O especial da motivação foi meio aleatório, mas honesto. Afinal, abrir o ano com aquele empurra empurra nos feels, é sempre bom. Aí nós giramos por músicas desse tipo que eu gosto muito. Bota pra Ferver, da Ivete Sangalo, foi pra ferver o rio de lágrimas que foi 2019. Conqueror, do Kiuas, deu a ideia: tenha foco. Embrace the Sun, do Firewind, lembrou de algo que todo mundo esquece: viver. Agora, a semana começa ao som de My God-Given Right, do Helloween.

Bruna, outro motivacional de heavy metal? Pois é. 

É um gênero com muita coisa que eu odeio, mas a forma como o heavy metal aborda a motivação, o amor próprio... É imbatível. E ontem eu puxei uma conversa com o Renan e bem na linha do que a música do Helloween fala contra: a auto-sabotagem. Não sei você, mas eu tenho problema com isso. Me sentir culpada por fazer coisas boas por mim, de curtir o que eu gosto.

Você se sente mal por ser ou estar feliz, é muito louco. Parece que só você não merece coisas boas, o resto do mundo, sim. Você se esforça para progredir na vida, curtir coisas novas, se divertir, e na hora que agora vai, não vai. O fracasso deprime, e o sucesso assusta. Isso faz você viver num eterno estado de meia-boca, o que é errado, mas acontece e parece ser o mais confortável.

My God-Given Right dá uma bicuda em todas essas ideias sem sentido. É uma música incrível que traduz bem quando eu encho o saco de me sentir pra baixo, e ir à luta. Numa das vezes que eu fiz isso e mais marcaram a minha vida, eu decidi largar de mão a depressão e fazer vestibular. Hoje eu sou formada em publicidade.

Outra coisa recente que me fez pensar nessas coisas, foi o trailer do documentário da Taylor Swift. Bruna, você falando de Taylor Swift? O Renan tá tão surpreso quanto você. No vídeo, a cantora fala como tentou ser a garota que todo mundo queria, e você sente como isso anulou ela. Aí ela ficou um tempo fora do radar, se reinventou, e passou a ser mais honesta consigo mesma. E auto honestidade é um negócio maravilhoso. Spoiler.

Então é isso. Direto de 2016 pro seu coraçãozinho frio e amargurado (mentira, esse é o meu), vamos lá. E repare se o instrumental não é bem igual ao tema da Aquatic Ruin Zone, de Sonic 2? Uma vez ouvido, não dá para desouvir. 



Letra



Why should I wait, what is left there for me?
I come to claim
To win the game
Why should I plea for my fair and right move?
I come to play
I come to stay

I don't wanna bitch around no more
I don't wanna stand back anymore

Its my God-given right
To stand and fight
For what I like
It's my God-given brain
That cried in pain
Would I resign
There's nothing to gain
If I would restrain
There's nothing to find
If I stay behind
It's my right
My God-given right

Why should I lose if I am meant to win?
I know I can
I've got a plan
All that they told me is right and so wrong
I went through schools
Found my own rules
I don't wanna bitch around no more
I don't wanna stand back anymore

It's my God-given right
To stand and fight
For what I like
It's my God-given brain
That cried in pain
Would I resign
There's nothing to gain
If I would restrain
There's nothing to find
If I stay behind
It's my right

My God-given right
It's my God-given right
My God-given right
It's my God-given right

It's my God-given right
To stand and fight
For what I like
It's my God-given brain
That cried in pain
Would I resign
There's nothing to gain
If I would restrain
There's nothing to find
If I stay behind
It's my right
My God-given right