No domingo (10) Batwoman cumpriu sua promessa de não repetir vilões, e apresentou ao público o Executor em "I'll be Judge, I'll Jury". O Executor é outro vilão que (obviamente) tem uma ligação com o Batman, e une-se à Tommy Elliot e Magpie na lista dos caras ruins que apareceram nessa temporada. Quem é o cara parrudo por trás da máscara esquisita? É um vilão bem obscuro, que talvez até os fãs mais dedicados do Morcegão levem um instante para reconhecer. Mas a gente te conta.

Vindo direto de 1953, a primeira - e praticamente única - aparição do Executor foi na edição #191 da Detective Comics #191. Na HQ, Willy Hooker parecia um cara normal que trabalhava num parque de diversões. Entretanto, ele assumia a identidade do executor para um pequeno negócio lucrativo e bem ilegal. Hooker soltava assassinos procurados pela justiça, matava eles, e recebia a recompensa oferecida pelos criminosos. Eventualmente suas atividades foram descobertas e paradas pelo Batman e Robin.

O Executor na sua versão (meio banda-de-heavy-metal) em Gotham

Apesar do Executor ser um personagem obscuro, sua passagem por Batwoman não é a única versão live-action. Gotham, série da Fox, também apresentou o Executor ao público na segunda temporada, no episódio "Strike Force". Com nome de Nathaniel Barnes, ele era o chefe do departamento de polícia de Gotham, que decidiu fazer justiça com as próprias mãos. Como? Matando os criminosos que ele julgava ser culpados. Descoberto e preso em Arkham, Barnes é solto pelo Tribunal de Corujas, e acaba escapando da justiça por completo.

Batwoman retorna no próximo domingo (17) com o episódio "Tell me the Truth"

Via CB