O universo de Star Wars possui algumas ideias vindas do oriente, principalmente, o conceito dos jedis que são inspirados nos samurais, inclusive o código Jedi é como o Bushido da Galáxia.

Então o que acontece quando o oriente encontra a obra ocidental? Itens destinados para seu público local. E foi assim que em 1998 com os traços de Hisao Tamaki que o mangá foi lançado pela Dark Horse.


No Brasil o mangá chegou pelo selo da JBC dando um total de 14 edições. Os mangás cobrem os filmes Episódios I, IV, V e VI.

A arte de Star Wars em versão mangá é algo especial e diferente das diversas versões, e, homenagens que recebe. Por mais que seja algo especial é possível ver muito de cenário medieval clássico dos RPG.

Waifu, sempre melhoram a história.
Pensando em RPG e Japão note como algumas cenas e personagens, especialmente Quin-Gon, tem uma pegada ala Record of The Lodoss War. Os desfecho da grande narração cinematográfica em mangá vai além de uma nova visão, atrai novos fãs.

Você conhecia que Star Wars chegou a virar mangá? Eu acabei descobrindo sem querer durante um "evento de anime" e acabei pegando as 4 edições referentes ao Episódio VI - O Retorno de Jedi, ainda mais épico em mangá.

Conte para nós sua relação com a versão mangá dá história de George Lucas.