da banda de seu pai, "Vol. 4.".  A música foi uma das novas faixas que apareceram na estréia reeditada de Kelly, "Shut Up", que foi intitulada "Changes".

"Foi estranho, porque nós dois brigamos muito", disse Kelly à MTV na época. "Ele queria o coral lá e eu não. Quando estávamos na casa de Elton John, e a decisão final dele foi colocar o coral lá".

Em novembro passado, Ozzy lançou "Under The Graveyard", sua primeira música solo nova em quase 10 anos, que conquistou mais de 2,8 milhões de streams globais em sua primeira semana. A Rolling Stone observou que "desgraça e melancolia é o que torna uma música do Ozzy ótima, e é o que torna essa música um guardião", e a NPR escreveu: "Parece Ozzy e, notavelmente, a voz de Ozzy ainda pode rasgar sua alma".

Este álbum foi um presente do meu poder superior - é uma prova para mim que você nunca deve desistir", disse Ozzy.

Gravado em Los Angeles, o álbum apresenta o produtor Andrew Watt nas guitarras, Duff McKagan (GUNS N 'ROSES) no baixo e Chad Smith (RED HOT CHILI PEPPERS) na bateria.

Ozzy não lançou um novo esforço solo desde "Scream", de 2010, depois de passar os últimos anos em turnê com o BLACK SABBATH em apoio ao LP "13" da banda, além de tocar em vários shows solo. Mais recentemente, Osbourne se recuperou em casa depois de sofrer uma lesão no pescoço, resultando no adiamento de sua turnê solo.

Em outubro, Ozzy mais uma vez adiou sua turnê européia, marcando a segunda vez que o cantor do BLACK SABBATH o fez após uma série de problemas de saúde.

Ozzy inicialmente descartou toda a sua programação de 2019 no início do ano passado, quando se recuperou de uma cirurgia para reparar uma lesão sofrida ao lidar com um ataque de pneumonia. A etapa européia de sua jornada "No More Tours 2" foi remarcada para janeiro a março de 2020, com as datas norte-americanas marcadas para maio de 2020.

>


via Babble Mouth