Começamos fevereiro, o mês .rar com o Renan bem define. E já que é o mês do carnaval, que é pula pula, e é um mês corrido, que tal a gente dançar ao som de umas músicas modinha? Nossa semana vai totalmente fora da curva do que você esperaria e traz Taylor Swift. Sim, chegou o dia. Depois de reclamar comigo mesma que o especial de janeiro foi meio meh, mesmo com a boa intenção, hoje vamos ao som de "Only the Young".

Tem sido uma ótima experiência curiosa ouvir Taylor Swift. Eu nunca odiei a cantora, mas dizer que eu gostava era mentira. Coisa de quem se chamava eclética, mas com os anos descobriu que era um tanto restrita nos gêneros. E 2020 tem sido isso: a chance de sair da caixinha, e finalmente ouvir o que eu nunca tive tempo ou vontade.

Tem sido também a expansão da experiência que eu tenho há anos com a Céline Dion. Só porque eu não me identifico/curto tanto o tema de uma cantora, não quer dizer que seja impossível de curtir o trabalho dela. E eu tô curtindo bastante ouvir Taylor Swift, mesmo sem clicar 100% com o que ela canta sobre. Até fiz review do EP de Natal dela, ha.

Outro empurrão a favor foi o documentário Miss Americana na Netflix. Não posso falar muito sobre isso, entretanto, senão vira spoiler de coisas que devem vir por aí. Sim, eu assisti o doc, e sim, vale cada instante. "Only the Young", aliás, é parte da trilha sonora e de um momento mega importante da história. Bora lá dançar e colocar esses cérebros pensantes para pensar um pouco.