Header Ads

Sobre o site


Contar uma história de origem que faça jus aos personagens, recrie todo drama e alegria, não é fácil. Pode dar muito certo, ou muito errado. Mas isso nunca impediu Hollywood de tentar, né? Então me dê a mão e vamos viajar por um mundo de referências e mais de oito mil loucuras, dividido em várias sagas.

O começo de toda história é complicada, e a nossa não fugiu dessa regra.


O blog dos downloads


Em 2010 surgiu um blog. Nada inédito na história da humanidade, quando nunca surgiu um blog na internet? O Hardmetal Brasil colocava CDs para download, atendia pedidos, apenas mais um dia na vizinhança. E apesar de uma ideia tão original quanto nota de três reais, o feedback até foi bom, pelo menos nos primeiros meses.

Mas aí o que acontece?

A primeira saga não escapou do conflito entre personagens, pois o profeta Joseph Climber dizia que a vida é uma caixinha de surpresas não por acaso. O conflito geraria a intriga que colocaria o futuro em risco, pois todos da equipe deixaram o blog, exceto uma única alma sobrevivente.

Seria o fim?

[Toca música dramática com letreiro de continua]

Nah.

Elevando o cosmo num último esforço, o Renan, cavaleiro da Constelação de Troll, teve a ideia que virou convite, depois parceria, e por fim a amizade entre ele a Pessoa que Vos Fala™: Eu, Bruna, ou pode chamar de tia_hizaki. Com uma proposta mais original e interessante nós reformamos o Hardmetal Brasil, e começamos a próxima saga. Onde o perigo era bem maior.


Um novo ponto de vista sobre hard rock e heavy metal



Juntos nós passamos quase seis anos defendendo a galáxia da música pesada do jornalismo ruim, e espalhando a magia do rock/metal japonês. Com isso ganhamos credibilidade, nos divertimos, até, e aprendemos muito. Mas também tivemos muito stress. E após mais horas de conversas do que um ser humano pode passar em Skyrim, o projeto deu um salto de fé ambicioso: falar de hard rock, heavy metal e cultura pop.

Cultura pop não era inédito principalmente para nós, geração anos 90. Seria a união da experiência e qualidade nos textos que tornou o blog conhecido, com novas ideias para acrescentar mais conteúdo, tornando o dia dos leitores extra informativo e divertido. E ainda faríamos outra transição crucial: sair de blog para site, de Hardmetal Brasil para HMBR.

Pois é, não parece muito no nome. E como siglas às vezes podem não dar muito certo, começaria aí o Dragon Ball GT das nossas vidas.

Heavy metal e cultura pop fora do óbvio?


Com o tempo, o mundo heavy metalístico passou a nos virar as costas, tornando-se um foco de dor de cabeça e raiva para nós dois. As bandas brasileiras, qie tentávamos divulgar, nos ignoravam. Dialogar com o Metalhead Padrão™, ficou impossível. Do outro lado a cultura pop, essa linda, começou a nos interessar mais e render momentos mais agradáveis, além da ótima aceitação.

Foi uma saga filler, mas ao mesmo tempo muito importante, pois levou a saga seguinte, essa oficial.

Após cinco anos fazendo um trabalho dedicado e ganhando credibilidade, demos o novo passo: testes infinitos, horas conversas (com alguns ragequits) e o projeto ganhou uma cara mais ambiciosa: falar de heavy metal, hard rock e cultura pop. De um lado vem a experiência e a qualidade nos textos e tudo que tornou o blog conhecido, do outro chegam novas ideias, temas e ainda conteúdo para tornar o seu dia mais divertido e interessante.

Assim encerramos a era do Hardmetal Brasil e chegamos à saga HMBR, a era de heavy metal e cultura pop fora do óbvio.

Entretanto... E se a gente te disser que em outro belo dia outra mudança aconteceu?

Elevando o Cosmo Nerd!


Após anos de treinamento, deixamos o passado para trás. Trouxemos a experiência, claro. Entretanto, as coisas que não mais serviam, foram aposentadas. Subimos as escadas do santuário da nerdice, e eis que o cosmo finalmente despertou, nascendo o Armadura Nerd, nosso novo e atual projeto. Como foi praticamente dar um reboot em nós mesmos? Incrível.

Versão (meio) resumida:

Mergulhamos num mundo nem tão desconhecido, afinal... Coisas pops e nerds não são novidade em especial para quem viveu os anos 90, geração Manchete, Sega vs Nintendo. O foco na música mudou, e passou a ser por meio da game/cinema music. Mas uma coisa permaneceu igual: nossa filosofia.

Não gostamos do jornalismo padrão. Se fosse o caso, pra quê entrar nesse mundo e fazer o que todo mundo já faz? Não é uma coisa que nos representa. Ao invés disso confiamos no coração das cartas para produzir algo mais divertido, informativo, honesto, feito com tanta responsabilidade quanto a Imprensa Especializada (pff) tem com suas coisas.

Não somos fãs do jornalismo padrão. Aliás, ele não nos representa. Preferimos confiar no coração das cartas, produzir um conteúdo divertido, informativo, porém feito com tanta responsabilidade quanto a Imprensa Especializada (pff) tem com suas coisas. Jornalismo literário? É... Seria um nome legal pra definir. Afinal, somos de carne e osso, escrevendo pra gente de carne e osso.


Em um ano da nova saga construímos algo que nos deixou com +10 de orgulho. O trabalho é intenso, mas nos divertimos indo atrás de notícias, curiosidades, ou abrindo o coração nerd na hora de contar nossas histórias ou dar opiniões sobre tudo. Nosso currículo (maoee), já conta com algumas insígnias:

Entrevistamos o Ricardo Cruz, voz de Pegasus Forever e integrante do JAM Project, o super grupo de anisongs que é uma das melhores coisas já produzidas pelo digníssimo Japão. Os eSports bateram cartão com KeomaChuChu e Brolynho, que na época ainda usava a tag de SOA Ibukiman. Além do Street Fighter muito bem representado, Kane BlueRiver representou o Marvel vs Capcom como boa lenda que o jogador chileno é.

Mas nada disso se compararia ao momento de comemorar o nosso primeiro ano de vida. Tivemos a honra de entrevistar no nosso podcast especial... Ele: Hermes Baroli, o Seiya de Pégaso/Sagitário em pessoa. E o coração, como que aguenta?


Também passamos por eventos. No passado, a edição 2015 da Brasil Game Show, e as edições 2016 da BGS e Anime Family. No presente, o cosmo foi elevado no Anime Friends:


Na Brasil Game Show:


Santos Criativa Geek Festival:


Santos Comic Expo:


Isso só em 2017.

Então depois de conhecer tantas sagas muito mais emocionantes que as da família Skywalker, ainda resta dúvida de que não vamos despertar o oitavo sentido da nerdice? Imagine então o Omega.
Tecnologia do Blogger.