Craig Mazin, criador da aclamada série Chernobyl, está voltando a trabalhar com a HBO para adaptar The Last of Us, a enorme franquia de videogames da Sony PlayStation.



Em um raro desenvolvimento no mundo das adaptações de videogame, o escritor e diretor criativo do jogo, Neil Druckmann, também está envolvido e trabalhará com Mazin para escrever e produzir o que se pretende ser uma série.

Carolyn Strauss também será produtora executiva, juntamente com Evan Wells, presidente da Naughty Dog, desenvolvedora do jogo com sede em Santa Monica. O projeto é uma coprodução com a Sony Pictures Television em associação com a PlayStation Productions. Será a primeira série de televisão da PlayStation Productions.

Lançado em 2013, Sony e The Last of Us, da Naughty Dog, receberam elogios da crítica por sua fascinante história do pós-apocalipse, centrando-se no relacionamento entre Joel, contrabandista neste novo mundo, e Ellie, uma adolescente que pode ser a chave para a cura de a pandemia mortal.

Joel, um sobrevivente endurecido, é contratado para contrabandear a menina de 14 anos de idade de uma zona opressiva de quarentena. O que começa como um pequeno trabalho logo se torna uma jornada brutal e comovente, pois ambos precisam atravessar os EUA e depender um do outro para sobreviver. A série HBO cobrirá os eventos do jogo original, que foi escrito por Druckmann, com a possibilidade de conteúdo adicional baseado na próxima sequência do jogo, The Last of Us Part II, que será lançado em 29 de maio de 2020.

Mazin, que se diz ser um jogador ávido do game, declarou: "Neil Druckmann é sem dúvida o melhor contador de histórias que trabalha no meio de videogame, e The Last of Us é sua magnum opus. Ter a chance de adaptar esse trabalho de tirar o fôlego da arte é um sonho meu há anos, e estou muito honrado em fazê-lo em parceria com Neil".

"Desde a primeira vez que me sentei para conversar com Craig, fiquei igualmente impressionado com sua abordagem narrativa, seu amor e profunda compreensão de The Last of Us", disse Druckmann em comunicado. "Com Chernobyl, Craig e HBO criaram uma obra-prima tensa, angustiante e emocional. Eu não conseguia pensar em parceiros melhores para dar vida à história de The Last of Us como um programa de televisão".

The Last of Us ganhou vários prêmios de "jogo do ano" e vendeu mais de 17 milhões de cópias em seu lançamento original no PlayStation 3 e em uma versão remasterizada no PlayStation 4.

"Esta é uma oportunidade incrivelmente empolgante para formarmos parceria com Craig, Neil, Carolyn e as equipes da Sony, Naughty Dog e PlayStation para dar vida ao mundo virtual desse aclamado jogo", afirmou Casey Bloys, presidente de programação da HBO.

"Este é o primeiro de muitos programas que pretendemos desenvolver com nossos amigos da PlayStation Productions", disse Chris Parnell, co-presidente da Sony Pictures Television Studios. "The Last of Us é uma brilhante conquista em narrativa e desenvolvimento de personagens, e temos a sorte de ter a oportunidade de trabalhar com essa equipe para adaptá-la."

Druckmann é veterinário veterano da Naughty Dog, começando como estagiário de programação em 2004. Em 2007, ele recebeu o papel de designer de jogos em Uncharted: Drake's Fortune, a primeira parte da série de aventura e ação. Em 2013, ele criou The Last of Us, com base em um conceito que ele desenvolveu como estudante na Universidade Carnegie Mellon.

Chernobyl, de Mazin, enfrentou um evento sombrio e complexo da vida real e se tornou um programa imperdível para a HBO. O show ganhou um Emmy por excelentes séries limitadas e conseguiu um para Mazin por ótimos textos. Mazin também ganhou um prêmio PGA e um prêmio WGA.

via THR