Repare no que eu vou dizer 2020 já está ameaçando querer correr. Não faz muito tempo que a gente fez a virada, e vamos é virar para o segundo mês. Isso significa que o motivacional de janeiro no Play continua, e cada vez melhor. Abrimos o ano com Bota pra Ferver da Ivete Sangalo, pois depois de 2019 a gente precisa ferver o rio de lágrimas. Depois, Conqueror do Kiuas mandou o recado pra gente ter foco.

E hoje? Vamos com um dos melhores motivacionais da minha vida: Embrace the Sun, do Firewind. Direto do álbum Days of Defiance (2010), essa música passou pela minha vida numa fase chave: a minha entrada/primeiro ano na faculdade. Embrace the Sun deu o gás quando eu mais precisei, bem nos momentos ansiosos e desanimados, espantando as horas onde eu começava a ver a vida de um jeito sombrio

A letra de Embrace the Sun é totalmente perfeita, mas dois trechos dão o esmurro de motivação que a gente precisa. O primeiro é o meu favorito: você não pode mudar o mundo. É verdade. Não é que você não vá ter consciência ambiental, social, militar em prol de causas, isso é ótimo. Só que não adianta querer salvar o mundo inteiro e se perder. Ignorar o que o seu corpo diz, o que a sua cabeça está pensando/sentindo... Isso é auto-sabotagem da pior qualidade.

Então tenha esse "egoísmo" e se mude. Pare de entrar em toda treta que aparece, de perder o sono por quem não merece, de querer falar pra quem não quer te ouvir. Faz igual você faz com dinheiro: se economize.

O outro trecho é um convite maravilhoso: abrace o sol, não vai doer. Respire, sinta a vida. Viver é um negócio complicado, mas não precisa ser tanto. E quando você parar de fingir, decidir que seja lá o que tiver que terminar, tem que terminar, a vida vai dar uma virada boa. São noções que assustam um monte, pois o fracasso deprime, mas a ideia de melhorar assusta. Só que não tem jeito. A vida vai te empurrar todo santo dia pra essa direção. O resultado depende de como você vai reagir.

É uma pena que o Apollo Papathanasio tenha deixado a banda, eu adorei ele no Firewind. O Days of Defiance não é tão legal quanto o The Premonition, mas é bem melhor que o Few Against Many. E esses dois primeiros eu recomendo demais pra você que curte metal power/melódico falando sobre os dilemas da vida. Esse é um dos temas mais clichês dessa vertente do metal, mas sempre rende. Afinal, tá todo dia a gente busca consolo em alguma coisa. 

Então ao invés de livros de auto-ajuda, eu prefiro te recomendar um som no capricho. Simbora.



Letra

Step outside this spinning wheel and you'll see its turning
All the shadows now will disappear and you're burning
You can't change the world, but you can change yourself
Slowly turning dust into a shape

Embrace the sun, you won't get hurt
Don't be afraid, is it so hard to understand?
Embrace the sun, embrace the sun
Inhale the air, there's nothing wrong
Just breathe, caress the flame of life and you'll be strong
Embrace the sun, embrace the sun

At the end of the sea you will find there is no horizon
And don't fantasize but your fortune is here for a reason
You can't change the world, but you can change yourself
Try to turn the dust into a shape

Embrace the sun,you won't get hurt
Don't be afraid, is it so hard to understand?
Embrace the sun, embrace the sun
Inhale the air, there's nothing wrong

Just breathe, caress the flame of life and you'll be strong
Embrace the sun, embrace the sun

Face your life and stop pretending
Now you're caught in the eye of the world
Now it's time for an ending

You won't get hurt
Don't be afraid, is it so hard to understand?
Embrace the sun, embrace the sun
Inhale the air, there's nothing wrong
Just breathe, caress the flame of life and you'll be strong
Embrace the sun, embrace the sun

Don't be afraid
You won't get hurt
Don't be afraid