SPOILERS de 'Morning Star', episódio de The Walking Dead, e dos quadrinhos

A treta maligna chegou a The Walking Dead. No domingo (8) começou a Guerra dos Sussurradores, colocando Daryl (Norman Reedus) e a milícia de sobreviventes contra Alpha (Samantha Morton), seu exército de walkers e Sussurradores. Rejeitada pela filha desertora Lydia (Cassady McClincy), que se recusou a matar sua mãe e assumir a liderança do bando, Alpha lança sua horda de walkers para massacrar as comunidades aliadas. 

Alpha e seus seguidores, incluindo Beta (Ryan Hurst) e um Negan mascarado (Jeffrey Dean Morgan), marcharam pela primeira vez até Hilltop, onde atacaram a colônia com flechas flamejantes que prenderam a milícia entre um incêndio e a horda de walkers. A tensão será resolvida no próximo episódio, 'Walk With Us', mas desde já, a Guerra dos Sussurradores já mostra grandes mudanças em relação ao evento nos quadrinhos.



Alpha já estava morta

Em "Morning Star," Alpha comanda sua legião de walkers e Sussurradores para atacar Hilltop. Neste ponto das HQs, entretanto, ela já havia sido morta por Negan. O ex-líder dos Salvadores se infiltrou na hierarquia dos Sussurradores, e levar a cabeça da líder como troféu para o líder de Alexandria, Rick Grimes.

O ataque dos Sussurradores a Hilltop em The Walking Dead #160

Negan não estava presente - ou era um Sussurrador

Nas HQs, Negan nunca recebeu sua máscara de pele, apesar dos pedidos. Ele também não estava na hierarquia dos Sussurradores, menos ainda junto deles no ataque a Hilltop. Ao invés disso, Negan fica para trás lamentando a perda do famoso taco de beisebol, Lucille, destruído numa luta brutal com Beta - o segundo no comando dos Sussurradores. 

Enquanto isso, Michonne se disfarçou de Sussurradora quando lutava ao lado do exército de Dwight. Na série, Michonne (Danai Gurira) partiu dias antes com Virgil (Kevin Carroll), para conseguir armas capazes de matar a horda de walkers.

Camuflada, Michonne despedaça walkers e Susurradores


Carl Grimes ao resgate, para ser resgatado

No tempo em que se passa a 10ª temporada de The Walking Dead, Carl Grimes (Chandler Riggs) morreu há oito anos. Nesse ponto dos quadrinhos, Carl mudou-se para o Hilltop e tinha um romance com Lydia - relacionamento que foi dado à Henry (Matt Lintz) na série.

Carl quase morreu ao evacuar Barrington House depois que ela pegou fogo. Depois que ele ficou preso e ficou inconsciente, Carl foi resgatado por Aaron, que estava na enfermaria de Hilltop após um encontro quase fatal com Beta. Isso foi alterado na série, com Rosita (Christian Serratos), no lugar de Aaron tanto na luta com  Beta, quanto a ida até Hilltop para receber cuidados médicos.

Carl desmaia com a fumaça e chamas em The Walking Dead # 161.

Quem defendeu Hilltop

Em "Morning Star", a líder de Hilltop Maggie Rhee (Lauren Cohan) está longe de casa, ajudando Georgie (Jayne Atkinson) numa nova comunidade. Após a morte dos líderes comunitários interinos Jesus (Tom Payne) e Tara (Alanna Masterson), assassinados pelos Sussurradores. Na ausência de Maggie, Hilltop é liderado pelos novos residentes: o rei Ezekiel (Khary Payton) e Yumiko (Eleanor Matsuura).

Nos quadrinhos, uma Maggie horrorizada correu para Barrington House em chamas para recuperar Hershel, seu filho com Glenn, e Sophia, sua filha adotiva. Dante liderou a batalha, que terminou com Maggie dizendo um "yay" sarcástico enquanto uma Hilltop vitoriosa queimava. Na série, Dante foi revelado como espião dos Sussurradores, devido a ausência temporária de Cohan. 

Hilltop queima em The Walking Dead #161

Daryl Dixon não existia 

Daryl assume o comando enquanto Hilltop entra em guerra em "Morning Star". Ele visita os túmulos de Glenn (Steven Yeun) e Abraham (Michael Cudlitz) antes de ir para linha de frente da Guerra dos Sussurros, uma grande mudança dos quadrinhos - lá Daryl nunca existiu. Na série, Daryl se tornou um líder relutante, após o desaparecimento e a suposta morte de Rick Grimes (Andrew Lincoln).


Vida longa ao rei

Ezequiel, junto com o conselheiro leal Jerry (Cooper Andrews), está entre os membros da milícia na linha de frente quando o exército de walkers se força em Hilltop em "Morning Star". Ezequiel tornou-se um líder na comunidade após o fechamento do Reino, até mesmo reacendendo seu relacionamento com a ex-esposa Carol (Melissa McBride).

Nos quadrinhos, entretanto, Ezequiel está entre as vítimas mortas por Alpha quando ela marcou o território dos Sussurradores com cabeças decapitadas exibidas em cima de lanças.

Ezequiel descoberto assassinado por Alfa em The Walking Dead # 144


Showrunner sobre as mudanças necessárias

Em 2019 durante o PaleyFest, Angela Kang comentou que The Walking Dead é muito inspirada nos quadrinhos, e elogiou o autor Robert Kirkman pela capacidade em criar momentos tão icônicos. Ela então explicou que a série tem diferentes personagens e circunstâncias. Logo, ela nunca será totalmente igual aos quadrinhos, pedindo mudanças na hora de adaptar as páginas para pequena tela. Sem falar que são mídias diferentes.

The Walking Dead volta no próximo domingo (15) com o episódio 'Walk With Us'.

Via CB