As Panteras estreia nesta quinta-feira (14), mas em matéria de empoderamento feminino a franquia vem dando destaque para as mulheres desde os anos 70. Desta vez, entretanto, é a primeira vez que a história das espiãs é contada por uma mulher. E Elizabeth Banks foi bem além de dirigir. Ela escreveu o roteiro, produziu e está no filme como um dos Bosleys, os ajudantes das Panteras de Kristen Stewart, Ella Balinska e Naomi Scott.
A diretora disse à Variety que todos conversaram muito sobre a perspectiva masculina x algo mais dentro da perspectiva feminina. Mesmo as Panteras estando repleto de girl power, Kristen Stwart promete que o filme não tenta forçar o empoderamento feminino. Ao invés disso, a atriz explica que a ideia foi produzir uma história contada por mulheres empoderadas. A intenção deixar as pessoas mais esperançosas com "mundo de m*rda no qual nós vivemos". 

Stewart já trabalhou com diretoras em filmes indies, e Catherine Hardwick dirigiu o primeiro filme da saga Crepúsculo. Ainda assim, a atriz reconheceu que não é costume ver uma mulher dirigindo um blockbuster. E ela disse ter notado onde Banks precisou trabalhar mais que os colegas homens. "Eu nunca fiz um filme grande onde o chefe podia ser uma mulher. Foi estranho e muito legal", disse ela.

Já Banks destaca que filmes liderados por mulheres sofrem expectativas diferentes quando o assunto é bilheteria. Ela espera, entretanto, que As Panteras deixe os estúdios mais ousados em colocar as mulheres atrás das câmeras:

A principal coisa que eu queria era convencer os executivos de que eles podem confiar nas mulheres. Se eu entregar um bom filme com esse elenco incrível, nós fizemos algo realmente divertido no qual as pessoas vão querer assistir. Eu espero convencer mais executivos a confiarem em nós com o trabalho [de direção].

Via Variety